Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/12397
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSilva, Fernando Césarpt_BR
dc.contributor.authorAguilar, Juliana Aparecida-
dc.date.accessioned2020-06-26T17:43:05Z-
dc.date.available2020-06-26T17:43:05Z-
dc.date.issued2020-
dc.identifier.citationAGUILAR, Juliana Aparecida. Experimentação em aulas de química orgânica: identificando práticas epistêmicas nos registros produzidos por estudantes do ensino médio. 2020. 97 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências) – Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2020.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/12397-
dc.descriptionPrograma de Pós-Graduação em Ensino de Ciências, Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.description.abstractA experimentação deve ser concebida não apenas como um recurso para motivar os estudantes e confirmar conceitos, mas para explorá-los e aproximar esses estudantes de práticas científicas. Dessa forma, buscamos analisar os registros escritos produzidos por estudantes do Ensino Médio a partir de um experimento com abordagem investigativa. Para essa análise identificamos as práticas epistêmicas desenvolvidas pelos estudantes. O desenvolvimento dessas práticas fornece indícios de engajamento nas atividades propostas e aprendizagem epistêmica. Os registros escritos produzidos pelos estudantes foram analisados por meio da Análise Textual Discursiva com categorias estabelecidas previamente. Os resultados revelaram algumas relações entre os conhecimentos prévios dos estudantes e a construção dos novos conhecimentos ao longo da sequência. Além disso, trouxeram reflexões para a professora/pesquisadora sobre a implicação das práticas epistêmicas no ensino de Ciências, que antes era percebida muito mais no sentido metodológico durante o planejamento das atividades, do que como a necessidade de se criar condições para que elas fossem desenvolvidas. As práticas epistêmicas podem ser concebidas no sentido de construir o conhecimento mais próximo do científico, mas não necessita obrigatoriamente de sê-lo visto que elas são influenciadas pelos múltiplos conhecimentos que os membros das comunidades escolares trazem.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsabertopt_BR
dc.subjectQuímica - estudo e ensinopt_BR
dc.subjectCiência - estudo e ensinopt_BR
dc.subjectPrática de ensinopt_BR
dc.titleExperimentação em aulas de química orgânica : identificando práticas epistêmicas nos registros produzidos por estudantes do ensino médio.pt_BR
dc.typeDissertacaopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pela autora em 17/06/2020 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados a autora e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereeValadares, Juarez Melgaçopt_BR
dc.contributor.refereePatrocínio, Sandra de Oliveira Francopt_BR
dc.contributor.refereeSilva, Fernando Césarpt_BR
dc.description.abstractenExperimentation should be understood not only as a tool to motivate students and prove concepts, but also to explore them and bring those students closer to scientific practice. Thus, this study aims to analyze written records prepared by high school students about an experiment with an investigative approach. For this analysis, we identified the epistemic practices undertaken by the students. The development of such practices provides evidence of engagement in the proposed activities as well as epistemic learning. The written records prepared by the students were analyzed using Discursive Textual Analysis with previously established categories. The results evidenced relations between the students' prior knowledge and the development of new knowledge that emerged during the sequence. Also, they brought up reflections to the teacher/researcher in regards to the implications of epistemic practices in the teaching of science, which was previously understood mainly in the methodological sense during the outlining of activities, rather than the need to create conditions for its development. Epistemic practices can be understood as a means to build knowledge closer to scientific, but they do not necessarily need to be so, since they are influenced by the multiple varieties of knowledge possessed by members of school communities.pt_BR
Appears in Collections:MPEC - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_ExperimentaçãoAulasQuímica.pdf2,67 MBAdobe PDFView/Open
PRODUTO_InvestigaçõesQuímicas.pdf1,31 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons