Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2164
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMosqueira, Vanessa Carla Furtado-
dc.contributor.authorAraújo, Raquel Silva-
dc.date.accessioned2013-02-14T17:49:34Z-
dc.date.available2013-02-14T17:49:34Z-
dc.date.issued2009-
dc.identifier.citationARAÚJO. R. S. Desenvolvimento, caracterização e liofilização de nanopartículas e encapsulamento de antibiótico de uso veterinário. 2009. 131 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) – Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2009.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2164-
dc.description.abstractNa primeira parte deste trabalho foi avaliado o processo de liofilização de nanoesferas e nanocápsulas, utilizando-se vários crioprotetores e duas condições de congelamento, tendo como parâmetro de investigação a eficiência do método na manutenção da distribuição de tamanho inicial. Diferentes crioprotetores como glicose, sacarose, manitol e polidextrose, e concentrações foram utilizadas. A distribuição de tamanho das nanopartículas e o índice de polidispersão foram determinados por espectroscopia de correlação de fótons e a morfologia por microscopia de força atômica e eletrônica de varredura. As nanopartículas preparadas apresentaram-se com tamanho inferior a 300 nm e monodispersas. As amostras liofilizadas em presença de 5% (p/v) de sacarose forneceram como resultados de relação tamanho final/inicial valores de Tf/Ti=0,981 e Tf/Ti=0,995 a -80°C e a -196ºC, respe ctivamente. Estudos por calorimetria diferencial exploratória confirmaram o efeito da sacarose sobre a interação entre tensioativos e polímeros na estrutura das nanoesferas. O uso da polidextrose, como novo crioprotetor forneceu valores adequados de Tf/Ti=1,006, possibilitando a produção de nanoesferas liofilizadas na ausência de mono e dissacarídeos. O uso de sacarose a 10% (p/v) forneceu resultados adequados Tf/Ti=1,059 para nanocápsulas. Formulações nanoestruturadas contendo cloxacilina benzatina, um antimicrobiano de uso veterinário, foram desenvolvidas e caracterizadas. Uma nova metodologia de doseamento da cloxacilina benzatina por cromatografia líquida de alta eficiência foi desenvolvida e utilizada para determinação do fármaco em amostras contendo nanopartículas e outros componentes. A porcentagem de encapsulação foi de 37 e 87% para nanocápsulas de policaprolactona e de policaprolactona revestida com quitosana, respectivamente. O potencial zeta foi significativamente alterado pela presença de concentrações crescentes do fármaco evidenciando sua adsorção à superfície das nanopartículas. O perfil de liberação da cloxacilina benzatina a partir dos carreadores em condições sink, indicou uma maior eficiência na retenção do fármaco pelas nanocápsulas de policaprolactona e um perfil de liberação prolongado nas primeiras 6 horas, seguido de retenção por mais 42 horas. As nanocápsulas de policaprolactona revestidas com quitosana liberaram mais rapidamente a cloxacilina benzatina em meio contendo leite em relação às nanocápsulas de policaprolactona.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherPrograma de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas. CIPHARMA, Escola de Farmácia, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.subjectFarmacotecniapt_BR
dc.titleDesenvolvimento, caracterização e liofilização de nanopartículas e encapsulamento de antibiótico de uso veterinário.pt_BR
dc.typeDissertacaopt_BR
dc.description.abstractenIn this work, the process of freeze-drying of nanocapsules and nanospheres was evaluated using a range of cryoprotectors and two freezing conditions, evaluating their efficiency by the ability of maintaining the initial size distribution. The cryoprotectors, glucose, sucrose, mannitol and polydextrose, and different concentrations were used. The size distribution of poly-e-caprolactone nanoparticles was determined by photon correlation spectroscopy and the morphology by atomic force microscopy and scanning electron microscopy. Their sizes were consistently lower than 300 nm and the populations were monodispersed. The sucrose at 5% (w/v) was considered the best cryoprotector providing final to initial sizes ratio as efficient as 0,981 and 0,995, at -80 and - 196ºC, respectively. Differential scanning calorimetry studies indicated that sucrose influenced the interactions between polymer and surfactants in nanoparticles during freeze-drying. The use of polydextrose as a new cryoprotector at -196ºC provided also good size data Sf/Si=1,006 and allow the production of “sugar-free” nanoparticulate formulations. In respect to nanocapsules the best result was obtained with 10% (w/v) of sucrose with Tf/Ti=1,059. In the second part, nanocapsules containing cloxacillin benzathine (CLOXB), an antibiotic for veterinary use, were prepared. A new assay method of CLOXB based in high liquid chromatography was developed and used for the determination of the loading yield, loading efficiency and release kinetic of the drug from nanocapsules. The results showed that the percentage of CLOXB entrapment in polycaprolactone nanocapsules (PCL NC) and nanocapsules of polycaprolactone and chitosan (PCL-QUIT NC) was 37 and 87%, respectively. Zeta potential of nanocapsules changed after drug association, indicating a strong influency of CLOXB on the particle surface. The release kinetic results of CLOXB from NC showed linear release profile up to 6 hours for NC and a plateau until 48h with incomplete release, indicating the retention of CLOXB entrapped for longer time in nanocapsules compared with the fast diffusion of free drug to the media. CLOXB release from PCL-QUIT NC was higher in saline with milk than PCL NC.-
Appears in Collections:CIPHARMA - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_DesenvolvimentoCaracterizaçãoLiofilização.pdf6,79 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons