Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2220
Title: Caracterização fisiográfica, da cobertura florestal nativa e do produtor rural do alto Rio do Peixe - Alvinópolis, MG.
Authors: Drumond, João Cláudio Paiva
metadata.dc.contributor.advisor: Rezende, Ana Augusta Passos
Keywords: Cobertura florestal
Produtor rural
Fisiografia
Bacia hidrográfica
Recursos hídricos
Issue Date: 2008
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental. PROÁGUA, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: DRUMOND, J. C. P. Caracterização fisiográfica, da cobertura florestal nativa e do produtor rural do alto Rio do Peixe - Alvinópolis, MG. 2008. 91 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental) – Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2008.
Abstract: A gestão de recursos hídricos envolve a solução urgente de vários problemas decorrentes da expansão agrícola e urbanização desordenadas. A maior parte das bacias hidrográficas e rios nacionais apresenta sérios passivos ambientais e demanda revitalizações. O presente estudo tem como objetivo caracterizar a região hidrográfica do Alto Rio do Peixe, no município de Alvinópolis, MG, através de estudos fisiográficos, da cobertura florestal e do perfil do produtor rural na região, enfocando a relação histórica das atividades agrícolas com a conservação de recursos hídricos. As discussões foram feitas no sentido de propor diretrizes e propostas de gerenciamento de recursos hídricos sob a ótica da conservação ambiental, contribuindo assim para a elaboração do Plano Diretor da Bacia e futuras pesquisas. O Rio do Peixe é afluente do Rio Doce, e sua bacia ocupa parte dos municípios de Alvinópolis, Dom Silvério e Rio Doce - MG. Na bacia, que apesar de alongada e bem drenada, enchentes são freqüentes nas partes baixas, resultado de alterações no comportamento hidrológico, conseqüência de impactos ambientais que precisam ser revertidos e que afetam negativamente as cidades de Alvinópolis e Dom Silvério. O extrativismo predatório de madeira exauriu a cobertura vegetal nativa na região, o que acelerou os processos erosivos e de assoreamento. A área relativa coberta por mata nativa na Bacia do Rio do Peixe é de 18,45% e apenas 17,32% no Alto Rio do Peixe. A agricultura na região é predominante de subsistência e para produção de alimento para a pecuária, e a maioria dos produtores rurais desconhece as condições originais da região, apesar de residir na região desde a infância. Faltam fontes de informações e recursos para implementar técnicas que favoreçam o desenvolvimento das atividades agropecuárias aliadas à preservação ambiental. Várias intervenções se fazem necessárias no sentido de reverter impactos ambientais na Bacia do Rio do Peixe e Alto Rio do Peixe, com o objetivo de aumentar a produção de água, preservar solos e proporcionar o saneamento ambiental.
metadata.dc.description.abstracten: The hydric resources management involves an urgent solution for many problems resulting from both disordered agriculture expansion and urban development. Most of Brazilian watersheds and rivers present significant environmental passives and require revitalization. This study aims the physiographic, forest covering and rural producer characterization of Alto Rio Peixe hydrographic region – Alvinopolis, MG, Brazil – focusing on the history of agricultural activities and on the conservation of hydric resources. Hydrographic resources management directives and plans were proposed considering the environmental conservation in order to collaborate with the elaboration of the Management Plan of the Basin and with future researches. Rio Peixe is an affluent of Rio Doce and its watershed is situated in the municipalities of Alvinopolis, Dom Silverio and Rio Doce. Although Rio Peixe has an elongated and average drained basin, floods are frequently in its low areas. These floods are consequence of soil use and occupation, making changes to the hydrologic balance and affecting the cities of Alvinopolis and Dom Silverio. The predatory wood extraction has drawn out the basin’s native species increasing erosion and silting processes. The relative area covered by native forest in Rio Peixe Watershed is 18.45% and 17.32% in Alto Rio Peixe. The predominant farming is for subsistence and for production of food for cattle. In spite of living in the region since childhood, most farmers do not know about the original environmental conditions of that area. There is lack of information and resources to provide the development of techniques that improve the local agricultural production without damaging the natural resources. Many interventions are necessary to turn back those environmental impacts on Rio Peixe Watershed and Alto Rio Peixe, in order to increase the water production, soil preservation and also environmental sanitation.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2220
Appears in Collections:PROAMB - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_CaracterizaçãoFisiográficaCobertura.pdf3,63 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.