Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/2348
Title: O boom do minério de ferro na economia brasileira : houve dutch disease?
Authors: Batista, Biano Gotelipe Gomes
metadata.dc.contributor.advisor: Furtado, Marco Antônio Tourinho
Keywords: Brasil - economia
Dutch disease
Engenharia de minas
Economia mineral
Issue Date: 2009
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mineral. Departamento de Engenharia de Minas, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: BATISTA, B. G. G. O boom do minério de ferro na economia brasileira : houve dutch disease? 2009. 111 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mineral) – Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2009.
Abstract: A economia do Brasil e de alguns países em desenvolvimento é fortemente influenciada pela indústria de exploração de recursos naturais, como a extração mineral, a agricultura e a pecuária. Em economias com estas características a ocorrência da falha de mercado nomeada como Dutch disease 1 (DD) é em determinadas circunstâncias especulada. Assim, a comprovação da hipótese da existência desta “moléstia” em território brasileiro, provocada pelo boom do minério de ferro, é o principal objetivo deste trabalho. A revisão bibliográfica sobre o caso pragmático holandês se deu através do estudo da bibliografia científica existente sobre a DD na Holanda. Estudos referentes à desindustrialização da economia e neutralização desta falha de mercado foram realizados para uma melhor compreensão do tema. O referencial teórico foi completado com a apresentação de teorias sobre as principais determinantes de uma taxa de câmbio, durante o regime de Bretton Woods e durante os oito anos da série histórica definida para análise (2000-2007). Esta dissertação apresenta, compara, analisa e debate dados referentes à Holanda para eliminar dúvidas sobre a existência da falha de mercado DD. Posteriormente dados sobre a economia brasileira, principalmente do balanço de pagamentos, flutuação do câmbio e cotação e quantidades exportadas do minério de ferro foram coletados. A análise destes dados teve o intuito de verificar o impacto do boom mineral brasileiro no processo de commoditização da pauta exportadora nacional, assim como na valorização do Real no período. Esta análise se propôs a eliminar dúvidas sobre a existência da falha de mercado DD provocada pelo boom do minério de ferro, reprovando assim sua existência no país através desta commodity. Em sua última parte foi feita uma comparação entre o contexto econômico quando se deu a doença holandesa e o atual vivido no Brasil, demonstrando, baseado nas teorias que dissertam sobre o mercado financeiro, os motivos pelos quais atualmente esta falha de mercado tem menores possibilidades de ocorrer. O trabalho não endossa a linha de pesquisa que disserta sobre ocultos entraves para a diversificação da indústria nacional e aceleração do crescimento econômico brasileiro. Por outro lado confere responsabilidade à complexidade do sistema financeiro mundial, ao aprofundamento e sofisticação do sistema financeiro brasileiro, e diversificação da pauta exportadora brasileira para afirmar por que os efeitos negativos da doença holandesa não são pertinentes no país.
metadata.dc.description.abstracten: The economy of Brazil and some developing countries is strongly influenced by the industry of natural resources exploitation, such as mining, agriculture and livestock. In economies with these characteristics the occurrence of market failure appointed as Dutch disease (DD) is speculated in certain circumstances. Thus, the proof of the hypothesis of the existence of this "disease" in Brazilian territory, caused by the boom of the iron ore production, is the main objective of this work. The literature review on the Dutch classic case was through the study of literature exists on the DD in the Netherlands. Studies concerning the industrialization of the economy and neutralization of this market failure have been conducted to better understand the issue. The theoretical framework was completed with the presentation of theories about the main determinants of exchange rate during the Bretton Woods regime and during the eight years of the series set for analysis (2000-2007). This study presents, compares, analyzes and discusses data on the Netherlands to remove doubts about the existence of the DD market failure. Subsequent data on the Brazilian economy, especially the Balance of Payments, fluctuation of exchange rates, export prices and also the quantities of iron ore were collected. The analysis of these data had the objective of verifying the impact of the mineral boom in the Brazilian commoditization of national exports as well as the optimization of Real in the period. This analysis is proposed to eliminate doubts on the existence of the DD market failure caused by the boom of iron ore production and exports, rejecting its existence in the country through this commodity. In its last part a comparison between the economic context when the Dutch disease happened and the possible occurring in Brazil was done showing, based on theories that discourse on the financial market, the reasons that a market failure as DD has currently fewer possibilities to occur. The work does not endorse the line of research that discourse on hidden barriers to diversification of the domestic industry and acceleration of economic growth in Brazil. On the other hand it gives responsibility to the complexity of the global financial system, the depth and sophistication of the Brazilian financial system, and also the diversification of the Brazilian exports to affirm that the negative effects of Dutch disease are not relevant in the country.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2348
Appears in Collections:PPGEM - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_BoomMinérioFerro.pdf1,22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.