Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/12578
Title: O trabalho da memória e as inquietações do tempo presente em Nostalgia da Luz, de Patricio Guzmán.
Authors: Bueno, Samuel Torres
metadata.dc.contributor.advisor: Reis, Mateus Fávaro
Keywords: Ditadura - Chile
Memória
Documentário - cinema - Chile
Patricio Guzmán
Issue Date: 2020
metadata.dc.contributor.referee: Reis, Mateus Fávaro
Borges, Elisa Campos
Dorella, Priscila Ribeiro
Citation: BUENO, Samuel Torres. O trabalho da memória e as inquietações do tempo presente em Nostalgia da Luz, de Patricio Guzmán. 2020. 189 f. Dissertação (Mestrado em História) - Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2020.
Abstract: O seguinte trabalho possui como objeto o documentário Nostalgia da Luz (2010) dirigido pelo chileno Patricio Guzmán, um dos nomes mais relevantes na história da produção documentária latino americana. Esse filme é um dos mais conhecidos e premiados que compõe a filmografia de Guzmán. Embora essa obra expresse preocupações recorrentes do cineasta com o passado recente de seu país, com destaque para as experiências da Unidade Popular e da ditadura militar, possui particularidades que valem a ser pena serem examinadas. Trata-se do exemplo do uso refinado e do aprofundamento da forma ensaística em comparação à obras anteriores e da possibilidade de suscitar debates cativantes sobre as relações e diálogos que a História mantém com a memória e a sétima arte. O nosso propósito é destrinchar questões diversas apresentadas pelo filme, descrevendo as etapas da sua fabricação e utilizando uma análise que entrelaça o contexto social e político da transição chilena com os elementos estéticos. Essa película interliga, por meio da voz em off do diretor, as buscas realizadas no Deserto do Atacama por astrônomos, arqueólogos, sobreviventes e ex-presos da ditadura, bem como pelas mulheres que tiveram entes queridos desaparecidos naqueles anos de chumbo. Dessa forma, o testemunho de situações-limite, tanto o do próprio Guzmán quanto dos personagens, torna-se fundamental para a construção do enredo. Partindo-se da proeminência conferida à essa expressão memorialística as nossas hipóteses são: Nostalgia da Luz faz da memória uma maneira de intervir nos rumos do presente e do futuro, e o documentário está ligado às condições de emergência e dos debates típicos da História do Tempo Presente, esse campo historiográfico onde assim como nesse filme, a memória, especialmente aquela vinculada aos traumas individuais e coletivos, é levada até o centro da narrativa.
metadata.dc.description.abstracten: The following work has as its object the documentary Nostalgia da Luz (2010) directed by the Chilean Patricio Guzmán, one of the most relevant names in the history of Latin American documentary production. This film, one of the most well-known and awarded films that make up Guzmán's filmography, although it expresses the filmmaker's recurring concerns about his country's recent past, with emphasis on the experiences of Popular Unity and the military dictatorship, has particularities that are worthwhile be examined. It is an example of the refined use and the deepening of the essayistic form in comparison to previous works and the possibility of stirring captivating debates about the relations and dialogues that History maintains with memory and the seventh art. Our purpose is to unravel the diverse questions presented by the film, describing the stages of its manufacture and using an analysis that intertwines the social and political context of the Chilean transition with the aesthetic elements. This film interconnects, through the director's off voice, the searches carried out in the Atacama Desert by astronomers, archaeologists, survivors and ex-prisoners of the dictatorship, as well as by the women who had loved ones missing in those lead years. In this way, the testimony of limit situations, both that of Guzmán himself and the characters, becomes essential for the construction of the plot. Starting from the prominence given to this memorialistic expression, our hypotheses are: Nostalgia da Luz makes memory a way to intervene in the directions of the present and the future, and the documentary is linked to the emergency conditions and the typical debates of the History of Time Present, this historiographic field where, as in this film, memory, especially that linked to individual and collective traumas, is taken to the center of the narrative.
Description: Programa de Pós-Graduação em História. Departamento de História, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/12578
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 29/07/2020 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante.
Appears in Collections:PPGHis - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_TrabalhoMemóriaInquientações.pdf5,16 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons