Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/11685
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorGonçalves, Cristiane Paula de Castropt_BR
dc.contributor.advisorSeixas, Luís Antônio Rosapt_BR
dc.contributor.authorVieira, Reginaldo Resende-
dc.date.accessioned2019-07-31T15:12:25Z-
dc.date.available2019-07-31T15:12:25Z-
dc.date.issued2019-
dc.identifier.citationVIEIRA, Reginaldo Resende. Análise petrográfica, microestrutural e de química mineral em rochas da suíte Alto Maranhão – Cinturão Mineiro. 2019. 169 f. Dissertação (Mestrado em Evolução Crustal e Recursos Naturais) – Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/11685-
dc.descriptionPrograma de Pós-Graduação em Evolução Crustal e Recursos Naturais. Departamento de Geologia, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.description.abstractEste estudo é focado nos aspectos petrográficos, microestruturais e de química mineral das rochas presentes a suíte Alto Maranhão, cinturão de granitoides paleoproterozoico – 2130 Ga. Foram estudados enclaves microdioríticos com variáveis graus de alongamento e suas rochas hospedeiras compostas por tonalitos e quartzo-dioritos, em contexto típico de mescla magmática. A primeira etapa desse trabalho foi composta por estudos de campo, necessários para o reconhecimento e definição dos afloramentos, descrição das estruturas e seleção das estações de amostragem. Nesse sentido, diversas estruturas associadas ao contexto da mescla magmática, com nítida preservação dos aspectos ígneos foram observadas, juntamente com grau variável de orientação mineral. Foram destacados os aspectos microestruturais apresentados pelo quartzo e plagioclásio. De maneira geral, os aspectos microestruturais revelam o domínio de feições ígneas a transicionais, caracterizadas pelo alinhamento de plagioclásios, associado com suas formas euédricas à subédricas, granulação grossa e relativa ausência de feições relacionadas à deformação de estado solidus. O quartzo, embora em menor quantidade, revela menor resistência à deformação, quando comparado ao plagioclásio. A análise de forma foi realizada por meio do contorno dos grãos de quartzo e plagioclásio em fotomicrografias ópticas, dispostas em mosaico. Posteriormente foram processadas pelo software SPO. Dados como distribuição da granulação, razões axiais, forma característica dos agregados foram obtidos. Em seguida, com vistas a se determinar o grau de orientação dos cristais de plagioclásio nas amostras de cada estação de estudo, foram plotados estereogramas com a orientação média estatística dos eixos maiores dos plagioclásios X(L). A orientação dos grãos de quartzo em relação à orientação definida pelo plagioclásio também foi estabelecida. Algumas fases específicas foram ainda analisadas por microssonda: plagioclásio, biotita, anfibólio e titanita. O plagioclásio presente no enclave e nas rochas hospedeiras, apresenta, de forma geral, zoneamento químico normal. Foram analisados dois tipos de biotita, a que ocorre como núcleos dentro do anfibólio e a variedade que ocorre isoladamente. Ambas foram classificadas como reequilibradas. O tipo de anfibólio presente nas amostras com menos aspectos de deformação se trata da hornblenda. Já nas amostras com maiores feições de deformação, o anfibólio presente se trata da actinolita. A análise da titanita revelou maior concordância com aquelas de origem ígnea, em relação aos estudos presentes na literatura. Levando-se em conta o contexto regional, sobretudo pela concordância entre os lineamentos Congonhas- Itaverava e Jeceaba-Bom Sucesso em relação aos alinhamentos verificados nos plagioclásios – X(L), em conjunto com os demais estudos, estabeleceu-se, conforme os modelos vigentes na literatura, a provável origem sintectônica da suíte Alto Maranhão, em relação a movimentações direcionais ocorridas em ambos os lineamentos, no decorrer das etapas do evento Transamazônico.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsabertopt_BR
dc.subjectPetrologiapt_BR
dc.subjectQuímica mineralpt_BR
dc.subjectMicroestruturaspt_BR
dc.subjectRochas ígneaspt_BR
dc.titleAnálise petrográfica, microestrutural e de química mineral em rochas da suíte Alto Maranhão – Cinturão Mineiro.pt_BR
dc.typeDissertacaopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 29/07/2019 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereeGonçalves, Cristiane Paula de Castropt_BR
dc.contributor.refereeEndo, Issamupt_BR
dc.contributor.refereeViegas, Luis Gustavo Ferreirapt_BR
dc.description.abstractenThis study is focused on the petrographic, microstructural and mineral aspects of rocks present in the Alto Maranhão suite, paleoproterozoic granitoid belt - 2130 Ga. Microdioritic enclaves with variable elongation degree and their hosting rocks composed by tonalites and quartz-diorites in a typical magma mixing situation were studied. The first stage of this work was composed by field studies, necessary for the recognition and definition of the outcrops, structures descriptions and sampling stations selection. In this sense, several structures associated with magma mixing, with clear preservation of the igneous aspects and variable mineral orientation degrees, were observed. The microstructural aspects were emphasized in the quartz and plagioclase. In general, the microstructural aspects shows domain of igneous to transitional features, characterized by the alignment of plagioclases, associated with its euhedral forms to the subhedral ones, thick granulation and relative absence of features related to the deformation of solidus state. The quartz, although in smaller quantity, shows less deformation resistance, if compared to plagioclase. The shape analysis orientation was carried out by the contour of the quartz and plagioclase grains in optical photomicrographs, arranged in mosaic. Later they were processed by SPO software. Data such as granulation distribution, axial ratios, characteristic shape of the aggregates were obtained. Then, in order to determine the plagioclase orientation degree’s in each study station, stereograms were plotted with the statistical mean of major axes orientation X(L). Also, the quartz grains orientation according to X(L) was established. Some specific phases were also analyzed by microprobe: plagioclase, biotite, amphibole and titanite. The plagioclase present in enclave and also in host rocks, shows, in general, normal chemical zoning. Two types of biotite were analysed: which occur within the amphibole and another one that occour as isolated crystals. Both were classified as reequilibrated. The amphibole present in the samples with less aspects of deformation, is hornblende. In another way, the samples with greater features of deformation, the amphibole is actinolite. The titanite analysis is in agreement with those of igneous origin, in according to previous studies. Taking into account the regional context, according to current models of tectonic evolution, with evidences of directional movements along both lineaments and also considering the concordance between the Congonhas-Itaverava and Jeceaba-Bom Sucesso lineaments in relation to alignments verified in the plagioclases - X(L), microstructural and chemical analysis, the probable syntectonic origin of the Alto Maranhão suite, during stages of the Transamazonic event was established.pt_BR
Appears in Collections:PPGECRN - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_AnálisePetrográficaMicroestrutural.pdf20,8 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons