Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/13469
Title: Influência da obesidade induzida pela dieta hiperlipídica e do estado hormonal associada a suplementação de inulina sobre as alterações metabólicas e comportamentais em ratas Wistar.
Authors: Vieira, Lucas Gabriel
metadata.dc.contributor.advisor: Menezes, Rodrigo Cunha Alvim de
Chianca Júnior, Deoclécio Alves
Noronha, Sylvana Izaura Salyba Rendeiro de
Keywords: Obesidade
Lipídios
Inulina
Issue Date: 2020
metadata.dc.contributor.referee: Menezes, Rodrigo Cunha Alvim de
Cota, Renata Guerra de Sá
Aguiar, Daniele Cristina de
Citation: VIEIRA, Lucas Gabriel. Influência da obesidade induzida pela dieta hiperlipídica e do estado hormonal associada a suplementação de inulina sobre as alterações metabólicas e comportamentais em ratas Wistar. 2020. 82 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2020.
Abstract: A obesidade se caracteriza como uma pandemia moderna com alto impacto epidemiológico para a população. Alterações metabólicas, endócrinas, inflamatórias e comportamentais já são descritas como decorrentes de sua instalação e progressão. Diversas terapias podem ser empregadas para conter o impacto da obesidade, entre elas os tratamentos dietoterápicos, como o uso de fibras. Classificada como uma fibra não fermentável da classe dos fruto-oligossacarídeos, a inulina é encontrada em produtos de origem vegetal e atua como um prebiotico. Seus benéficos se relacionam com a redução do peso através da redução do tecido adiposo (ação na lipogênese e lipólise). Analisar o impacto de uma suplementação com inulina sobre a massa gorda, perfil eletrolítico, status redox no fígado assim como as respostas defensivas comportamentais de ratas wistar induzidas a obesidade pela dieta hiperlipídica.50 ratas foram divididas em 2 grupos e submetidas a 2 protocolos nutricionais: Dieta Controle (11% de lipídeo) e Dieta Hiperlipídica (45% de lipídeo), do dia 0 ao dia 35, após o dia 35, os dois grupos foram realocados em 4 grupos de acordo com sua dieta e tratamento dietoterápico: Dieta Controle (DC) (PBS); Dieta Hiperlipídica (DH) (PBS); Dieta Controle (Inulina) e Dieta Hiperlipídica (Inulina). O tratamento dietoterápico se constitui de 860mg/kg/ml de inulina diluída em veículo (PBS) ou PBS administrado do dia 36 ao dia 63 via gavagem orogastrica. Após o fim do protocolo nutricional de 63 dias, as ratas foram submetidas aos testes comportamentais: Labirinto em T elevado, Campo aberto e Claro escuro assim como a avaliação do seu ciclo estral. Após o fim dos testes, os animais foram eutanasiados e o tecido adiposo e fígado foram coletados para análises posteriores. Em relação ao consumo alimentar, a inulina foi capaz de aumentar esse parâmetro nos animais que receberam a DC, contudo sem surtir efeito nos animais que receberam a DH. Acompanhando esse aumento, o tratamento dietoterápico também aumentou a ingestão calórica dos animais que receberam DC, quando comparado aos demais grupos. Frente a composição corporal dos animais, a suplementação com inulina reduziu os tecidos adiposos paramentrial e inguinal nos animais induzidos a obesidade, assim como também reduziu o índice de adiposidade tanto desses animais, quanto dos animais que receberam a DC. Nas medidas do perfil eletrolítico, a inulina reduziu os valores sanguíneos de sódio e bilirrubina assim como aumentou a concentração de cálcio e magnésio em ambos os grupos (DC e DH). No status redox hepático, a inulina reduziu a atividade da catalase em ambos os grupos (DC e DH) como reduziu o nível de proteína carbonilada em animais que foram induzidos a obesidade. No que diz respeito as respostas defensivas comportamentais a inulina foi capaz de acentuar o padrão exploratório de ratas que receberam DC, porém sem surtir efeito em animais que consumiram DH. Conclusão: Nossos dados convergem para o melhor entendimento dos efeitos da inulina em um modelo de obesidade, assim como de seus benefícios em indivíduos saudáveis.
metadata.dc.description.abstracten: Obesity is characterized as a modern pandemic with a high epidemiological impact on the population. Metabolic, endocrine, inflammatory and behavioral changes are already described as resulting from their installation and progression. Several therapies can be used to contain the impact of obesity, including diet treatments, such as the use of fibers. Classified as a non-fermentable fiber of the fructo-oligosaccharide class, inulin is found in products of plant origin and acts as a prebiotic. Its benefits are related to weight reduction through the reduction of adipose tissue (action on lipogenesis and lipolysis). Analyze the impact of inulin supplementation on fat mass, electrolyte profile, liver redox status as well as the behavioral defensive responses of wistar rats induced by obesity by the high-fat diet.50 rats were divided into 2 groups and subjected to 2 nutritional protocols: Control Diet (11% lipid) and High Fat Diet (45% lipid), from day 0 to day 35, after day 35, the two groups were relocated into 4 groups according to their diet and dietary treatment: Control Diet ( DC) (PBS); High Fat Diet (DH) (PBS); Control Diet (Inulin) and High Fat Diet (Inulin). The diet therapy treatment consists of 860mg / kg / ml of diluted inulin in vehicle (PBS) or PBS administered from day 36 to day 63 via orogastric gavage. After the end of the 63-day nutritional protocol, the rats were subjected to behavioral tests: elevated T maze, open field and dark light as well as the evaluation of their estrous cycle. After the end of the tests, the animals were euthanized and the adipose tissue and liver were collected for further analysis. Regarding food consumption, inulin was able to increase this parameter in animals that received CD, however without having an effect on animals that received HFD. Accompanying this increase, dietary treatment also increased the caloric intake of animals that received CD, when compared to the other groups. In view of the animals' body composition, supplementation with inulin reduced the paramentrial and inguinal adipose tissues in animals induced by obesity, as well as reduced the adiposity index both of these animals and of the animals that received CD. In the measurements of the electrolytic profile, inulin reduced the blood values of sodium and bilirubin as well as increased the concentration of calcium and magnesium in both groups (DC and DFH). In hepatic redox status, inulin reduced catalase activity in both groups (DC and DFH) as it reduced the level of carbonylated protein in animals that were induced to obesity. Regarding defensive behavioral responses, inulin was able to accentuate the exploratory pattern of rats that received CD, but without having an effect on animals that consumed HFD. Conclusion: Our data converge for a better understanding of the effects of inulin in an obesity model, as well as its benefits in healthy individuals.
Description: Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa de Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/13469
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 06/08/2021 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite a adaptação.
Appears in Collections:PPCBIOL - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_InfluênciaObesidadeInduzida.pdf1,41 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons