Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/12333
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorPereira, Carlos Albertopt_BR
dc.contributor.authorSatini, Anderson William Henrique-
dc.date.accessioned2020-06-12T15:31:18Z-
dc.date.available2020-06-12T15:31:18Z-
dc.date.issued2019-
dc.identifier.citationSATINI, Anderson William Henrique. Aumento da recuperação de produtos da Mina Casa de Pedra. 2019. 72 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mineral) - Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/12333-
dc.descriptionPrograma de Pós-Graduação em Engenharia Mineral. Departamento de Engenharia de Minas, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.description.abstractO ROM que alimenta a planta de beneficiamento da mina Casa de Pedra possui teor médio de 56% de ferro. O ROM é britado a 50.000 μm, gerando o granulado (-50.000+8.000 μm) com 61,5% de ferro; sinter feed grosso (-8.000+1.400 μm) com 63% de ferro e sinter feed fino (- 1.400+150 μm) com 59% de ferro. Os finos (-150 μm) com 45% de ferro são enviados para deslamagem e concentração por flotação e separação magnética de alta intensidade do rejeito rougher (CMAI 2) produzindo o pellet feed com 66% de ferro. O plano de lavra para os próximos 10 anos (2020 a 2029) prevê redução de ferro no ROM de 56% para 52% devido à baixa disponibilidade de minérios hematíticos. Devido a esse fato ocorrerá a redução de ferro no granulado (-2,5%), sinter feed grosso (-2%) e sinter feed fino (-4%). O granulado com 59% de ferro não é viável economicamente, sendo assim o mesmo será britado a 8.000 μm e incorporado ao sinter feed. O sinter feed fino será concentrado em espirais concentradoras, separação magnética de média intensidade em tambores WDRE e separação magnética de alta intensidade WHIMS. Para a rota proposta foram realizados ensaios de classificação da fração –1.400 µm do ROM por peneiramento a úmido em 150 μm, atualmente realizada por hidroclassificadores espirais e hidrociclones, concentração do sinter feed fino (oversize peneiramento) por separação magnética de média e alta intensidade e os finos -150 µm (undersize peneiramento) por separação magnética de média e alta intensidade e flotação cleaner. Para a realização desse estudo foi composto o ROM para o período de 2020 a 2029. Os resultados obtidos demonstraram que a recuperação mássica e metalúrgica global do sinter feed fino da rota proposta foram inferiores à rota padrão (-3,8% e -4,5%, respectivamente) devido à redução de minerais portadores de ferro abaixo de 150 µm no sinter feed fino da rota proposta. Os teores de ferro e sílica também foram melhores no sinter feed fino da rota proposta (+0,5% de ferro e -1,6% de sílica). O pellet feed convencional da rota proposta apresentou recuperação mássica e metalúrgica global superiores à rota padrão (+6,8% e +9,3%, respectivamente) com teores de ferro e sílica melhores (+1,5% de ferro e -1,2% de sílica) devido ao aumento da pressão de alimentação da deslamagem (+0,2 kgf/cm2 ), redução da % de sólidos da alimentação da deslamagem (-5%) na etapa primária e secundária, aumento da abertura do apex da deslamagem secundária (+2 mm), pré-concentração do underflow final da deslamagem convencional por separação magnética de média e alta intensidade e flotação cleaner. Foi verificado também a redução do consumo de coletor (amina) em 61 g/t (81 g/t rota padrão para 20 g/t na rota proposta). O pellet feed produzido no CMAI ultrafinos da rota proposta apresentou menor recuperação mássica e metalúrgica global (-0,8% e -1,1%, respectivamente) devido ao menor teor de ferro na alimentação dessa etapa (-1,2%) e ao melhor desempenho da deslamagem convencional. O pellet feed gerado na etapa de desaguamento do sinter feed fino concentrado (overflow desaguamento) da rota proposta apresentou maior recuperação mássica e metalúrgica global (+0,9% e +1,2%, respectivamente) devido à alimentação dessa etapa ser composta por todo o concentrado produzido do sinter feed fino, ao contrário da rota padrão, que foi composto somente pelo concentrado da separação magnética de média e alta intensidade, excluindo-se o concentrado produzido pelas espirais concentradoras. O pellet feed produzido no CMAI barragem da rota proposta apresentou menor recuperação mássica e metalúrgica global (-0,7% e -0,9%, respectivamente) devido ao menor teor de ferro (-3,4%) na alimentação dessa etapa. A recuperação mássica e metalúrgica global de produtos da rota proposta foi superior à rota padrão (+2,4% e +4,1%, respectivamente).pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsabertopt_BR
dc.subjectPeneiramento - mineraçãopt_BR
dc.subjectSeparação magnética de minériopt_BR
dc.subjectFlotaçãopt_BR
dc.subjectBeneficiamento de minériopt_BR
dc.titleAumento da recuperação de produtos da Mina Casa de Pedra.pt_BR
dc.typeDissertacaopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 03/06/2020 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais.pt_BR
dc.contributor.refereePereira, Carlos Albertopt_BR
dc.contributor.refereeSão José, Fábio dept_BR
dc.contributor.refereeNogueira, Francielle Câmarapt_BR
dc.description.abstractenThe ROM that feeds the beneficiation plant of Casa de Pedra mine has a content of 56% iron. ROM is crushed at 50,000 μm, generating lump ore (-50,000+8,000 μm) with 61,5% iron; coarse sinter feed (-8,000+1,400 μm) with 63% iron and fine sinter feed (-1,400+150 μm) with 59% iron. The fines (-150 μm) with 45% iron are sent for desliming and concentration by flotation and high intensity magnetic separation of rougher tailings (CMAI 2) producing pellet feed with 66% iron. The mining plan for the next 10 years (2020 to 2029) forecasts a reduction in iron in the ROM from 56% to 52% due to the low availability of hematitic ores. Due to this fact there will be the reduction iron in the lump ore (-2,5%), coarse sinter feed (-2%) and fine sinter feed (-4%). The lump ore with 59% iron is not economically viable, so it will be crushed at 8,000 μm and incorporated into the sinter feed. The fine sinter feed will be concentrated on concentrating spirals, medium intensity magnetic separation in WDRE drums and high intensity magnetic separation (WHIMS). For the proposed route, fraction classification tests -1,400 μm of ROM were performed by wet screening at 150 μm, currently performed by spiral hydroclassifications and hydrocyclones, fine sinter feed concentration (oversize screening) by medium and high intensity magnetic separation and fine -150 μm (undersize screening) by medium and high intensity magnetic separation and cleaner flotation. The ROM was composed for the period 2020 to 2029. The results showed that the mass and metallurgical recovery of the fine sinter feed of the proposed route was lower than the standard route (-3,8% and -4,5%, respectively) due to the reduction of iron minerals below 150 μm in the fine sinter feed of the proposed route. Iron and silica contents were also better in the fine sinter feed of the proposed route (+0,5% iron and -1,6% silica). The conventional pellet feed of the proposed route presented mass and metallurgical recovery in excess of the standard route (+6,8% and +9,3%, respectively) with better iron and silica contents (+1,5% iron and -1,2% silica) due to increased feeding pressure of desliming (+0,2 kgf/cm2 ), reduction of % of desliming feed solids (-5%) in the primary and secondary stage, increased opening of the apex of secondary desliming (+2 mm), pre-concentration of the final underflow of conventional desliming by medium and high intensity magnetic separation and flotation cleaner. It was also verified the reduction of collector consumption (amine) by 61 g/t (81 g/t standard route to 20 g/t on the proposed route). The pellet feed produced in the ultra-fines CMAI of the proposed route presented lower mass and metallurgical global recovery (-0,8% and -1%, respectively) due to the lower iron content in the feeding of this stage (-1,2%) and the best performance of conventional desliming. The pellet feed generated in the dewatering stage of the concentrated fine sinter feed (overflow dewatering) of the proposed route presented greater mass and metallurgical global recovery (+0,9% and +1,2%, respectively) due to the feed of this step being composed of all concentrate produced from the fine sinter feed, unlike the standard route, which was composed only by the concentrate of medium and high intensity magnetic separation, excluding the concentrate produced by the concentrated spirals. The pellet feed produced in the CMAI dam of the proposed route presented lower mass and global metallurgical recovery (-0,7% and -0,9%, respectively) due to lower iron content (-3,4%) feed this step. The mass and metallurgical global recovery of products of the proposed route was higher than the standard route (+2,4% and +4,1%, respectively).pt_BR
Appears in Collections:PPGEM - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_AumentoRecuperaçãoProdutos.pdf3,11 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons