Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/17547
Title: Dismagnesemia associada ao perfil clínico de pacientes internados em um hospital filantrópico de Ouro Preto.
Authors: Souza, Rosimere Vieira
metadata.dc.contributor.advisor: Bezerra, Frank Silva
Souza, Ana Beatriz Farias de
Keywords: Magnésio
Íons
Hospitalização
Issue Date: 2023
metadata.dc.contributor.referee: Bezerra, Frank Silva
Souza, Ana Beatriz Farias de
Nunes, Renato Moreira
Silva, André Talvani Pedrosa da
Citation: SOUZA, Rosimere Vieira. Dismagnesemia associada ao perfil clínico de pacientes internados em um hospital filantrópico de Ouro Preto. 2023. 60 f. Dissertação (Mestrado em Saúde e Nutrição) - Escola de Nutrição, Universidade Federal de Ouro Preto, Escola de Nutrição, Ouro Preto, 2023.
Abstract: O magnésio (Mg) é um dos principais cátions intracelulares e desempenha múltiplas funções no organismo. Um equilíbrio adequado de Mg está relacionado com a redução do risco de inflamação, diabetes, eventos cardiovasculares e câncer do colo do útero. No contexto hospitalar, incluindo os serviços de urgência e emergência, a detecção de distúrbios do Mg sérico, ou dismagnesemia, é uma realidade diária e tem sido associada a complicações graves. Poucos estudos avaliam a prevalência de dismagnesemia nas primeiras horas de internação. Este estudo teve como objetivo avaliar a prevalência de dismagnesemia em pacientes internados em um hospital filantrópico da cidade de Ouro Preto e os fatores associados. Trata-se de um estudo observacional, transversal e analítico, realizado em pacientes internados em um hospital da cidade de Ouro Preto, no período de julho de 2021 a agosto de 2022. Os critérios de inclusão foram pacientes com mais de 18 anos de idade e dispostos a participar no estudo. 357 pacientes aceitaram participar da pesquisa, destes 11 foram excluídos do estudo, devido a impossibilidade de coletar a amostra para dosagem de magnésio sérico e 01 pela idade inferior a 18 anos. Dos 346 pacientes que aceitaram participar do estudo e estavam dentro dos critérios de inclusão, 260 (75,14%) apresentaram níveis normais de magnésio nas primeiras 24 dias de internação, 86 (24,85%) apresentaram níveis alterados de magnésio sendo que 81 (23,41%) apresentaram hipomagnesemia e 5 (1,44%) apresentaram hipermagnesemia. A média de idade dos pacientes incluídos no estudo foi de 53,64 ± 20,16 anos e 60,4% (209) eram do sexo masculino. Na admissão, 40,17% (139) dos doentes apresentavam problemas ortopédicos ou traumatismos; 10,4% (36) dos doentes foram admitidos para tratamento de doenças do trato gastrointestinal e 8,96 (31) para tratamento de doenças respiratórias. As comorbidades mais frequentes foram: hipertensão 37,57% e diabetes Mellitus 16,15%. Nossos resultados mostram que dismagnesemia está relacionada ao perfil clínico de pacientes hospitalizados.
metadata.dc.description.abstracten: Magnesium (Mg) is a major intracellular cation and performs multiple functions in the body. An adequate Mg balance is related to reduced risk of inflammation, diabetes, cardiovascular events, and cervical cancer. In the hospital setting, including urgent and emergency services, the detection of serum Mg disturbances, or dysmagnesemia, is a daily reality and has been associated with serious complications. Few studies evaluate the prevalence of dysmagnesemia in the first hours of hospitalization. This study aimed to assess the prevalence of dysmagnesemia in patients admitted to a philanthropic hospital in the city of Ouro Preto and associated factors. This is an observational, cross- sectional, and analytical study, conducted in patients admitted to a hospital in the city of Ouro Preto, from July 2021 to August 2022. The inclusion criteria were patients over 18 years of age and willing to participate in the study. Of these, 11 were excluded from the study due to the impossibility of collecting the sample for dosage of serum magnesium and 01 because of age under 18 years. Of the 346 patients who agreed to participate in the study and were within the inclusion criteria, 260 (75.14%) had normal magnesium levels in the first 24 days of hospitalization, 86 (24.85%) had altered magnesium levels, 81 (23.41%) had hypomagnesemia and 5 (1.44%) had hypermagnesemia. The mean age of the patients included in the study was 53.64 ± 20.16 years and 60.4% (209) were male. On admission, 40.17% (139) of patients had orthopedic problems or trauma; 10.4% (36) of patients were admitted for treatment of gastrointestinal tract diseases and 8.96 (31) for treatment of respiratory diseases. The most frequent comorbidities were hypertension 37.57% and diabetes Mellitus 16.15%. Our results show that dysmagnesemia is related to the clinical profile of hospitalized patients.
Description: Programa de Pós-Graduação em Saúde e Nutrição. Escola de Nutrição, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/17547
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 05/10/2023 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Appears in Collections:PPGSN - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_DismagnesemiaAssociadaPerfil.pdf2,08 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons