Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/17828
Title: Associação da inatividade física e do comportamento sedentário com a hipertensão entre egressos de universidades mineiras após seguimento de seis anos Estudo CUME.
Authors: Tinoco, Sarah Beatriz Resende
metadata.dc.contributor.advisor: Meireles, Adriana Lúcia
Mendonça, Raquel de Deus
Keywords: Atividade física
Comportamento sedentário
Hipertensão
Issue Date: 2023
metadata.dc.contributor.referee: Meireles, Adriana Lúcia
Mendonça, Raquel de Deus
Oliveira, Lenice Kappes Becker
Pimenta, Adriano Marçal
Citation: TINOCO, Sarah Beatriz Resende. Associação da inatividade física e do comportamento sedentário com a hipertensão entre egressos de universidades mineiras após seguimento de seis anos Estudo CUME. 2023. 59 f. Dissertação (Mestrado em Saúde e Nutrição) - Escola de Nutrição, Universidade Federal de Ouro Preto, Escola de Nutrição, Ouro Preto, 2023.
Abstract: Introdução: A hipertensão arterial (HA) é responsável por aproximadamente 10,4 milhões de mortes no mundo e é o fator de risco evitável mais comum para doenças cardiovasculares, além de ser o principal fator para incapacidade e mortalidade por todas as causas. Seu desenvolvimento está associado à inatividade física e ao comportamento sedentário, que são fatores de risco independentes para doenças crônicas não transmissíveis. Entretanto, são escassas pesquisas prospectivas que estudam a associação entre esses dois fatores e a HA na população brasileira. Objetivo: Analisar a prevalência de inatividade física e comportamento sedentário e sua associação com a incidência de HA em egressos de universidades mineiras. Métodos: Trata-se de um estudo com delineamento longitudinal que contou com os participantes da Coorte de Universidades Mineiras (Estudo CUME). A incidência da HA foi definida quando o participante livre do diagnóstico da doença na linha de base relatou diagnóstico médico de HA, e/ou uso de medicação anti-hipertensiva, e/ou pressão arterial sistólica ≥130mmHg e/ou pressão arterial diastólica ≥80mmHg nos seguimentos. Foram considerados insuficientemente ativos aqueles indivíduos que praticaram menos de 150 minutos de atividade física moderada a vigorosa por semana. O comportamento sedentário foi avaliado por meio do tempo total sentado, categorizado em <6h/dia e ≥6h/dia. Utilizou-se modelos de riscos proporcionais de Cox para estimar Hazards Ratio (HR) brutos e ajustados, e intervalos de confiança de 95% (IC 95%). Resultados: O total da amostra foi de 2.384 participantes, dentre eles 71,9% eram do sexo feminino e 83,5% tinham idade inferior a 45 anos. A maioria se autodeclarava com cor de pele branca (64,5%) e foi classificada como “sem excesso de peso” (64,6%). Após um seguimento médio de 3,28 anos, foram identificados 762 novos casos de HA. Verificou-se que dentre os participantes com 45 anos ou mais, os que apresentavam comportamento sedentário ≥6h/dia tinham, independentemente, 41% mais chances de desenvolver HA (HR: 1,41; IC 95%: 1,03-1,93). Conclusão: Observou-se associação entre o comportamento sedentário e a incidência de HA entre os participantes com 45 anos ou mais. A inatividade física e o comportamento sedentário vêm se tornando questões cada vez mais relevantes. Assim, o presente estudo faz-se importante pelo fato de avaliar longitudinalmente a associação de tais fatores com a incidência de HA, especialmente em uma população brasileira.
metadata.dc.description.abstracten: Background: Arterial hypertension (AH) is responsible for approximately 10.4 million deaths worldwide and is the most common preventable risk factor for cardiovascular diseases, in addition to being the main factor for disability and mortality from all causes. Its development is associated with physical inactivity and sedentary behavior, which are independent risk factors for chronic non-communicable diseases. However, there are few prospective studies that study the association between these two factors and AH in the Brazilian population. Objective: To analyze the prevalence of physical inactivity and sedentary behavior and their association with the incidence of AH in graduates from universities in Minas Gerais. Methods: This longitudinal study included participants from the Cohort of Universities of Minas Gerais (CUME Study). The incidence of AH was defined when the participant free of the disease at the baseline reported medical diagnosis of AH, and/or use of antihypertensive medication, and/or systolic blood pressure ≥130mmHg and/or diastolic blood pressure ≥80mmHg in the follow-ups. Individuals who practiced less than 150 minutes of moderate to vigorous physical activity per week were considered insufficiently active. Sedentary behavior was assessed through total sitting time, categorized as <6h/day and ≥6h/day. Cox proportional hazards models were used to estimate crude and adjusted Hazards Ratio (HR), and 95% confidence intervals (95% CI). Results: The total sample was 2,384 participants, among them 71.9% were female and 83.5% were under 45 years of age. The majority declared themselves to have white skin color (64.5%) and were classified as “not overweight” (64.6%). After an average follow-up of 3.28 years, 762 new cases of AH were identified. It was found that among participants aged 45 or over, those who had sedentary behavior ≥6h/day were, independently, 41% more likely to develop AH (HR: 1.41; 95% CI: 1.03-1. 93). Conclusion: An association was observed between sedentary behavior and the incidence of AH among participants aged 45 or over. Physical inactivity and sedentary behavior are becoming increasingly relevant issues. Thus, the present study is important because it longitudinally evaluates the association of such factors with the incidence of AH, especially in a Brazilian population.
Description: Programa de Pós-Graduação em Saúde e Nutrição. Escola de Nutrição, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/17828
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 16/11/2023 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Appears in Collections:PPGSN - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_AssociaçãoInatividadeFísica.pdf1,09 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons