Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2184
Title: Análise geoquímica da água e das relações entre carbono orgânico dissolvido (COD) e elementos metálicos, em lagoas, brejos e córregos no noroeste, leste e sudeste do Quadrilátero Ferrífero/MG.
Authors: Craveiro, Ana Carolina Silva
metadata.dc.contributor.advisor: Roeser, Hubert Mathias Peter
Keywords: Geoquímica ambiental
Quadrilátero Ferrífero
Carbono orgânico dissolvido
Engenharia geológica
Elementos metálicos
Issue Date: 2011
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental. PROÁGUA, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: CRAVEIRO, A. C. S. Análise geoquímica da água e das relações entre carbono orgânico dissolvido (COD) e elementos metálicos, em lagoas, brejos e córregos no noroeste, leste e sudeste do Quadrilátero Ferrífero/MG. 2011. 125 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental) – Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2011.
Abstract: Para avaliar as características geoquímicas da água de algumas lagoas, brejos e córregos localizados na porção Noroeste, Leste e Sudeste do Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais, determinar a origem litológica ou a influência antrópica de alguns elementos metálicos, e verificar a relação existente desses com o carbono orgânico dissolvido (COD), foi realizado um estudo geoquímico ambiental. Este estudo envolveu a análise dos parâmetros físico-químicos das águas, dentre os quais, a temperatura, pH, condutividade elétrica, sólidos totais dissolvidos, turbidez, alcalinidade, cloreto, e a determinação de elementos metálicos maiores e traço, como, K, Fe, Al, Mn, Mg, Ca, Cu, Cr, Co, Ti, Ni, Pb, Zn, Mo e V. Os resultados obtidos foram comparados com os valores propostos pela Resolução CONAMA 357/05 para a classificação das águas nas Classes 1, 2 e 3. Posteriormente foi verificada as correlações dos elementos metálicos entre si e com o COD. A metodologia utilizada foi a extração das Substâncias Húmicas Aquáticas (SHA), em colunas empacotadas com resina tipo XAD-8, objetivando compreender como essas substâncias influenciam o acúmulo e a concentração das espécies metálicas. Os resultados observados indicam aumento de concentrações da maioria metais após passarem pela coluna de extração (enriquecimento), juntamente com o COD nas amostras. Os maiores aumentos foram verificados nos elementos traço como, Cu, Ti e Zn. Correlações positivas entre os alguns dos elementos detectados nas análises, como Ca e Mg, e Ca e K, mostram que a maior parte desses metais presentes na água apresenta fonte geogênica, e não antropogênica. Observou-se que o único elemento encontrado com valores acima do permitido pela Resolução CONAMA (375/05), foi o cobre, o que pode ser explicado pela litologia local, já que as águas são influenciadas por xistos verdes e filitos, pertencentes ao Grupo Nova Lima do Supergrupo Rio das Velhas. Observou-se também, que na amostra ACSH 8, não se pode descartar uma possível contaminação antropogênica, pois parâmetros como condutividade elétrica, sólidos totais dissolvidos (STD) e alcalinidade, apresentaram valores muito altos, o que é devido à presença da grande concentração dos íons, como K+ e Ca +2 nestas águas. Além disso esta amostra localiza-se próxima a habitações urbanas. Além da análise dos elementos metálicos maiores e traço, foram feitas experiências com as águas do ponto de amostragem ACSH 7, Serra do Caraça, as quais foram adicionados alguns metais selecionados e padronizados em laboratório. Para análise do comportamento dos metais em relação ao COD foram adicionados os elementos Ti, Fe, Cu, Co, Ni, Cr, Mn, e a soma de todos, de maneira que se pode comparar as amostras com adição desses elementos antes e após passar pela coluna de extração. Os resultados encontrados foram surpreendentes. Verificou-se que nem todos os elementos aumentaram suas concentrações depois da extração, como se esperava. Por exemplo, o Ti e Fe, tiveram suas concentrações diminuídas. Aumentaram-se apenas os teores de Cu, Co, Ni, Cr e Mn em suas respectivas amostras. Já na amostra, contendo a soma de todos elementos acrescentados (ACSH 7hh) observou-se que após passar pela coluna de extração, as concentrações dos elementos Co, Cr, Cu, Mn e Ni, diminuíram, aumentando apenas os teores de Ti e Fe, ou seja o contrário do que aconteceu nas amostras onde os elementos foram acrescentados isoladamente.
metadata.dc.description.abstracten: To assess the geochemical characteristics of the water of some lakes, swamps and streams located in the northwest portion, East and Southeast Quadrangle, Minas Gerais, the tracing lithologic or anthropogenic influence of some metallic elements, and assess the relationship of these with the Dissolved organic carbon (DOC), a study was conducted geochemical environment. This study involved the analysis of physical-chemical parameters of water, among which temperature, pH, conductivity, total dissolved solids, turbidity, alkalinity, chloride, and determination of major and trace metal elements, such as K, Fe, Al, Mn, Mg, Ca, Cu, Cr, Co, Ti, Ni, Pb, Zn, Mo and V. The results were compared with the values proposed by CONAMA Resolution 357/05 for the classification of waters in Classes 1, 2 and 3. Was later verified the correlations of metallic elements among themselves and with the DOC. The methodology used was the extraction of aquatic humic substances (AHS) in columns packed with XAD-8 resin type, to understand how these substances influence the accumulation and concentration of metal species. The results indicate increased concentrations of most metals after going through the extraction column (enrichment), along with DOC in the samples. The largest increases were recorded in the trace elements, Cu, Ti and Zn. Positive correlations between some of the elements detected in the analysis, such as Ca and Mg, and Ca and K, show that most of these metals in water source has George, and not anthropogenic. It was observed that the only element found with values above those permitted by CONAMA (375/05), was copper, which can be explained by the local lithology, since the waters are influenced by green schists and phyllites, in Group Nova Lima Rio das Velhas Supergroup. It was also noted that the sample ACSH 8, one can not rule out a possible anthropogenic contamination, since parameters such as electrical conductivity, total dissolved solids (TDS) and alkalinity showed very high values, which is due to the presence of high concentrations of ions such as K + and Ca +2 in these waters. Also this sample is located near urban dwellings. Besides the analysis of major and trace metal elements, experiments were made with the waters of the ACSH sampling point 7, Mountain of Caraga, which were added a few selected metals and standardized in the laboratory. To analyze the behavior of metals in relation to DOC were added to the elements Ti, Fe, Cu, Co, Ni, Cr, Mn, and the sum of all so that you can compare the samples with the addition of these elements before and after passing through extraction column. The results were surprising. It was found that not all elements have increased their concentrations after the extraction, as expected. For example, Ti and Fe, their concentrations had decreased. Only increased levels of Cu, Co, Ni, Cr and Mn in their samples. In the sample, containing the sum of all elements added (ACSH 7hh) observed that after passing through the extraction column, the concentrations of Co, Cr, Cu, Mn and Ni decreased, increasing only the amount of Ti and Fe , ie the opposite of what happened in samples where the elements were added separately.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2184
Appears in Collections:PROAMB - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_AnáliseGeoquímicaÁgua.pdf3,32 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.