Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/14799
Title: Por uma educação não transfóbica : reconhecimento e produção de verdades trans na educação.
Other Titles: For a non-transfóbic education : recognition and production of trans truths in education.
Authors: Torres, Marco Antônio
Modesto, Rubens Gonzaga
Menezes, Thaynara Martins da Costa de
Keywords: Formação docente
Pessoas trans
Transfobia
Reconhecimento
Issue Date: 2020
Citation: TORRES, M. A.; MODESTO, R. G.; MENEZES, T. M. da C. de. Por uma educação não transfóbica: reconhecimento e produção de verdades trans na educação. Formação Docente, Belo Horizonte, v. 12, n. 24, p. 121-134, maio/ago. 2020. Disponível em: <https://revformacaodocente.com.br/index.php/rbpfp/article/view/339>. Acesso em: 25 ago. 2021.
Abstract: Os relatos de pessoas transsobre educação têm exposto insuficiências da formação docente que precisam ser problematizadas. No presente artigo analisamos como o discurso transfóbico impede ou dificulta extremamente a produção de inteligibilidade de formas de existência para além da cisheteronormatividade. Nossos diálogos teóricos foram realizados a partir de Judith Butler e Michel Foucault, bem como autoras trans que analisam o contexto escolar. Estas, com suas experiências, mobilizam e desenham transformações de regimes de verdade bem como podem contribuir no combate do discurso transfóbico. Por fim, destacamos um desafio posto à formação docente: aprender a deixar em aberto nossas definições sobre as sexualidades, abrindo-se às autodefinições de pessoas trans. Desse modo, nos propomos ao exercício de aprender comautoras trans sobre uma educação não transfóbica, de aprender comosuas experiências podem produzir posições críticas no contexto da formação docente.
metadata.dc.description.abstracten: The reports of transgender people on education have exposed shortcomings in teacher education that need to be addressed. In the present article we analyze how the transphobic discourse prevents or makes it extremely difficult to produce intelligibility of forms of existence beyond cisheteronormativity. Our theoretical dialogues were carried out from Judith Butler and Michel Foucault, as well as trans authors who analyze the school context. These, with their experiences, mobilize and design transformations of truth regimes as well as can contribute to the fight against transphobic discourse. Finally, we highlight a challenge posed to teacher training: learning to leave open our definitions of sexualities, opening up to the self-definitions of trans people. In this way, we propose the exercise of learning from trans authors about non-transphobic education, of learning how their experiences can produce critical positions in the context of teacher education.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/14799
metadata.dc.identifier.doi: https://doi.org/10.31639/rbpfp.v12i24.339
ISSN: 2176-4360
metadata.dc.rights.license: O periódico Formação Docente permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo. Permite remixagem, adaptação e nova criação a partir da obra para fins não comerciais desde que seja atribuído o crédito ao autor (CC BY-NC). Fonte: Diadorim <https://diadorim.ibict.br/handle/1/1266>. Acesso em: 10 fev. 2020.
Appears in Collections:DEEDU - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_EducaçãoTransfóbicaReconhecimento.pdf699,41 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.