Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2128
Title: Efeito antioxidante do captopril e a influência da via de sinalização de PKC na produção de EROS induzida por Bradicinina no modelo experimental de diabetes mellitus tipo 1.
Authors: Araújo, Glaucy Rodrigues de
metadata.dc.contributor.advisor: Costa, Daniela Caldeira
Keywords: Ciências biológicas
Issue Date: 2011
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: ARAÚJO, G. R. de. Efeito antioxidante do captopril e a influência da via de sinalização de PKC na produção de EROS induzida por Bradicinina no modelo experimental de diabetes mellitus tipo 1. 2011. 97 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, MG, 2011.
Abstract: O diabetes é uma doença que acomete milhões de pessoas em todo o mundo e tem sido alvo de muitos estudos. As complicações no diabetes, como a cardiomiopatia e o estresse oxidativo aumentado são importantes focos de estudo e são responsáveis em grande parte pelo aumento na morbidade e mortalidade associado à doença. Drogas anti-hipertensivas, principalmente aquelas que bloqueiam o sistema renina-angiotensina, como o captopril, são utilizadas com freqüência para o tratamento de diabetes, contribuindo para minimizar as complicações diabéticas. A relação do diabetes e inflamação evidencia o importante papel dos mecanismos de defesa nessa patologia. Além disso, as vias de sinalização envolvidas no processo e ativação dos granulócitos no diabetes ainda não é bem esclarecida. Sabe-se que a via de proteína cinase C (PKC) tem um importante papel na ativação da NADPH oxidase nessas células. No presente estudo, utilizou-se ratas Fisher, não diabéticas ou diabéticas induzidas com estreptozotocina (STZ), para avaliar produção de espécies reativas de oxigênio (EROS) em granulócitos e parâmetros do estresse oxidativo no coração em um tratamento com duas doses de captopril (5mg/kg e 10mg/kg). Ainda foi avaliado a participação da via de (PKC) na produção de EROS induzido por bradicinina, em granulócitos de ratas Fisher não diabéticas e diabéticas. No primeiro ensaio in vivo, tratou-se os animais durante 10 dias, e nenhuma diferença foi observada na produção de EROS nos granulócitos desses animais. Um tratamento de 40 dias foi então realizado, onde avaliou-se a produção de EROS nos granulócitos e parâmetros do estresse oxidativo, como catalase, glutationa total, substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS) e proteína carbonilada no coração destes animais. No tratamento de 40 dias, o captopril na dose 10mg/kg foi capaz de modular a produção de EROS nos granulócitos dos animais diabéticos. O captopril ainda foi capaz de reverter a atividade da enzima catalase e os níveis de proteína carbonilada no coração de animais diabéticos, apesar de não ter sido observado efeito significativo nos níveis de glutationa e TBARS. No ensaio in vitro os granulócitos de animais não diabéticos e diabéticos apresentaram uma maior produção de EROS quando estimulados com bradicinina. E somente nos animais diabéticos, houve a redução na produção de EROS quando os granulócitos foram pré-incubados com calfostim C (inibidor de PKC), mostrando a participação dessa via na ativação da produção de EROS induzido por bradicinina.Estes resultados analisados em conjunto sugerem que o captopril tem efeito antioxidante em granulócitos e no coração de animais diabéticos. Entretanto, parece que o efeito inibitório na produção de EROS em granulócitos de animais tratados com captopril (ensaio in vivo) não é mediado pela bradicinina (ensaio in vitro).
metadata.dc.description.abstracten: Diabetes is a disease that affects millions of people around the world and has been the object of many studies. Complications in diabetes, such as cardiomyopathy and increased oxidative stress are important focus of study and are largely responsible for the increase in morbidity and mortality associated with disease. Antihypertensive drugs, especially those that block the rennin-angiontensin system, such as captopril, are often used to treat diabetes, reducing diabetic complications. The relationship between diabetes and inflammation evidences the importance of defense mechanisms in this pathology. Furthermore, the signaling pathways involved in the process and activation of granulocytes in diabetes is not well unknown. It is known that protein kinase C (PKC) plays an important role in the activation of NADPH oxidase in these cells. In this study, Fisher rats were used, nondiabetic or diabetic induced with streptozotocine (STZ) to evaluate the production of reactive oxygen species (ROS) in granulocytes and parameters of oxidative stress in heart, treated with two doses of captopril (5mg/kg and 10 mg/kg). It was also evaluated the participation of the pathway PKC in ROS production induced by bradykinin in rat granulocytes of non diabetic and diabetic. In the first test in vivo, the animals were treated for 10 days, and no difference was observed in ROS production in granulocytes of these animals. Then, a 40-day treatment was performed, and evaluated the production ROS in granulocytes and parameters of oxidative stress, catalase, total glutathione, thiobarbituric acid reactive substances (TBARs) and carbonyl protein in these animals. In 40 days of treatment, captopril 10mg/kg was able to modulate ROS production in granulocytes from diabetic animals. Captopril was able to reverse the catalase activity and also the levels of carbonyl protein in diabetic animals, although no significant effect was observed in glutathione and TBARS. It was observed on in vitro assay, increased of ROS production in granulocytes stimulated with bradykinin in non-diabetic and diabetic rats. And only in diabetic animals, there was a reduction in ROS production when the granulocytes were pre-incubated with calfostim C (PKC inhibitor), demonstrating the involvement of this pathway in the activation of ROS production induced by bradykinin. These results suggest that captopril has an antioxidant effect in granulocytes and heart of diabetic animals. However, it appears that the inhibitory effect on ROS production in granulocytes from animals trated with captopril (in vivo) is not mediated by bradykinin (in vitro).
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2128
Appears in Collections:PPCBIOL - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_EfeitoAntioxidanteCaptopril.pdf1,32 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.