Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/11496
Title: Social boundaries and social-political categories in Early Imperial Roman History.
Other Titles: Fronteiras sociais e categorias sociopolíticas na História do Principado Romano.
Authors: Faversani, Fábio
Keywords: Roman Empire
Historiography
Ancient History
Tacitus
Seneca
Issue Date: 2018
Citation: FAVERSANI, F. Social boundaries and social-political categories in Early Imperial Roman History. Romanitas – Revista de Estudos Grecolatinos, n. 11, p. 154-167, 2018. Disponível em: <http://periodicos.ufes.br/romanitas/article/view/21822>. Acesso em: 21 mar. 2019.
Abstract: This article discusses different historiographical approaches that dominated the studies on early imperial Roman history during the 20th and the beginning of the 21st century. In order to do this, it focuses on two historiographic controversies: in the first place, the modernist-primitivist debate concerning economic history; in the second place, the debate about the constitutionalist approach to Roman politics, and the criticism it attracted. We conclude that historians have paid great attention to the elements that characterize the different spheres of social life, and to the reasons why scholars ought to favour one of them - especially whether to consider more structural or more dynamic aspects of social life. Our article considers the challenges in surveying the elements that integrate and separate these different spheres, i.e. the frontiers, suggesting possible approaches to overcome these limits, mainly by paying attention to their boundaries and connections.
metadata.dc.description.abstracten: O artigo discute as diversas abordagens historiográficas que predominaram nos estudos da história do Principado Romano durante o século 20 e início do século 21. Para isso, analisamos, em particular, dois importantes debates. O primeiro deles diz respeito à história econômica. Trata-se do debate modernista-primitivista. O segundo está ligado à história política e nos leva à abordagem constitucionalista e às críticas feitas a essa perspectiva. Concluímos que os historiadores têm dado bastante atenção ao que caracteriza cada uma das diferentes esferas da vida social e os motivos que temos para dar mais importância a cada uma delas, especialmente considerando aspectos da vida social que sejam mais estruturais ou mais dinâmicos. Indicamos a importância de levantar o que une essas esferas da vida social, e o que integra e separa essas esferas, em uma palavra: para as fronteiras. Por fim, o artigo apresenta alguns caminhos para realizar essa tarefa, particularmente propondo que se dê atenção ao que separa e liga esses campos da vida social.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/11496
ISSN: 2318-9304
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pela Romanitas - Revista de Estudos Grecolatinos em 07/05/2015 para depositar uma cópia eletrônica dos artigos publicados por esse periódico em que ao menos um dos autores é aluno ou professor da UFOP. Fonte: formulário preenchido pelo editor.
Appears in Collections:DEHIS - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_SocialBoudariesSocial.pdf202,06 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.