Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2213
Title: Aproveitamento de água de chuva para fins não potáveis no campus da Universidade Federal de Ouro Preto Ouro Preto, Minas Gerais.
Authors: Oliveira, Frederico Moyle Baeta de
metadata.dc.contributor.advisor: Barbosa Júnior, Antenor Rodrigues
Keywords: Chuvas
Água - qualidade
Irrigação
Reservatórios
Recursos hídricos
Issue Date: 2008
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental. PROÁGUA, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: OLIVEIRA, F. M. B. de. Aproveitamento de água de chuva para fins não potáveis no campus da Universidade Federal de Ouro Preto Ouro Preto, Minas Gerais. 2008. 114 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental) – Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2008.
Abstract: A captação de água de chuva é uma técnica milenar, usada em diversos países, podendo ser uma importante estratégia para promover a economia de água e contornar problemas de escassez. Este trabalho teve como objetivo avaliar a viabilidade do aproveitamento de água de chuva para fins não potáveis no Campus da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), em Ouro Preto, Minas Gerais. A precipitação anual média na região de Ouro Preto foi estimada em 1649 milímetros por ano. Análises da qualidade da água de chuva mostraram que esta se enquadra na classe de uso nº 1, definida pela Resolução CONAMA 357, de 2005, sendo própria aos usos previstos neste trabalho. No primeiro estudo de caso, desenvolvido no Centro Desportivo da instituição, foi considerada a utilização da água de chuva para a irrigação do gramado do campo de futebol, com uma área de 7140 m2, utilizando-se como área de captação o telhado do ginásio poliesportivo, com uma área útil de 3190 m2. Estimou-se ser possível captar anualmente aproximadamente 4200 m3 de água de chuva do telhado. A previsão do consumo de água do gramado mostrou a necessidade de um suprimento de 760 m3 de água, em média, através da irrigação, entre os meses de maio e agosto. A dimensão do reservatório para a água de chuva, obtida para uma situação crítica (ano da série histórica de precipitações com maior período de estiagem), foi estimada em 1500 m3 . No segundo estudo de caso, desenvolvido nos laboratórios da Escola de Minas, foi considerada a utilização da água de chuva para fins não potáveis (uso em descargas sanitárias). Observou-se que os consumos de água não potável estimados nos prédios da Engenharia Metalúrgica, das Engenharias de Produção e de Controle e Automação e da Engenharia Civil representam, respectivamente, 44%, 89% e 41% dos volumes médios de água de chuva possíveis de serem captados dos respectivos telhados. Os volumes dos respectivos reservatórios, necessários à regularização da demanda, também obtidos para uma situação crítica, foram estimados em 335, 238 e 305 m3 . Ambos os estudos de caso sugerem que a técnica de captação e aproveitamento de água de chuva é eficiente em termos qualitativos e quantitativos.
metadata.dc.description.abstracten: The rainwater harvesting is a milenar technique, used in several countries, showing to be an important strategy to promote water saving and to mitigate water shortage problems. This work had as purpose to evaluate the rainwater harvesting viability of for non potable uses at the Federal University of Ouro Preto, in Ouro Preto, Minas Gerais. The average annual rainfall in the area was estimated in 1649 milimeters. The analysis of the rainwater quality showed that it follows the number 1 class of use, defined by the CONAMA 357 Resolution, being proper to the uses forseen in this work. In the first study of case, developed at the institution’s Sports Center, it was considered the use of the rainwater for irrigation of the football pitch, with a 7140 m2 area, using as catchment area the gym’s roof, with a 3190 m2 area. It was estimated that is possible to harvest closely to 4200 m3 per year of rainwater from the roof. The forecast of the lawn’s water consumption showed the need of a 760 m3 water suplly through irrigation, between the months of May and August. The capacity of the storage tank for the rainwater, calculated for a critical situation (year of the rainfall data with the longest drought period), was estimated in 1500m3. In the second study of case, developed at the laboratories of the Escola de Minas, it was considered the use of rainwater for non potable uses (toilet flushing). It was observed that the non potable water consumptions in the buildings of the Metallurgyc Engineering, the Production Engineering and Control and Automation Engineering and the Civil Engineering represent, respectively, 44%, 89% and 41% of the rainwater volumes that are possible to being harvested from the respective roofs. The respective storage tanks, needed to supply the water needs, also calculated for a critical situation, were estimated in 335, 238 and 305 m3. Both studies of case suggest that the rainwater catchment technique is efficient in terms of quality and quantity.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2213
Appears in Collections:PROAMB - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_AproveitamentoÁguaChuva.pdf3,59 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.