Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2134
Title: Avaliação do efeito do lipofosfoglicano (LPG) de Leishmania amazonensis e de Leishmania braziliensis na infecção por Leishmania
Authors: Ambrósio, Roberta Passamani
metadata.dc.contributor.advisor: Afonso, Luís Carlos Crocco
Keywords: Ciências biológicas
Issue Date: 2008
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: AMBRÓSIO, R. P. Avaliação do efeito do lipofosfoglicano (LPG) de Leishmania amazonensis e de Leishmania braziliensis na infecção por Leishmania. 2008. 83 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2008.
Abstract: Na busca por novos medicamentos e formas de tratamento da Leishmaniose estudos têm sido direcionados à compreensão dos mecanismos de interação parasito/hospedeiro. A resposta inicial desencadeada pelo parasito parece ser crucial no direcionamento da infecção e no processo de cura ou resistência. A molécula de LPG, presente na superfície das formas promastigotas de protozoários do gênero Leishmania, por possuir grande variabilidade estrutural interespecífica tem se tornado objeto de estudo a fim de se elucidar mecanismos iniciais desta importante interação. Neste trabalho foram verificadas grandes diferenças na proporção da molécula de LPG de L. braziliensis e de L. amazonensis evidenciando a diversidade estrutural e/ou quantitativa deste glicolípide de superfície. Verificamos que a administração LPG de L. braziliensis e o LPG de L. amazonensis, em excesso, durante infecções por L. braziliensis, no modelo murino não foram capazes de alterar o perfil de lesão provocado pelo protozoário. No entanto células do baço e linfonodo de camundongos infectados com L. baziliensis na presença de LPG foram capazes de produzir a citocina IL-10, relacionada aos mecanismos de regulação da resposta imune celular. Além disto, LPGs purificados não foram capazes de ativar macrófagos intraperitoneais, porém, quando adicionados em conjunto com LPS e IFN-γ foram capazes de alterar o perfil de ativação quanto a produção de NO ou IL-10. O LPG de L. braziliensis tem efeito direto em macrófagos ativados diminuindo a produção de NO de maneira dose dependente, demonstrando efeito direto deste LPG na eliminação do protozoário pela célula hospedeira. No entanto, o LPG de L. amazonensis não induz tal efeito, porém, é capaz de diminuir a produção de IL-10. Receptores do Tipo Toll 2 (TLR2) parecem não estar envolvidos nestes processos. Apesar destas alterações provocadas pelos LPGs estudados tais moléculas não foram capazes de modificar a expressão, em macrófagos, de moléculas envolvidas na ativação, apresentação e migração celular. Nossos dados demonstram que a presença do LPG é capaz de induzir diferentes mecanismos da resposta imune durante a ativação de macrófagos, tal fato pode ocorrer devido à variabilidade da molécula entre as espécies de Leishmania. Este trabalho vem contribuir para elucidação de mecanismos complexos que envolvem a diversidade da resposta imune do hospedeiro e consequentemente a cura ou resistência a infecções por parasitos do gênero Leishmania.
metadata.dc.description.abstracten: The search for new drugs for the treatment of Leishmaniasis has focused in the understanding of the mechanisms in host-parasite interaction. This disease manifests itself in a wide array of manifestations due to both parasite- and host-related peculiarities. The early immune response caused by the parasite can be crucial in the development of infection and in the healing and/or resistance process. The Lipophospohglycan (LPG) molecule, present in large amounts in the surface of promastigotes forms, has shown great structural variability amongst the several species that belong to the Leishmania genus. Therefore, understanding the initial mechanisms of the interaction of LPG in the host- parasite relationship is an important step towards understanding the differences between the several presentations of this disease. In this work differences were verified in the proportion of the molecule of LPG in L. braziliensis and L. amazonensis evidencing the diversity structural and/or quantitative of this surface glycoconjugate. Despite the variability between LPGs, their inoculation in association with L. braziliensis in infections in mice were not capable to alter the lesion development provoked by the protozoan. However spleen and lymph node cells of mice infected with L. braziliensis and LPG were capable to produce the cytokine IL-10 which has an important role in the regulation of the immune response. Besides, purified LPGs were not capable to activate intraperitoneal macrophages. However, when added together with LPS and IFN-γ, LPGs were capable to alter the production of NO or IL-10. LPG from L. braziliensis has a dose-dependent effect in activated macrophages reducing the production of NO. On the other hand, LPG from L. amazonensis decrased the production of IL-10 by activated macrophages. In spite of these effects, the studied LPGs were not capable to modify the expression of molecules involved in the activation, presentation and cellular migration of macrophages. TLR2 does not seem to be required for observed effects. Our work contributes for the elucidation of the complex mechanisms that involve the immune response of the host and consequently the cure or resistance in Leishmania infections.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2134
Appears in Collections:PPCBIOL - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_AvaliaçãoEfeitopLipofosfoglicano.pdf3,03 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.