Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2383
Title: Estudo de viabilidade técnica e econômica do uso de agregados de escória de aciaria em concreto betuminoso usinado a quente.
Authors: Pedrosa, Rogério Antônio Alves
metadata.dc.contributor.advisor: Fernandes, Gilberto
Keywords: Escória de aciaria
Pavimentos
Concreto betuminoso
Issue Date: 2010
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Engenharia Geotécnica. Núcleo de Geotecnia, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: PEDROSA, R. A. A. Estudo de viabilidade técnica e econômica do uso de agregados de escória de aciaria em concreto betuminoso usinado a quente. 2010. 113 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Geotécnica) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2010.
Abstract: A escória de aciaria já é amplamente conhecida no meio rodoviário, mas geralmente é utilizada como material granular nas camadas de base e de sub-base. Todavia, esse excelente material é muito pouco utilizado como agregado em misturas asfálticas. Portanto, tentando preencher essa lacuna, este trabalho teve por objetivo verificar a viabilidade técnica e econômica da utilização de agregados de escória de aciaria em mistura asfáltica usinada tipo CBUQ, em comparação com o mesmo tipo de mistura confeccionada com agregado gnáissico. Os estudos mostraram que o CBUQ confeccionado com escória de aciaria curada possui excelentes qualidades técnicas, superiores, inclusive, às do CBUQ confeccionado com agregados naturais. Todavia, o elevado índice de absorção da escória de aciaria demanda um maior teor de ligante que os agregados gnáissicos de mesma granulometria, o que recomenda a análise econômica do uso desse material em CBUQ, em comparação com o uso de agregados naturais. Uma análise econômica de comparação simulada neste trabalho, mostrou que, para ocorrer a igualdade de custos totais, a DMT do agregado gnáissico deverá ser cerca de 28 km maior que DMT da escória de aciaria. Através da equação de distância econômica apresentada no estudo de viabilidade, os fornecedores de escória de aciaria poderão definir uma área regional ao redor das suas áreas de estocagem, dentro da qual o uso de agregado de escória se torna mais econômico que o uso de agregados naturais, propiciando grande economia para os seus clientes. As misturas asfálticas produzidas com agregado de escória de aciaria apresentaram maior estabilidade, menor fluência e maior módulo de resiliência, sendo, portanto, mais qualificadas que as misturas com agregado pétreo natural para uso em pavimentos que serão solicitados por tráfego pesado em clima quente. O uso do agregado de escória de aciaria com cimento asfáltico de petróleo mais viscoso (CAP 30/45) potencializa a estabilidade Marshall e a resistência à deformação permanente (fluência) da mistura, minimizando os riscos de surgimento de deformações plásticas por fluência (ondulação) ou por consolidação (afundamentos nas trilhas de roda).
metadata.dc.description.abstracten: The steel furnace slag is already widely known in the road segment, but generally has been used as granular material at base and sub-base layers. However, this excellent material is seldom used as asphaltic mixture aggregate. Hence, considering this lack of information about this subject, this study aims to investigate the technical and economical feasibility of the utilization of steel furnace slag aggregates at Hot Mix Asphalts (HMAs) asphaltic mixture in comparison to the same kind of mixture made by gneissic aggregate The results of this study showed that the Hot Mix Asphalts (HMAs) that use cured steel slag have excellent technical qualities, being even better than the Hot Mix Asphalts (HMAs) made by natural aggregates. However, the high absorption level of the steel furnace slag requires an Asphaltic Binder (AB) rate higher than the gneissic aggregates with the same granulometry. It recommends a deeper economical analysis comparing both utilizations: Hot Mix Asphalts (HMAs) versus natural aggregates The comparative economical essay indicated that the total costs equality is reached when the average travel distance of the gneissic aggregate is about 28 kilometers longer than the average travel distance of steel slag. Through the utilization of the economical distance equation presented in the feasibility study, the steel slag suppliers will be able to define a location around their stocking area, where the steel slag utilization will become more economically interesting than the natural aggregates utilization, becoming considerable cost savings to the customers. The asphaltic mixtures made by steel slag aggregates presented more stability, lower permanent deformation level and higher resilience that make it more recommended to be used at pavements with heavy traffic in hot whether regions when compared to natural petrous aggregates. The utilization of steel slag with higher viscosity petroleum asphalt cement (CAP 30/45) maximizes the Marshall stability and the permanent deformation resistance of the mixture, minimizing the plastic deformation (corrugation) and deepening risks.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2383
Appears in Collections:PPGEG - Mestrado profissional (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_EstudoViabilidadeTécnica.pdf1,87 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.