Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2578
Title: A liberdade artística de Nietzsche.
Authors: Mendes, Clarissa Ayres
metadata.dc.contributor.advisor: Pimenta Neto, Olímpio José
Keywords: Liberdade - filosofia
Filosofia alemã
Estética
Moral
Arte - filosofia
Issue Date: 2010
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Filosofia. Departamento de Filosofia, Instituto de Filosofia, Artes e Cultura, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: MENDES, C. A. A liberdade artística de Nietzsche. 2010. 108 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2010.
Abstract: O presente trabalho pretende abarcar a proposta de liberdade nietzschiana, que se revela estética e não moral, como pensava toda a tradição filosófica até Nietzsche. Para tanto, fez-se necessário percorrer os caminhos propostos por Nietzsche. Tendo como fio condutor o senso histórico, avaliamos as principais intenções de Nietzsche. Em primeiro lugar, pretendemos demonstrar que existem possibilidades de remontar o surgimento dos valores morais baseadas em pontos de vista específicos, ou seja, Nietzsche explora a idéia de interpretação na criação dos valores morais, e pretende apontar para características especificas de certos tipos de homem e sociedades, que privilegiaram determinadas interpretações. Com isto em mente, aliamo-nos à tarefa inicial de destruição de certezas nas quais se fundamentam os valores morais. Depois do trabalho com o martelo, podemos e necessitamos da criação. Nietzsche tenta devolver ao homem a sua condição e consciência de sua condição de criador. Neste sentido, temos a liberdade em termos nietzschianos como aliada. A liberdade proposta aqui, correlata ao fazer artístico, aparece como a perspectiva inerente ao homem que se sente apto e disponível para a criação, que passa a encarar a necessidade e a liberdade com um sentido de equivalência, destruindo assim, a oposição destes dois conceitos.
metadata.dc.description.abstracten: This work intends to explain a nietzschian‘s freedom proposal; which is esthetic, not moral proposal as it was thought all the philosophic tradition until Nietzsche. For that, it was required to go through the proposed ways by Nietzsche. Taking in consideration the historical sense we evaluated the most important Nietzsche‘s intentions. First of all, we intend to demonstrate that there are possibilities of raising the appearances of the moral values based on specific points of views, in other words, Nietzsche explores the idea of interpretation in the creation of moral values. He intends to point to specific characteristics of some kinds of men and societies that favoured certain interpretations. Taking this in consideration, we ally to the initial task of destroying certainties in which the moral values are based. After the hammer work, we can and we need of the creation. Nietzsche intends to give back to men their condition and conscience of being a creator. In this sense, we have the nietzschian‘s freedom as associated. The freedom that we propose correlated to the artistic method, appears as inherent perspective to the man who feels himself capable and available to the creation who starts to face the necessity and the freedom with the sense of equivalence, thus destroying the opposition of these two concepts.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2578
Appears in Collections:PPGEFA - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_LiberdadeArtísticaNietzche.pdf591,36 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.