Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/13250
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCoutrim, Rosa Maria da Exaltaçãopt_BR
dc.contributor.authorGonçalves, Luana Stéfanni Mendonça-
dc.date.accessioned2021-05-27T00:00:35Z-
dc.date.available2021-05-27T00:00:35Z-
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.citationGONÇALVES, Luana Stéfanni Mendonça. Do distrito à pós-graduação: trajetórias escolares longevas de jovens de camadas populares. 2021. 115 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/13250-
dc.descriptionPrograma de Pós-Graduação em Educação. Departamento de Educação, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.description.abstractNa primeira década dos anos 2000 o Ensino Superior brasileiro iniciou um processo de expansão e consequente aumento do número das vagas ofertadas. Nesse ínterim, as políticas de ação afirmativa possibilitaram o maior ingresso de jovens das camadas populares nas universidades públicas e privadas. Porém, embora o ingresso no Ensino Superior tenha se tornado possível para muitos, a permanência e a conclusão dos estudos trouxeram novos desafios. Apesar dos empecilhos enfrentados, muitos desses estudantes chegaram à Pósgraduação, em cursos de mestrado e doutorado, inclusive aqueles que são provenientes de pequenas cidades e distritos do interior. A partir da discussão trazida por autores clássicos e contemporâneos da Sociologia da Educação, como Bourdieu, Lahire e Zago, entre outros que discutem a política da educação superior brasileira, como Coulon, Piotto e Portes, entre tantos outros, trouxemos como questão central da investigação: quais são as condições que contribuíram para os estudantes de camadas populares oriundos de distritos conseguissem ingressar e permanecer na Pós-graduação stricto sensu? Assim, a proposta principal desta pesquisa foi investigar as condições que contribuíram para que os estudantes oriundos de distritos distantes da cidade conseguissem ingressar e permanecer na Pós-graduação na Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Para a elaboração da pesquisa, utilizamos como metodologia a entrevista compreensiva, a fim de conhecer melhor suas trajetórias escolares longevas e, com a ajuda da amostragem “bola de neve”, entrevistamos seis estudantes provenientes de distritos de Ouro Preto e Mariana, ambas cidades mineiras, que estão matriculados ou já concluíram seu doutoramento em diferentes áreas do conhecimento. Os principais resultados nos mostram que, apesar de todas as dificuldades encontradas no ensino básico e na universidade, esses estudantes construíram trajetórias escolares de excelência ao longo da vida acadêmica e, para isso, foram de fundamental importância as mobilizações familiares, com destaque para o papel das mães. A maioria desses estudantes é oriunda de famílias com baixo capital econômico, cultural e escolar, mas com algum capital social. São pequenos produtores rurais e comerciantes nos distritos. Também encontramos outros pontos comuns entre todos os entrevistados, como o deslocamento, a importância da afiliação nos primeiros períodos do curso de graduação e a relevância das bolsas institucionais e de políticas de assistência estudantil para que pudessem permanecer na universidade, dedicandose somente aos estudos. Também foi muito importante para os doutores e doutorandos entrevistados o apoio dos amigos, professores e companheiros. Observou-se, portanto, que ao chegar à Pós-graduação, esses seis jovens já haviam incorporado todas as disposições sociais necessárias para a compreensão da “regra do jogo” escolar e se tornaram excelentes jogadores.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsabertopt_BR
dc.subjectLongevidade escolarpt_BR
dc.subjectEstudantes universitáriospt_BR
dc.subjectSociologia da educaçãopt_BR
dc.subjectPós-graduaçãopt_BR
dc.titleDo distrito à pós-graduação : trajetórias escolares longevas de jovens de camadas populares.pt_BR
dc.typeDissertacaopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 17/05/2021 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereeCoutrim, Rosa Maria da Exaltaçãopt_BR
dc.contributor.refereeCampos, Alexandra Resendept_BR
dc.contributor.refereePortes, Écio Antôniopt_BR
dc.description.abstractenIn the first decade of the 2000s, Brazilian Higher Education began a process of expansion and a consequent increase in the number of places offered. In the meantime, affirmative action policies have made it possible for young people from the lower classes to enter public and private universities. However, although entry into Higher Education has become possible for many, the permanence and completion of studies brought new challenges. Despite the obstacles faced, many of these students went on to graduate school, in master's and doctorate courses, including those from small towns and inland districts. Based on the discussion brought by classic and contemporary authors from the Sociology of Education, such as Bourdieu, Lahire and Zago, among others who discuss the Brazilian higher education policy, such as Coulon, Piotto and Portes, among many others, we brought as the central question of the investigation : what are the conditions that contributed to students from lower classes coming from districts to enter and remain in the stricto sensu graduate program? Thus, the main purpose of this research was to investigate the conditions that contributed for students from distant districts of the city to be able to enter and remain in graduate school at the Federal University of Ouro Preto (UFOP). For the elaboration of the research, we used the methodology of a comprehensive interview, in order to better understand their long-lived school trajectories and, with the help of the “snowball” sample, we interviewed six students from Ouro Preto and Mariana districts, both cities in Minas Gerais , who are enrolled or have already completed their PhD in different areas of knowledge. The main results show us that, despite all the difficulties found in basic education and in the university, these students built excellent academic trajectories throughout their academic life and, for that, family mobilizations were of fundamental importance, with emphasis on the role mothers. Most of these students come from families with low economic, cultural and school capital, but with some social capital. They are small farmers and traders in the districts. We also found other common points among all respondents, such as commuting, the importance of affiliation in the first periods of the undergraduate course and the relevance of institutional scholarships and student assistance policies so that they could remain at the university, devoting themselves only to studies . The support of friends, teachers and companions was also very important for the doctors and doctorates interviewed. It was observed, therefore, that when they reached graduate school, these six young people had already incorporated all the social provisions necessary for understanding the school “rule of the game” and became excellent players.pt_BR
Appears in Collections:PPGEDU - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_DistritoPósGraduação.pdf1,58 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons