Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/11772
Title: Evolução geodinâmica dos estágios de rifteamento do grupo Macaúbas no período Toniano, meridiano 43°30'W, região centro-norte de Minas Gerais.
Authors: Souza, Maria Eugênia de
metadata.dc.contributor.advisor: Queiroga, Gláucia Nascimento
Martins, Maximiliano de Souza
Keywords: Bacias - geologia
Geodinâmica
Geocronologia
Issue Date: 2019
metadata.dc.contributor.referee: Martins, Maximiliano de Souza
Alckmim, Fernando Flecha de
Costa, Alice Fernanda de Oliveira
Novo, Tiago Amâncio
Cruz, Simone Cerqueira Pereira
Citation: SOUZA, Maria Eugênia de. Evolução geodinâmica dos estágios de rifteamento do grupo Macaúbas no período Toniano, meridiano 43°30'W, região centro-norte de Minas Gerais. 2019. 189 f. Tese (Doutorado em Evolução Crustal e Recursos Naturais) – Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2019.
Abstract: A Bacia Macaúbas ocupa a margem oriental do Cráton do São Francisco, porção sudeste do Brasil. Correspondendo a uma típica bacia rifte que evoluiu para uma margem passiva e de história policíclica, seu registro (Grupo Macaúbas) engloba o evento tectônico de quebra do Paleocontinente São Francisco – Congo durante o Neoproterozoico, bem como o(s) evento(s) climático(s) de abrangência mundial. Aparentemente, o evento extensional que culminou em sua formação se associa a quebra do supercontinente Rodínia. Este evento compreende dois estágios riftes (um Toniano e outro no Criogeniano) seguidos de um estágio de margem passiva com proto-oceanização (Criogeniano – Ediacarano). Estendendo-se ao longo da direção N-S, ao longo do meridiano 43º30’ no Estado de Minas Gerais, o rifte toniano da Bacia Macaúbas se superpõe, no tempo e no espaço, ao ciclo bacinal Espinhaço de idade mesoproterozoica. De tal forma, esta é uma típica bacia influenciada por herança tectônica de ciclos pretéritos. Um proeminente e significativo sistema de par conjugado de lineamentos morfoestruturais de trends N50W e N45E controlaram a nucleação e desenvolvimento dos depocentros tonianos da bacia Macaúbas, influenciando diretamente na sua arquitetura tectono-estratigráfica. Este sistema de lineamentos aparenta ter idade Paleoproterozoica e ter passado por multi-estágios de reativação ao longo de toda a evolução tectônica do Paleocontinente São Francisco – Congo. No Toniano, este sistema controlou os depósitos essencialmente siliciclásticos do rifte Macaúbas, limitando espacialmente a ocorrência dos depósitos de fan deltas aluviais e depósitos fluviais registrados na Formação Matão-Duas Barras (aqui redefinida). Os novos dados de proveniência sedimentar apresentados nesta tese somados ao estudo de fácies e associação de fácies indicaram que a sedimentação inicial do rifte Macaúbas no Toniano foi fortemente condicionada pelo Bloco Porteirinha. Esta fase iniciou-se em ca. 1.0 Ga e se finalizou pouco antes da colocação do enxame de diques máficos da Suíte Metaígnea Pedro Lessa, que foi aqui datado em ca. 939 Ma. Assim, a fase inicial, essencialmente siliciclástica do rifte Macaúbas é restringida ao intervalo de ca. 1.0 Ga a 939 Ma. Consecultivamente, o rifte Toniano evoluiu e atingiu o seu estiramento máximo em torno de 890 Ma. Esta nova fase é principalmente registrada na sequencia vulcano-sedimentar Planalto de Minas, cujo magmatismo máfico corresponde a basaltos toleíticos, intraplaca, com assinatura geoquímica EMORB, e parâmetros isotópicos que indicam a participação de magma astenosférico em sua gênese (ƐHf > +2,95 e < +6,77; ƐNd > +0,60 e < 0,78), com provável influência térmica de pluma mantélica. Esse episódio magmático tem relevância global, por ser o registro final de magmatismo da LIP Bahia-Gangila relacionada a quebra de Rodínia. Após esta fase, houve um momento de quiescência tectônica, marcando a interrupção do rifte Toniano. Marcado por discordâncias erosivas em sua base e no seu topo, o rifte Toniano pode ser restringido ao intervalo de tempo compreendido entre 1.0 Ga e 867 Ma. Os resultados obtidos neste estudo demonstram que a complexa evolução do Paleocontinente São Francisco-Congo gerou uma densa herança tectônica que refletiu na nucleação e evolução do rifte Macaúbas no Toniano. Sua arquitetura geológica se encontra bem preservada e retrata esta complexa evolução tectônica. De tal forma, o rifte Toniano da bacia Macaúbas representa um excelente laboratório natural para estudos de tectônica, sedimentação e magmatismo em bacias pré-cambrianas.
metadata.dc.description.abstracten: The Macaúbas basin occupies the southern margin of the São Francisco craton, Brazil. This basin has a typical polycyclic evolution from a continental rift to a passive proto-ocean margin. Its type-unit is the Macaúbas Group, which records the Neoproterozoic break-up event of the São Francisco-Congo paleocontinent as well as global climatic events. This Neoproterozoic break-up event is linked to the Rodinia supercontinent break-up and involves two stages of rifting (Tonian-and Cryogenian-rifiting) followed by a stage of passive margin. The Tonian rifting extends along the 43°30'W parallel with the N-S trend in Minas Gerais state. In this region, the Tonian rift overlaps the Mesoproterozoic Espinhaço basin in space and time, configuring a basin affected by previous tectonic cycle with inherited structures. A significant conjugate pair of morphostructural lineaments (N50W and N45E) controlled the nucleation and the evolution of Tonian rift depocenters, resulting in a restrained stratigraphic-architecture, where the fan deltas and fluvial deposits of the entirely siliciclastic sedimentation (Matão-Duas Barras Formation) are bounded by these structures. This conjugate pair seems have Paleoproterozoic age, and has been polireactivated throughout the paleocontinent history stages of São Francisco-Congo. New data of sedimentary provenance, facies analysis and facies association indicates that the Porteirinha Block - in the Northern Espinhaço Range region - controlled the initial sedimentation of Macaúbas Tonian rifting. This first Tonian phase was here constrained ranging from 1.0 Ga to 933 Ma. This phase was succeded by a second Tonian rifting phase, which records the maximum streching of the rift around 890 Ma. The record of this new phase is given by the Planalto de Minas volcano-sedimentary sequence, which the mafic magmatism includes whitin-plate tholeitic basalts with E-MORB signature and isotopic parameters indicating the involvement of an asthenopheric magma in its genesis (Hf > + 2,95 e < + 6,77 ; ibnd > + 0,60 e < + 0,78). This magmatism probably had a mantle plume thermical influences and is the record of the late pulses of magmatism of the Bahia-Gangila LIP that is associated with Rodinia break-up. A tectonic quiescence occurred after this Tonian rifting, ending this break-up attempt. With regional unconformities at its base and its top, the Tonian rift can be contrained between ca. 1.0 Ga and ca. 867 Ma. The results obtained in this thesis shows the complex evolution of the São Francisco - Congo Paleocontinent during the Tonian. However, the Tonian record of its break-up attempt is very well documented, and the Tonian rift of Macaúbas basin comprise an exceptional natural laboratory for unified studies of tectonics, sedimentation and magmatism in Precambrian basins.
Description: Programa de Pós-Graduação em Evolução Crustal e Recursos Naturais. Departamento de Geologia, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/11772
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 07/10/2019 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Appears in Collections:PPGECRN - Doutorado (Teses)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_EvoluçãoGeodinâmicaEstágios.pdf16,06 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons