Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/13144
Title: Para além dos contos de fadas : oralidade e aclimatação em Contos da Carochinha.
Authors: Silva, Natasha Castro
metadata.dc.contributor.advisor: Bignotto, Cilza Carla
Keywords: Literatura infantojuvenil
Contos de fadas
Alberto Figueiredo Pimentel
Issue Date: 2020
metadata.dc.contributor.referee: Bignotto, Cilza Carla
Agnolon, Alexandre
Raffaini, Patricia Tavares
Citation: SILVA, Natasha Castro. Para além dos contos de fadas: oralidade e aclimatação em Contos da Carochinha. 2020. 68 f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2020.
Abstract: O livro Contos da Carochinha, de Alberto Figueiredo Pimentel, lançado em 1894 pela Livraria Quaresma, ficou conhecido como uma das obras precursoras para o público infantil no Brasil. As narrativas presentes nessa obra contêm várias histórias extraídas de livros europeus, como as histórias compiladas pelos irmãos Grimm e por Charles Perrault, mas que são adaptadas ao contexto brasileiro. Com 53 narrativas curtas, escritas em linguagem próxima à dos registros orais, a obra agradou gerações de leitores brasileiros, tornando-se modelo não apenas de coletânea de estórias maravilhosas publicadas no suporte livro, mas também de livro para crianças. Assim, o objetivo do presente estudo é analisar os traços da oralidade, observando como recursos na escrita recuperam a tradição oral na versão brasileira. Além disso, buscamos observar como o autor, por meio de elementos típicos brasileiros e de seu repertório cultural, deu uma nova identidade às histórias, ainda que tenha mantido as estruturas das narrativas provindas, sobretudo, da Europa. Dessa forma, acredita-se que Pimentel, ao ter inserido elementos orais e brasileiros, renovou os contos de fadas e configurou uma memória própria da obra, quando recontada no ambiente brasileiro.
metadata.dc.description.abstracten: Contos da Carochinha, written by Alberto Figueiredo Pimentel and launched in 1894 by Livraria Quaresma, is known to be one of the first books dedicated to children in Brazil. In the narratives, it is possible to find several stories extracted from European books, such as the ones compiled by the Brothers Grimm and Charles Perrault. With 53 short narratives, which are adapted to the Brazilian context and told in a language similar to that from oral tradition, the book pleased generations of Brazilian readers and became a model not only for fairy tale book collections, but also for children’s books. Thus, the objective of this thesis is to analyze traces of orality in Pimentel’s Contos da Carochinha and observe how certain traits in his writing retrieve the oral tradition in the Brazilian version. Furthermore, we seek to observe how the author gave the stories a new identity through typical Brazilian elements and his own cultural repertoire, in spite of the preservation of structures of narratives came mainly from Europe. We believe that Pimentel, by placing oral and Brazilian elements into the book, renewed these fairy tales and created a memory of their own when retold in Brazil.
Description: Programa de Pós-Graduação em Letras. Departamento de Letras, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/13144
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 03/03/2021 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Appears in Collections:PPL - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_ContosFadasOralidade.pdf870,3 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons