Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/17391
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSouza, Henor Artur dept_BR
dc.contributor.advisorGomes, Adriano Pintopt_BR
dc.contributor.authorDias, Luma de Souza-
dc.date.accessioned2023-08-31T20:03:26Z-
dc.date.available2023-08-31T20:03:26Z-
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.citationDIAS, Luma de Souza. Desempenho termoenergético e lumínico de fachadas envidraçadas com brise-soleil em edificações multipavimentos climatizadas: tipos de vidros e tipologias de brises. 2021. 287 f. Tese (Doutorado em Engenharia Civil) - Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/17391-
dc.descriptionPrograma de Pós-Graduação em Engenharia Civil. Departamento de Engenharia Civil, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.description.abstractPara que se obtenha um bom desempenho termoenergético em qualquer edificação, é necessário analisar o uso da iluminação natural, uma vez que seu uso influencia não só os aspectos de eficiência energética e sustentabilidade, mas também o bem-estar do usuário. Os dispositivos de brise soleil externos à edificação bloqueiam os raios solares excessivos nas fachadas das edificações, reduzindo assim a iluminação e calor excessivos ao ambiente de trabalho. Em paralelo a esses dispositivos têm-se os vidros, materiais com direta responsabilidade quanto à penetração da radiação solar no interior dos ambientes. Portanto, o estudo desses materiais em direta interação e a análise da variação dos dispositivos de brise podem contribuir para ambientes eficientes energeticamente e que ofereça conforto aos usuários. Assim, o presente estudo tem como objetivo analisar a influência da variação desses dispositivos de proteção solar e, em conjunto com as propriedades dos vidros, verificar o melhor cenário para uma edificação comercial com fachada envidraçada na cidade de Belo Horizonte/MG. Para obter respostas a esses objetivos, são realizadas simulações computacionais com os softwares Daysim e EnergyPlus e feitas análises comparativas para obter o melhor cenário, onde são escolhidas as fachadas sul e oeste para análises, devido a estas possuírem intensidades e tipos de radiação predominante diferentes, sendo que a fachada sul recebe radiações difusas e menos intensas e a fachada oeste recebe radiações diretas e mais intensas. Dessa forma é possível perceber de forma mais clara a diferença de comportamento entre estas quando se tem a variação dos parâmetros envolvendo os brises. Constata-se em resultados isolados que brises com angulações de 90° implicam em maiores taxas de radiação solar através das janelas, o vidro laminado na cor verde representa os menores valores de consumo com energia de resfriamento e afastamentos de 60cm resultam em uma autonomia de luz natural elevada. A análise em consideração de todos esses fatores, associado aos resultados com variação do tipo de brise e conforto térmico dos usuários leva a um modelo com mais horas de conforto e menor consumo, correspondente ao modelo composto por brise horizontal, vidro laminado na cor verde, afastamento de 60cm e angulação de 90°, para a fachada oeste e fachada sul.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsabertopt_BR
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/us/*
dc.subjectConstrução com vidro - brise-soleilpt_BR
dc.subjectConstrução com vidropt_BR
dc.subjectConstrução com vidro - fachada envidraçadapt_BR
dc.subjectIluminação -arquitetura e decoração - iluminação naturalpt_BR
dc.subjectIluminação elétrica - eficiência energéticapt_BR
dc.titleDesempenho termoenergético e lumínico de fachadas envidraçadas com brise-soleil em edificações multipavimentos climatizadas : tipos de vidros e tipologias de brises.pt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 30/08/2021 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereeSouza, Henor Artur dept_BR
dc.contributor.refereeGomes, Adriano Pintopt_BR
dc.contributor.refereeFerreira, Franciele Maria Costapt_BR
dc.contributor.refereeRocha, Luiz Joaquim Cardosopt_BR
dc.contributor.refereeMarçal, Viviane Gomespt_BR
dc.contributor.refereeTribess, Arlindopt_BR
dc.description.abstractenIn order to obtain a good thermo-energetic performance in any building, it is necessary to analyze the use of natural lighting, since its use influences not only the aspects of energy efficiency and sustainability, but also the well-being of the user. Brise soleil devices external to the building block excessive sunlight on the facades of buildings, thus reducing excessive lighting and heat in the work environment. In parallel to these devices, there are glasses, materials with direct responsibility for the penetration of solar radiation into environments. Therefore, the study of these materials in direct interaction and the analysis of the variation of the windshield devices can contribute to energy-efficient environments that offer comfort to users. Thus, this study aims to analyze the influence of the variation of these sun protection devices and, together with the properties of the glass, to verify the best scenario for a commercial building with a glazed façade in the city of Belo Horizonte/MG. To obtain answers to these objectives, computational simulations are carried out with Daysim and EnergyPlus software and comparative analyzes are carried out to obtain the best scenario, where the south and west facades are chosen for analysis, as they have different predominant radiation intensities and types, the south façade receives diffuse and less intense radiation and the west façade receives direct and more intense radiation. In this way, it is possible to see more clearly the difference in behavior between them when there is a variation in the parameters involving the brises. Isolated results show that windshields with 90° angles imply higher rates of solar radiation through the windows, green laminated glass represents the lowest values of consumption with cooling energy and distances of 60cm result in a autonomy of light high natural. The analysis of all these factors, associated with the results with variation in the type of windshield and users' thermal comfort, leads to a model with more hours of comfort and lower consumption, corresponding to the model composed of horizontal windshield, laminated glass in green, 60cm spacing and 90° angulation for the west and south façade.pt_BR
Appears in Collections:PROPEC - Doutorado (Teses)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_DesempenhoTermoenergéticoLumínico.pdf4,43 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons