Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/13615
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorIsoldi, Mauro Césarpt_BR
dc.contributor.authorSilva, Pedro Henrique Paes Scott e-
dc.date.accessioned2021-08-31T16:30:28Z-
dc.date.available2021-08-31T16:30:28Z-
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.citationSILVA, Pedro Henrique Paes Scott e. Efeitos da acupuntura e da administração de 17 beta-estradiol na massa corporal de ratas submetidas a ovário-salpingo-histerectomia. 2021. 106 f. Dissertação (Mestrado em Saúde e Nutrição) - Escola de Nutrição, Universidade Federal de Ouro Preto, Escola de Nutrição, Ouro Preto, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/13615-
dc.descriptionPrograma de Pós-Graduação em Saúde e Nutrição. Escola de Nutrição, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.description.abstractOsteoporose, uma doença metabólica caracterizada por baixa massa óssea, deterioração da microarquitetura do tecido ósseo e aumento da suscetibilidade a fraturas, é muito prevalente na população mundial, sobretudo nas mulheres após a menopausa. Diante da importância do tema, o presente trabalho teve como objetivo descrever técnicas para a indução dessa condição em um modelo animal e também descrever uma forma de realização de tratamento com Acupuntura, com base na medicina complementar. Foi utilizado o modelo de ratas ovariectomizadas, que é considerado o padrão ouro para a indução de menopausa experimental nesses animais. A descrição de uma técnica de acupuntura experimental e de sua avaliação na mudança da massa corporal das ratas com menopausa induzida cirurgicamente, em relação ao tratamento com 17 betaestradiol, são relevantes, pois o índice de massa corporal está diretamente relacionado com o risco de osteoporose em mulheres na menopausa. Além disso, a acupuntura é uma especialidade médica reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina e uma especialidade Médico Veterinária reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária, além disso, a acupuntura faz parte da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) no Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro. Dessa forma a acupuntura é uma prática terapêutica tanto em animais quanto em seres humanos, com grande potencial de difusão pelo território brasileiro, e de baixo custo. Os resultados dessa pesquisa sugerem que a reposição hormonal tardia com 17 betaestradiol na dosagem de 50 µg/Kg via intramuscular, aplicada duas vezes na semana, por 10 semanas, teve influência benéfica para evitar o ganho de peso excessivo nos animais após a ovário-salpingo-histerectomia. Conclui-se também que o tratamento com acupuntura, aplicados após 10 semanas da ovário-salpingo-histerectomia, duas vezes por semana, durante 10 semanas, não teve influência no ganho de peso das ratas. O presente estudo também conclui que a prática experimental de acupuntura em ratos é uma alternativa viável para o estudo dessa modalidade terapêutica e que os animais apresentam boa tolerância ao agulhamento e não demonstraram repulsa à prática. Logo é uma alternativa segura para os animais, ética e viável experimentalmente. Mais estudos devem ser realizados para verificar se a prática da acupuntura nas ratas teriam efeito para o tratamento dos outros sintomas relacionados à menopausa e deficiência estrogênica.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsabertopt_BR
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by/3.0/us/*
dc.subjectAcupunturapt_BR
dc.subjectMenopausapt_BR
dc.subjectOsteoporosept_BR
dc.titleEfeitos da acupuntura e da administração de 17 beta-estradiol na massa corporal de ratas submetidas a ovário-salpingo-histerectomia.pt_BR
dc.typeDissertacaopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 25/08/2021 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que sejam citados o autor e o licenciante.pt_BR
dc.contributor.refereeIsoldi, Mauro Césarpt_BR
dc.contributor.refereeLavorato, Victor Neivapt_BR
dc.contributor.refereeCosta, Guilherme de Paulapt_BR
dc.description.abstractenOsteoporosis, a metabolic disease characterized by low bone mass, deterioration of bone tissue microarchitecture and increased susceptibility to fractures, is very prevalent in the world population, especially in women after menopause. Given the importance of the theme, the present study aimed to describe techniques for inducing this condition in an animal model and also to describe a way of carrying out treatment with Acupuncture, based on complementary medicine. The model of ovariectomized rats was used, which is considered the gold standard for the induction of experimental menopause in these animals. The description of an experimental acupuncture technique and its assessment of the body mass change of rats with surgically induced menopause, in relation to treatment with 17 beta-estradiol, are relevant, because the body mass index is directly related to the risk of osteoporosis in menopausal women. In addition, acupuncture is a medical specialty recognized by the Federal Council of Medicine and a Veterinary Medical specialty recognized by the Federal Council of Veterinary Medicine, in addition, acupuncture is part of the National Policy for Integrative and Complementary Practices (PNPIC) in the Brazilian Health System (SUS). Thus, acupuncture is a therapeutic practice in both animals and humans, with great potential for diffusion throughout the Brazilian territory, and at low cost. The results of this research suggest that late hormone replacement with 17 beta-estradiol at a dose of 50 µg / kg intramuscularly, applied twice a week, for 10 weeks, had a beneficial influence to prevent excessive weight gain in animals after the ovary - salpingo -hysterectomy. It is also concluded that the treatment with acupuncture, applied after 10 weeks of ovarysalpingo-hysterectomy, twice a week, for 10 weeks, had no influence on the weight gain of the rats. The present study also concludes that the experimental practice of acupuncture in rats is a viable alternative for the study of this therapeutic modality and that the animals have good tolerance to needling and have not shown repulsion to the practice. Then, it is a safe, ethical and experimentally viable alternative for animals. Further studies should be carried out to verify whether the practice of acupuncture in rats would have an effect in the treatment of other symptoms related to menopause and estrogen deficiency.pt_BR
Appears in Collections:PPGSN - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_EfeitosAcupunturaAdministração.pdf2,44 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons