Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2566
Title: Avaliação nutricional e hipercolesterolemiante da “proteína do soro do leite” comercial.
Authors: Haraguchi, Fabiano Kenji
metadata.dc.contributor.advisor: Silva, Marcelo Eustáquio
Keywords: Soro do leite - proteínas
Bioquímica estrutural
Coeficiente de utilização protéica
Hipercolesterolemia
Issue Date: 2007
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: HARAGUCHI, F. K. Avaliação nutricional e hipercolesterolemiante da “proteína do soro do leite” comercial. 2007. 66 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2007.
Abstract: As proteínas do soro do leite, conhecidas como whey protein, são extraídas da porção aquosa do leite, gerada durante o processo de fabricação do queijo. Sua obtenção envolve a separação das caseínas, que pode ser realizada por coagulação enzimática ou por precipitação ácida da caseína. São geralmente encontradas comercialmente sob a forma de pó em suplementos alimentares. Estudos têm relatado sua capacidade em modular respostas orgânicas em diferentes condições metabólicas e patológicas, como câncer, AIDS e nas dislepidemias. No que concerne à qualidade biológica desses suplementos alimentares, poucos estudos são encontrados na literatura, sendo sua qualidade nutricional atribuída principalmente à sua composição de aminoácidos. Seus efeitos sobre a atividade hepática e renal de ratos hipercolesterolêmicos não são conhecidos, e os efeitos sobre o metabolismo de lipídeos de ratos trazem resultados conflitantes. 64 ratos da linhagem Fisher foram utilizados em dois experimentos. No experimento 1, 32 ratos Fisher recém desmamados foram divididos em 4 grupos, recebendo as seguintes dietas: grupo C, dieta padrão; grupo PS, dieta padrão modificada, contendo as proteínas do soro em substituição integral à caseína; dieta CP, substituição de 30% de caseína pelas proteínas do soro; e grupo aprotéico, dieta aprotéica. A ingestão e o ganho de peso foram monitorados semanalmente para o cálculo da “Razão Protéica Liquida” (RPL), “Coeficiente de Utilização Protéica” (CUP), “Digestibilidade Verdadeira” (DV) e “Balanço Nitrogenado” (BN). Após 4 semanas, o sangue dos animais foi coletado para dosagem bioquímica e os animais sacrificados. No experimento 2, 32 ratos Fisher adultos foram divididos em 4 grupos, recebendo as seguintes dietas: grupo C, dieta padrão (AIN-93M); grupo H, dieta hipercolesterolemiante; grupo PS, dieta padrão e proteínas do soro; grupo PSH dieta hipercolesterolemiante e proteínas do soro. A ingestão alimentar e o ganho de peso foram monitorados semanalmente, e após 8 semanas, os animais foram sacrificados e o sangue coletado para dosagem bioquímica. Resultados do experimento 1 mostram que a dieta PS gerou valores estatisticamente maiores de RPL, CUP e DV, assim como nas concentrações plasmáticas de albumina, proteínas totais, colesterol total, colesterol HDL e glicose. A dieta CP não foi capaz de 6 promover tais diferenças. Encontrou-se ainda uma relação positiva entre as proteínas do soro, colesterol HDL e atividade da paraoxonase (PON). Não foram observadas alterações nos parâmetros bioquímicos usados para avaliar as funções hepáticas e renais em nenhum dos grupos. No experimento 2, observamos que as proteínas do soro não reduziram o colesterol plasmático de forma significativa. Observamos também que as proteínas do soro promoveram um aumento na concentração plasmática de triglicérides. No entanto, reduziram a atividade da aspartato aminotransferase e da fosfatase alcalina, assim como a concentração plasmática de creatinina. Não observamos nenhum efeito sobre as defesas antioxidantes avaliadas. As dietas contendo as proteínas do soro geraram também ossos mais pesados, com maior diâmetro e comprimento que as dietas contendo caseína. Nossos dados mostram que as proteínas do soro apresentam altos índices de qualidade protéica. A avaliação bioquímica dos animais do experimento 1 revelou que as proteínas do soro foram determinantes para a homeostase glicêmica no jejum prolongado, melhorando também o perfil lipídico e a atividade da PON. No experimento2, não observamos um efeito hipocolesterolêmico significativo em ratos, apesar de essa tendência ter sido observada. No entanto, impediram de forma significativa a ocorrência de alterações nos parâmetros indicadores das funções hepáticas e renais provocadas pela dieta hipercolesterolemiante. Os dados sugerem também que as proteínas do soro afetam positivamente a formação óssea, quando comparadas com as dietas contendo caseína.
metadata.dc.description.abstracten: The whey proteins are extracted during the process of cheese manufacturing. The obtainment of whey protein involves its separation from caseins, what can be done by enzymatic coagulation or by acidic precipitation of caseins. It is generally found in commercial dietary supplements. Researches have shown its capacity in modulating organic responses in different pathological and metabolic conditions, like cancer, AIDS and dyslepidemia. In relation to biological quality of dietary supplements of whey protein only a few researches are found in the literature and its nutrition quality is attributed mainly to its amino acid composition. Its effect on hepatic and renal activities of hypercholesterolemic rats are not know, and its effect on lipidic metabolism of rats have produced conflicting results. 64 Fisher rats were used in two experiments. In experiment 1, 32 weaning rats were divided in 4 groups, receiving the following diets: C group, standard diet; PS group, modified standard diet with whey protein; CP group, modified diet with 30/70 (WP/casein); and a protein free group. The food ingestion and weight gain were monitored weekly for evaluation of “Net Protein Ratio” (NPR), “Protein Efficiency Ratio” (PER), “True Digestibility” (TD) and “Nitrogen Balance” (BN). After 4 weeks, blood was collected for biochemical analysis and the animals were killed. In experiment 2, 32 adult rats were divided in 4 groups, receiving the following diets: C group, standard diet (AIN-93M); H group, hypercholesterolemic diet; PS group, standard diet with whey protein; PSH group, hypercholesterolemic diet with whey protein. Food ingestion and weight gain were monitored weekly. After 8 weeks, blood was collected for biochemical analysis and the rats were sacrificed. Results of experiment 1 show that PS diet promoted significant differences for NPR, PER and DV, as well as the hepatic synthesis of albumin, total protein, total cholesterol and glucose. CP diet was not capable of generating these differences. A positive relation between whey protein intake and HDL-cholesterol and paraoxonase activity was found. Hepatic or renal dysfunctions were not observed in any groups. In experiment 2, we observed that whey protein did not lower(ed) serum cholesterol significantly and promoted 8 an increased in serum tryglicerides. However, whey protein decreased the activity of aspartate aminotransferase and alkaline phosphatase, as well as that of serum creatinine. We did not observe any effect on the antioxidant activities evaluated. The diets containing whey protein also generated heavier bones, with greater diameter and length than the casein diets. Our data revealed that whey protein has a high quality, as assessed by biological methods. The biochemical evaluation of experiment 1 revealed that it was relevant for glycemic homeostasis on prolonged fasting, improving lipid status and activity of paraoxonase. In experiment 2, whey proteins did not show a significant hypocholesterolemic effect in rats, although a tendency was observed. On the other hand they prevented the occurrence of alterations in parameters indicating hepatic and renal functions provoked by the hypercholesterolemic diet. Data also suggest that whey proteins affect positively bone formation when compared to casein diets.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2566
Appears in Collections:PPCBIOL - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_AvaliaçãoNutricionalHipercolesterolemiante.PDF373,99 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.