Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2088
Title: Análise da erodibilidade de saprolitos de gnaisse.
Other Titles: Erodibility analysis of gneiss saprolite
Authors: Morais, Fernando de
Bacellar, Luis de Almeida Prado
Sobreira, Frederico Garcia
Keywords: Soil
Erosion
Gully erosion
Texture
Issue Date: 2004
Citation: MORAIS, F. de; BACELLAR, L. A. P.; SOBREIRA, F. G. Análise da erodibilidade de saprolitos de gnaisse. Revista Brasileira Ciência do Solo, v. 28, n. 6, p. 1055-1062, 2004. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbcs/v28n6/22927.pdf>. Acesso em: 28 jan. 2013
Abstract: As voçorocas são freqüentes em áreas com rochas do embasamento cristalino. A evolução destas feições é sempre fortemente condicionada pelos processos de erosão hídrica subsuperficial, embora os processos superficiais também sejam importantes. Este trabalho objetivou investigar os processos erosivos subsuperficiais atuantes nas voçorocas e compreender que fatores mineralógicos e texturais poderiam influenciar a erodibilidade dos saprolitos. Para tanto, foram realizados ensaios de caracterização e de avaliação da erodibilidade em amostras representativas, sendo o principal destes o ensaio de furo de agulha. Os resultados indicam que a erosão por carreamento não ocorre e que os saprolitos apresentam susceptibilidade variável à erosão por piping, mesmo quando derivados de uma mesma unidade litológica, mas superior à do horizonte B latossólico. Dados preliminares indicam que os saprolitos mais susceptíveis à erosão por piping são os de textura siltosa (determinados em ensaios granulométricos sem defloculante e agitação) e pobres em minerais agregadores, como os argilominerais.
metadata.dc.description.abstracten: Gully erosion are very common in areas with gneiss basement rocks. Their development is strongly influenced by subsuperficial processes, although the surface ones are also important. This study aimed to investigate the subsuperficial erosion mechanisms of these gullies and to understand how mineralogy and texture could influence the saprolite erodibility. Some basic trials and erodibility tests were carried out in representative samples, with imphasis to especially the pin-hole test. The results showed that seepage erosion does not occur and that saprolite present variable susceptibility to piping erosion, even if they are in the same geologic unit. The data confirm that soils with Bw horizon (Oxisols) are less erodible than any of the tested saprolites. Preliminary data suggest that saprolites with a silty texture (determined without dispersant and agitation) and poor in aggregant materials, such as clay minerals, are more prone to piping erosion.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2088
ISSN: 01000683
metadata.dc.rights.license: Todo o conteúdo do periódico Revista Brasileira de Geociências, exceto onde identificado, está licenciado sob uma licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho em qualquer suporte ou formato desde que sejam citados o autor e o licenciante. Fonte: Revista Brasileira de Geociências <http://www.scielo.br/revistas/bjgeo/iinstruc.htm>. Acesso em: 12 jan. 2017.
Appears in Collections:DEGEO - Artigos de periódicos

Files in This Item:
File SizeFormat 
ARTIGO_AnáliseErodibilidadeSaprolito.pdf93,28 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.