Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/12403
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMaciel, Paulo Marcos Cardosopt_BR
dc.contributor.authorSilva, Raíssa Palma de Souza-
dc.date.accessioned2020-06-30T16:31:02Z-
dc.date.available2020-06-30T16:31:02Z-
dc.date.issued2020-
dc.identifier.citationSILVA, Raíssa Palma de Souza. Ressonância de um mito: Antígonas no Século XX. 2020. 122 f. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas) – Instituto de Filosofia, Artes e Cultura, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/12403-
dc.descriptionPrograma de Pós-Graduação em Artes Cênicas. Instituto de Filosofia, Artes e Cultura, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.description.abstractEsta dissertação visa mostrar, através do estudo das reescritas de Antígona, algumas marcas da temporalidade cruzada na longa duração do texto teatral. Para isso, partimos da obra Antígona de Sófocles e passamos por outras retomadas do mito na Antiguidade e no princípio do século XX, comparando-as entre si. Em nosso primeiro capítulo, buscamos apresentar um pequeno panorama das versões antigas do Mito de Antígona através das obras: Os sete contra Tebas, de Ésquilo, Antígona de Sófocles e As Fenícias, de Eurípides, obras que enfocaram nossa personagem-matriz. O segundo capítulo é dedicado a nosso principal objeto de análise: duas reescritas de Antígona de Sófocles datando do início do século XX: Antigone d’après Sophocle de Jean Cocteau e Antigone, de Jean Anouilh. O terceiro capítulo trata dos procedimentos e técnicas utilizadas pelos autores franceses para constituírem suas reescritas, comparando-os igualmente com algumas reescritas para o português do Brasil sobre a interpretação sofocliana do mito. Através deste itinerário de longa duração, procuramos salientar, confrontando a fortuna crítica voltada ao estudo da reescrita de mitos antigos e sobre tradução, a ausência de um texto fundador ou ponto de partida fixador de uma versão original ou definitiva do mito.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsabertopt_BR
dc.subjectAntígona - mitologia gregapt_BR
dc.subjectTeatropt_BR
dc.subjectTradução e interpretação na literaturapt_BR
dc.titleRessonância de um mito : Antígonas no Século XX.pt_BR
dc.typeDissertacaopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 22/04/2020 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereeMaciel, Paulo Marcos Cardosopt_BR
dc.contributor.refereeBarbosa, Tereza Virgínia Ribeiropt_BR
dc.contributor.refereeBortolini, Neide das Graças de Souzapt_BR
dc.description.abstractenThe present work aims to show, through the study of Antigone's rewritings, some marks of crossed temporality in the long duration of the theatrical text. For this, we started from the work Antigone by Sófocles and went through other reinterpretations of the myth in Antiquity and at the beginning of the 20th century, comparing them to each other. In our first chapter, we seek to present a verview of the old versions of the myth of Antigone through the works: The seven against Thebes, of Aeschylus, Antigone of Sophocles and The Phoenicians, of Euripides, works that have all focused on our theme character. The second chapter is devoted to our main object of analysis, two rewrites of the Antigone of Sophocles dating from the beginning of the 20th century: Antigone after Sophocles by Jean Cocteau and Antigone by Jean Anouilh. The third chapter deals with the processes and techniques used by French authors to constitute their rewrites, by also comparing them to certain rewrites in Brazilian Portuguese on the interpretation of the myth given by Sophocles. Through this long itinerary, we try to highlight, confronting critical fortune centred on the study of the rewrites of ancient myths and on translation, the absence of a founding text or a starting point establishing an original or final version of the myth.pt_BR
Appears in Collections:PPGAC - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_RessonânciaMitoAntígonas.pdf1,41 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons