Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/15595
Title: A ferida ainda não cicatrizada : memória, trauma e testemunho em K. relato de uma busca, de Bernardo Kucinski.
Authors: Silveira, Alexandre Henrique
metadata.dc.contributor.advisor: Amorim, Bernardo Nascimento de
Keywords: Linguagem e cultura
Memória
Trauma psicológico
Testemunho
Issue Date: 2022
metadata.dc.contributor.referee: Amorim, Bernardo Nascimento de
Gama, Mônica Fernanda Rodrigues
Cury, Maria Zilda Ferreira
Citation: SILVEIRA, Alexandre Henrique. A ferida ainda não cicatrizada: memória, trauma e testemunho em K. relato de uma busca, de Bernardo Kucinski. 2022. 117 f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2022.
Abstract: O romance K. Relato de uma busca (2011), de Bernardo Kucinski, toma para si a tarefa dolorosa de representar um acontecimento traumático, o desaparecimento da irmã do autor, Ana Rosa Kucinski, priorizando, para tanto, o trabalho com a linguagem literária. Misturando fatos e ficção, história e literatura, o romance se constitui como um testemunho ficcional. Apesar de forte dimensão pessoal, o autor se apaga no texto para dar protagonismo ao seu pai, o escritor e poeta judeu Majer Kucinski, na forma do personagem K., que imigrou para o Brasil com a família, após a ocupação alemã na Polônia, durante a Segunda Guerra Mundial. O presente trabalho tem por objetivo propor uma leitura do romance, discutindo as questões de memória, testemunho e trauma. Considerando a memória do passado ditatorial como um espaço em disputa, no Brasil, se percebeu que o romance trabalha com as experiências de um grupo silenciado, qual seja, os familiares de desaparecidos políticos, na tentativa de retirar do espaço privado suas memórias, espalhando-as para um público mais amplo, através da literatura. Com foco na questão do testemunho, se averiguou que as noções de testis e de superstes estão presentes no romance, o que implica, de início, a escrita de acontecimentos traumáticos do passado, e, de modo mais amplo, a percepção da literatura como um meio de fazer justiça, diante da impunidade. Com uma estrutura fragmentada e polifônica, o romance rejeita totalidades e imparcialidades. Nesse sentido, se cogitou que a narração da obra trabalha a partir dos restos do passado. O romance de Kucinski revela sua importância para a literatura brasileira ao se constituir como esse objeto que comunica vivências da ditadura brasileira, endereçando essa ferida, ainda não cicatrizada, a outros.
metadata.dc.description.abstracten: The novel K. Relato de uma busca (2011), by Bernardo Kucinski, takes on the painful task of representing a traumatic event, the disappearance of the writer’s sister, Ana Rosa Kucinski, prioritizing work with literary language. Mixing facts and fiction, history and literature, the novel constitutes itself as a fictional testimony. Despite a strong personal dimension, the author is erased in the text to give prominence to his father, the Jewish writer and poet Majer Kucinski, in the form of the character K., who immigrated to Brazil with his family, after the German occupation in Poland, during World War II. The present work aims to propose a reading of the novel, discussing the issues of memory, testimony and trauma. Considering the memory of the dictatorial past as a disputed space, in Brazil, it was noticed that the novel works with the experiences of a silenced group, that is, the relatives of political disappeared, in an attempt to remove their memories from the private space, spreading them to a wider audience through literature. Focusing on testimony, it was found that the notions testis and superstes are present in the novel, which implies, at first, the writing of traumatic events of the past, and, in a broader way, the perception of literature as a means of delivering justice in the face of impunity. With a fragmented and polyphonic structure, the novel rejects totalities and impartialities. In this sense, it was considered that the narration of the book works from the remains of the past. Kucinski's novel reveals its importance for Brazilian literature by constituting itself as this object that communicates experiences of the Brazilian dictatorship, addressing this wound, not yet healed, to others.
Description: Programa de Pós-Graduação em Letras. Departamento de Letras, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/15595
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 28/09/2022 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Appears in Collections:PPL - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_FeridaCicatrizadaMemória.pdf1,93 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons