Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/11757
Title: Potencial do feijão (Phaseolus vulgaris) na redução de lipídios séricos e de danos oxidativos hepáticos em ratos alimentados com dieta hiperlipídica.
Authors: Oliveira, Josilene Lopes de
metadata.dc.contributor.advisor: Pedrosa, Maria Lúcia
Keywords: Feijão
Obesidade
Estresse oxidativo
Issue Date: 2018
metadata.dc.contributor.referee: Pedrosa, Maria Lúcia
Ribeiro, Silvana Mara Luz Turbino
Santos, Eleonice Moreira
Citation: OLVEIRA, Josilene Lopes de. Potencial do feijão (Phaseolus vulgaris) na redução de lipídios séricos e de danos oxidativos hepáticos em ratos alimentados com dieta hiperlipídica. 2018. 66 f. Dissertação (Mestrado em Saúde e Nutrição) - Escola de Nutrição, Universidade Federal de Ouro Preto, Escola de Nutrição, Ouro Preto, 2018.
Abstract: A obesidade é uma comorbidade que pode desencadear o surgimento de várias doenças metabólicas, como resistência à insulina, diabetes tipo 2, dislipidemia, esteatose hepática, hipertensão e doenças cardiovasculares. O feijão comum (Phaseolus vulgaris) é uma leguminosa amplamente consumida no mundo todo, seus grãos são importante fonte de proteínas, carboidratos, vitaminas e minerais. Eles possuem também, compostos fenólicos que são antioxidantes que podem evitar o início ou a propagação das reações de oxidação em cadeia, além disso, têm demonstrado atividade anti-inflamatória, alguns polifenóis atuam, também, na redução de lipídios hepáticos e séricos e podem minimizar a oxidação da LDL. Adicionalmente, os feijões contêm fibras, amido resistente, ácido fítico, e outros compostos considerados bioativos. O objetivo deste trabalho foi avaliar, em ratos, se a farinha de feijão (Phaseolus vulgaris) corrige as alterações de metabólitos séricos e de danos oxidativos hepáticos desencadeados por dieta hiperlipídica. Foram realizadas análises in vitro para verificar a capacidade antioxidante e quantificação de polifenóis e flavonoides de quatro tipos de feijões. Posteriormente foi realizado o experimento animal, com quatro grupos: C (Controle), CF (Controle com 10% de feijão), H (Hiperlipídico), HF (Hiperlipídico com 10% de feijão) e análises bioquímicas, de enzimas antioxidantes e de danos celulares. Os resultados in vitro mostraram que o feijão é uma importante fonte de polifenóis e capacidade antioxidante. Os resultados do estudo in vivo mostraram que a adição da farinha de feijão vermelho à dieta hiperlipídica reduz a massa de tecidos adiposos, os níveis de colesterol, glicose e triacilgliceróis e indicou um efeito antioxidante. Em conjunto nossos resultados confirmam efeitos benéficos dessa leguminosa, fortalecem a ideia que seu consumo deve ser estimulado e abre perspectivas para estudos posteriores.
metadata.dc.description.abstracten: Obesity is a comorbidity that can trigger the onset of many metabolic diseases, such as insulin resistance, type 2 diabetes, dyslipidemia, hepatic steatosis, hypertension and cardiovascular diseases. The Common bean (Phaseolus vulgaris) is a widely consumed legume in the world, it is an important source of protein, carbohydrates, vitamins and minerals. Phaseolus vulgaris bean also have phenolic compounds that are antioxidants, which might be the first or the propagation of chain oxidation reactions; in addition, they have anti-inflammatory activity. Some polyphenols also act to reduce hepatic and serum lipids, and are responsible of preventing an oxidation of LDL. Moreover, fibers, resistant starch, phytic acid and other compounds considered bioactive are found. The objective of this study was to evaluate, in rats, the action of bean’s flour corrected as metabolic alterations and of hepatic oxidation triggered by a hyper lipid diet. Our experiment were analyzed in vitro to verify the antioxidant capacity and quantification of polyphenols and flavonoids of four types of beans. The experiment was carried out with four groups: C (Control), CF (Control with 10% of beans), H (High fat), HF (High fat with 10% of beans). Biochemical analyzes of antioxidant enzymes and cell damage were performed. The in vitro results of the bean are an important source of polyphenols and antioxidant capacity. The results of the experiment in vivo study showed that the addition of the red bean`s flour in the high fat diet decreased the mass of adipose tissues, cholesterol, glucose and triglyceride levels, and it had an antioxidant effect. Our results confirm the beneficial effects of this legume, and strengthen the idea that its consumption should be stimulated and open perspectives for further studies.
Description: Programa de Pós-Graduação em Saúde e Nutrição. Escola de Nutrição, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/11757
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 04/09/2018 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Appears in Collections:PPGSN - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_PotencialFeijãoRedução.pdf899,03 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons