Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/13818
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSouza, Gabriela Guerra Leal dept_BR
dc.contributor.authorSouza, Fabiana Cristina de Oliveira-
dc.date.accessioned2021-09-30T13:49:39Z-
dc.date.available2021-09-30T13:49:39Z-
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.citationSOUZA, Fabiana Cristina de Oliveira. Yoga e saúde mental: impacto da prática na depressão, ansiedade, estresse e variabilidade da frequência cardíaca. 2021. 79 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/13818-
dc.descriptionPrograma de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa de Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.description.abstractAtualmente, há uma alta prevalência de sintomas de ansiedade, depressão e estresse na população e isso tem gerado um impacto negativo na saúde física e mental dos indivíduos. A variabilidade da frequência cardíaca (VFC), que consiste em um método não-invasivo que avalia a atividade do sistema nervoso autônomo simpático e parassimpático (vagal) sobre o coração, também tem sido impactada negativamente. O yoga, uma prática antiga que engloba exercícios físicos, respiratórios e meditativos, tem sido utilizada para melhoria do bem estar físico e mental. O objetivo deste estudo foi investigar a influência da prática de Shivam Yoga sobre a ansiedade, depressão, estresse e VFC em adultos saudáveis. Utilizou-se uma amostra composta por 35 adultos saudáveis que foi dividida de forma randomizada entre grupo praticante de yoga (N = 15) e o grupo controle (N=20). O grupo praticante recebeu treinamento de Shivam yoga 2x por semana com duração de 60 min por 10 semanas. Os voluntários de ambos os grupos foram avaliados antes e após as 10 semanas. Cada avaliação consistiu no preenchimento de questionários de hábitos de vida e saúde geral para caracterização da amostra e de instrumentos psicológicos (Inventário de Depressão de Beck, Inventário de Ansiedade de Beck e Inventário de sintomas de estresse para adultos de Lipp), e coleta da VFC (SDNN (Desvio padrão dos intervalos entre as ondas RR do eletrocardiograma), RMSSD (Raiz quadrada da média dos quadrados das diferenças entre os intervalos RR adjacentes em um intervalo de tempo); HF (Alta frequência); LF (Baixa frequência).) durante a visualização de imagens neutras da antropometria (massa e estatura) e do condicionamento aeróbico pressão arterial (PA), frequência cardíaca (FC) e volume de oxigênio (VO2). O grupo que praticou yoga apresentou redução da depressão (p=0,002), aumento do LF (p=0,007) e nas análises qualitativas o estresse apresentou redução dos valores. Não houve modificação dos demais parâmetros. O grupo controle não apresentou nenhuma mudança na comparação entre os momentos antes e após as 10 semanas. Concluiu-que a prática de Shivam yoga pode melhorar os sintomas de depressão e o componente LF da VFC, que representa a atividade simpática. Dessa forma, sugere-se que essa prática possa ser utilizada como terapia complementar contribuindo para a melhora da saúde física e mental dos praticantes.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsabertopt_BR
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/us/*
dc.subjectIoga - budismo tântricopt_BR
dc.subjectSaúde mentalpt_BR
dc.subjectVariabilidade do batimento cardíacopt_BR
dc.subjectAnsiedadept_BR
dc.subjectDepressão mentalpt_BR
dc.titleYoga e saúde mental : impacto da prática na depressão, ansiedade, estresse e variabilidade da frequência cardíaca.pt_BR
dc.typeDissertacaopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 27/09/2021 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereeSouza, Gabriela Guerra Leal dept_BR
dc.contributor.refereeLima, Angélica Alvespt_BR
dc.contributor.refereeSanchez, Tiago Arrudapt_BR
dc.description.abstractenCurrently there is a high prevalence of symptoms of anxiety, depression and stress in the population and this has generated a negative impact on the physical and mental health of individuals. Heart rate variability (HRV), which is a non-invasive method that assesses the activity of the sympathetic and parasympathetic (vagal) autonomic nervous system on the heart, has also been negatively impacted. Yoga, an ancient practice that encompasses physical, breathing and meditative exercises, has been used to improve physical and mental well-being. The aim of this study was to investigate the influence of Shivam Yoga practice on anxiety, depression, stress and HRV in healthy adults. A sample of 35 healthy adults was used, which was randomly divided between a yoga practitioner group (N = 15) and a control group (N = 20). The practitioner group received Shivam yoga training twice a week lasting 60 min for 10 weeks. Volunteers from both groups were evaluated before and after 10 weeks. Each assessment consisted of filling out questionnaires on lifestyle and general health to characterize the sample and psychological instruments (Beck Depression Inventory, Beck Anxiety Inventory and Lipp's Stress Symptoms Inventory for Adults), and collection of HRV (SDNN (Standard Deviation of the Intervals between the RR Waves of the Electrocardiogram), RMSSD (Square Root Mean Squares of the Differences between the Adjacent RR Intervals in a Time Interval); HF (High Frequency); LF (Low Frequency).) during the visualization of neutral images of anthropometry (mass and height) and aerobic conditioning blood pressure (BP), heart rate (HR) and oxygen volume (VO2). The group that practiced yoga showed a reduction in depression (p=0.002), an increase in LF (p=0.007) and in the qualitative analysis, stress showed a reduction in values. There was no modification of the other parameters. The control group did not show any change in the comparison between the moments before and after 10 weeks. It was concluded that the practice of Shivam yoga can improve depression symptoms and the LF component of HRV, which represents sympathetic activity. Thus, it is suggested that this practice can be used as a complementary therapy, contributing to the improvement of physical and mental health of practitioners.pt_BR
Appears in Collections:PPCBIOL - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_YogaSaúdeMental.pdf1,77 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons