Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/1475
Title: Caracterização tecnológica de rejeito de minério de ferro.
Other Titles: Technological characterization of iron ore tailing.
Authors: Gomes, Marcos Antônio
Pereira, Carlos Alberto
Peres, Antônio Eduardo Clark
Keywords: Caracterização
Concentração magnética
Flotação
Finos de minério de ferro
Flotation
Issue Date: 2011
Citation: GOMES, M. A. et al. Caracterização tecnológica de rejeito de minério de ferro. REM: Revista Escola de Minas, v. 64, n. 2, p. 233-236, 2011. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rem/v64n2/a16v64n2.pdf>. Acesso em: 28 set. 2012
Abstract: Nesse trabalho, é apresentada a caracterização dos finos, estocados na barra-gem I como rejeito proveniente do tratamento de minério ferro. Na caracterização das amostras, estão apresentadas análises granulométricas por peneiramento a úmido, análises químicas por espectrometria de plasma e análise mineralógica por difração de raios X. De posse das análises de caracterização, foram executados ensaios tecno -lógicos, visando à obtenção de concentrado para aplicação na indústria metalúrgica. Foram avaliadas duas rotas de concentração em escala de bancada: uma (rota I) cons -tando de classificação (0,15mm), separação magnética (-1,0+0,15mm), deslamagem e flotação (-0,15mm) e outra (rota II) constando de separação magnética (-1,0mm total). De acordo com a distribuição granulométrica dos finos do minério de ferro, 8,21% das partículas encontram-se retidas em 0,150mm e 58,81% abaixo de 0,045mm. A amostra, conforme Tabela 1, apresenta teores médios (calculado) de 48,08% de Fe, 20,58% de SiO 2, 3,16% de Al 2º 3 . Os minerais portadores de ferro identificados fo -ram hematita, martita, magnetita e goethita e os minerais de ganga foram quartzo, gibbisita e caolinita. A melhor opção de concentração estudada consistiu na utilização de circuito de concentração somente por separação magnética, rota II. A recuperação em massa e metalúrgica foram, respectivamente, 68,00% e 90,81%, apresentando um concentrado com 67,54% de Fe, 1,50% de SiO 2 e 0,49% de Al 2 O 3, atendendo a especificação do produto comercializado pela empresa.
metadata.dc.description.abstracten: This paper addresses the characterization of fines stocked in a pond as tailings from an iron ore concentrator. The characterization consisted of size analyses by wet screening, chemical analyses by ICP, and mineralogical analyses by X-ray diffraction. The next stage consisted of technological tests. Two concentration routes were evalu -ated at bench scale: the first (route I) consisting of classification (0.15mm), magnetic separation (-1.0+0.15mm), desliming and flotation (-0.15mm); and the second (route II) consisting of magnetic separation (-1.0mm global), aiming at achieving a concen -trate adequate for use in the metallurgical industry. The size distribution of the iron ore fines indicated 8.21% above 0.150mm and 58.81% passing 0.045mm. The calcu -lated average chemical composition of the sample is 48.08% Fe, 20.58% SiO 2, and 3.16% Al 2 O 3 . The iron minerals identified by X-ray diffraction were: hematite, mar-tite, magnetite, and goethite; and the detected gangue minerals were: quartz, gibbsite, and kaolinite. The best performance came from route II, magnetic separation only: weight recovery 68.00%, metallurgical recovery 90.81%, 67.54% Fe, 1.50% SiO 2, 0.49% Al 2 O 3 .
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/1475
ISSN: 03704467
metadata.dc.rights.license: A REM - Revista Escola de Minas - autoriza o depósito de cópia de artigos dos professores e alunos da UFOP no Repositório Institucional da UFOP. Licença concedida mediante preenchimento de formulário online em: 12 set. 2013.
Appears in Collections:DEMIN - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_CaracterizaçãoTecnológicaRejeito.pdf295,75 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.