Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/2369
Title: A vulnerabilidade econômica do município de Itabira, Minas Gerais, em relação à atividade mineral.
Authors: Alvarenga, Cristiano Penido de
metadata.dc.contributor.advisor: Sousa, Wilson Trigueiro de
Keywords: Desenvolvimento sustentável
Engenharia de minas
Itabira - MG - minas e recursos minerais
Atividade mineral e comunidade
Economia mineral
Issue Date: 2006
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mineral. Departamento de Engenharia de Minas, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: ALVARENGA, C. P. de. A vulnerabilidade econômica do município de Itabira, Minas Gerais, em relação à atividade mineral. 2006. 114 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mineral) – Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2006.
Abstract: De acordo com a teoria do Enclave Econômico e com a teoria da Base de Exportação, os municípios tipicamente mineradores têm enormes dificuldades de se desenvolverem de forma dinâmica e autônoma em relação à atividade mineral. Por isso, mesmo os mais antigos municípios mineradores são dependentes economicamente e suas perspectivas de desenvolvimento quase que em sua totalidade se confundem com as perspectivas da indústria mineral. Após apresentar de forma bastante sucinta as teorias citadas acima, esta dissertação apresenta e debate indicadores econômicos que deixam poucas margens de dúvida para perceber que o município de Itabira-MG realmente se desenvolveu de acordo com estas teorias, ou seja, mesmo após décadas de mineração, este município foi incapaz de dinamizar sua economia e desenvolver atividades autônomas à mineração. Em sua última fase, discutiu-se com líderes políticos, empresariais, comunitários e sindicais e com o Gerente Geral das Minas de Itabira, pertencentes à Companhia Vale do Rio Doce (CVRD), a visão de cada um sobre a realidade econômica de Itabira, ressaltando sua dependência em relação à mineração, as possibilidades de desenvolvimento de atividades autônomas à atividade mineral e a visão que cada um dos entrevistados tem em relação ao futuro do município.
metadata.dc.description.abstracten: In agreement with the theory of the Economical Enclave and with the theory of the Base of Export, the typical mining districts have great difficulties to develop themselves in a dynamic and autonomous way in relation to the mineral activity. Therefore, even the oldest mining districts are economically dependent and almost their total development perspectives get confused with the perspectives of the mineral industry. After presenting in a quite brief way the theories mentioned above, this study presents and debates the economical indicators that leave few doubt to showing that the Brazilian mining district of Itabira, in Minas Gerais State, grew up in agreement with these theories. In other words, even after decades as one of the most important iron ore mining district in the world, it was unable to increase a diversified economy and to develop autonomous productive activities out of mining. Finally, it was discussed with some local politicians, business men and with community and syndical leaders the vision each one has about the economical reality of Itabira. Among these personalities is the General Manager of Itabira Mines. These interviews outlined Itabira dependence in relation to the mining activity, the possibilities of developing an autonomous economical project and the future the mining district will have in the post-mining era.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2369
Appears in Collections:PPGEM - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_VulnerabilidadeEconômicaMunicípio.pdf669,36 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.