Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/2554
Title: Avaliação da atividade in vitro de nanoemulsões e nanocápsulas de fluconazol contra candida spp.
Authors: Sousa, Eliana Camargo
metadata.dc.contributor.advisor: Mosqueira, Vanessa Carla Furtado
Keywords: Candida albicans
Nanotecnologia
Nanoestrutura
Atividade antifúngica
Issue Date: 2007
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: SOUSA, E. C. Avaliação da atividade in vitro de nanoemulsões e nanocápsulas de fluconazol contra candida spp. 2007. 140 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2007.
Abstract: Com o número crescente de pacientes sob imunossupressão induzida por doenças ou fármacos, as infecções fúngicas disseminadas estão se tornando problemas sérios de saúde, principalmente em ambiente hospitalar, e novas abordagens para a terapia antifúngica precisam ser investigadas. Grande parte das infecções disseminadas é provocada pela espécie Candida albicans sendo o fluconazol o fármaco de escolha, mas o surgimento de fenômenos de resistência fúngica tem sido relatado. Com o intuito de investigar o efeito do fluconazol associado a nanoestruturas sobre espécies de Candida, neste trabalho foram desenvolvidas nanoemulsões e nanocápsulas de poli-e- caprolactona contendo fluconazol. Análises morfológicas e físico-químicas das nanoestruturas foram realizadas revelando formato esférico e tamanho médio variando de 136,5 a 180,2 nm para as nanoemulsões (NE) e de 203,6 a 213,6 nm para as nanocápsulas (NC). Ambas as dispersões apresentaram características homogêneas e demonstraram estruturas monodispersas. O percentual de encapsulação do fluconazol nas NE e NC foi de 49,2 ± 0,65 e 45,6 ± 0,52, respectivamente. Procedimentos de purificação por diálise direta foram efetuados e as nanoestruturas foram testadas contra suspensões celulares de Candida albicans e Candida parapsilosis e seus efeitos avaliados por turbidimetria, contagem de células, teste de viabilidade celular por colorimetria com o reativo Brometo de 3-[4,5-dimetiltriazol-2-il]-2,5 difeniltetrazólio (MTT) e por quantificação de ergosterol utilizando fármaco livre, nanoemulsões e nanocápsulas de fluconazol submetidas ou não aos procedimentos de purificação. Os resultados demonstraram diferentes efeitos ocasionados pela presença das nanoestruturas contra C. albicans e C. parapsilosis quando comparados aos efeitos do fármaco livre. As nanoestruturas purificadas por diálise apresentaram um efeito com perfil de dose dependência frente à inibição do crescimento de Candida. Os resultados variaram segundo os métodos e as análises estatísticas não demonstraram correlação entre as diferentes metodologias. As duas espécies de Candida parecem se comportar de forma diferente quando expostas às nanoestruturas de fluconazol ou à presença de nanoestruturas livres de fármaco. Entretanto, muitos estudos ainda são necessários para se evidenciar o efeito das nanopartículas sobre o fenômeno de resistência das espécies de Candida testadas frente às nanoemulsões e nanocápsulas de fluconazol.
metadata.dc.description.abstracten: Nosocomial fungal infections are becoming serious health problems due to the growing number of patients under natural or induced immunossupression and there is a need for new approaches on antifungal therapy. The great part of disseminated fungal infections is related to Candida spp. and in many cases the drug of choice is fluconazole, which broad use has been related to fungal resistance emergence. Little is known about the activity of antifungal drugs associated to drug delivery systems in resistance phenomena. In this work we developed fluconazole nanoemulsions and poly-e- caprolacton nanocapsules by polymer interfacial deposition followed by solvent displacement in order to investigate the effect of fluconazole associated to nanostructures against Candida spp. The nanostructures were tested against Candida albicans and Candida parapsilosis cells suspensions and their effect was evaluated by turbidimetric, colorimetric and ergosterol quantification assays. Morphological and physical-chemical analysis of the nanostructures revealed spherical shape and mean size varying from 136,5 to 180,2 nm for nanoemulsions (NE) and from 203,6 to 213,6 nm for nanocapsules (NC). Both dispersions have presented homogeneous and monodisperse. The drug loading for fluconazole in NE and NC was 49,2 ± 0,65 and 45,6 ± 0,52, respectively. The susceptibility assays were carried out with the free drug, the nanoemulsions and the nanocapsules underwent or not to dialysis purification. The results showed different effects caused by the presence of nanostructures against C. albicans and C. parapsilosis when compared to the free drug. The dialyzed nanostructures showed results of dose dependent profile in Candida growing inhibition. Comparisons between the results obtained using the different methods were made and they revealed variations. The two species seem to behave differently when exposed to fluconazole-loaded or unloaded nanostructures. Further studies are necessary in order to elucidate the effect of nanostructures in Candida fluconazole-resistance phenomena.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2554
Appears in Collections:PPCBIOL - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_AvaliaçãoAtividadeVitro.PDF1,26 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.