Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/11287
Title: População LGBTI, repúblicas e a institucionalização do preconceito na cidade de Ouro Preto : a violência como prática para aqueles tidos como “outros”.
Other Titles: LGBTI population, republics and the institutionalization of preconception in the city of Gold Black : violence as a practice for those considered as "others".
Authors: Bomfim, Rainer
Silva, Jéssica de Paula Bueno da
Bahia, Alexandre Gustavo Melo Franco de Moraes
Keywords: LGBTIfobia
Universidade Federal de Ouro Preto
Autoridades
Tradição Republicana
LGBTIphobia
Issue Date: 2018
Citation: BOMFIM, R.; SILVA, J. de P. B. da; BAHIA, A. G. M. F. de M. População LGBTI, repúblicas e a institucionalização do preconceito na cidade de Ouro Preto : a violência como prática para aqueles tidos como “outros”. Revista de Direito da Faculdade Guanambi, v. 5, n. 2, p. 156-179, mar. 2019. Disponível em: <http://177.38.182.246/revistas/index.php/Revistadedireito/article/view/227>. Acesso em: 13 fev. 2019.
Abstract: O trabalho versa sobre as questões de LGBTIfobia e consequente falta de igualdade social e jurídica dessa população. Sua relevância se deve à condição de desrespeito sob a qual a minoria sobrevive, sendo marginalizada pela sociedade e tendo suas mortes frequentemente naturalizadas. A pretensão é analisar como o cenário se molda para manter tal população em situação de invisibilidade. Para tanto, faz-se um recorte para analisar a institucionalização do preconceito em universidades federais, neste caso a Universidade Federal de Ouro Preto. Apresenta-se a entrada do calouro e requisitos de aceitação para integrar as repúblicas federais de Ouro Preto; passa-se então a análise da institucionalização da LGBTIfobia e suas consequências paras as pessoas e, por fim, apresenta-se como e porque a invisibilização da diferença é tão efetiva. Trata-se de pesquisa sob o método jurídico-descritivo tendo como referência a concepção de igualdade como diversidade de Alexandre Bahia.
metadata.dc.description.abstracten: The paper deals with the issues of LGBTIphobia and consequent lack of social and legal equality of this population. Its relevance is due to the condition of disrespect under which the minority survives, being marginalized by society and having their deaths often naturalized. The pretension is to analyze how the scenario is shaped to keep such a population invisible. Therefore, a cut is made to analyze the institutionalization of prejudice in federal universities, in this case the Federal University of Ouro Preto. It presents the entry of the freshman and acceptance requirements to integrate the federal republics of Ouro Preto; then the analysis of the institutionalization of LGBTIphobia and its consequences for the people, and finally, how and why the invisibilization of difference is so effective. It is a research under the legaldescriptive method having as reference the concept of equality as diversity of Alexandre Bahia.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/11287
metadata.dc.identifier.doi: https://doi.org/10.29293/rdfg.v5i02.227
ISSN: 2447-6536
metadata.dc.rights.license: Os trabalhos publicados na Revista de Direito da Faculdade Guanambi (RDFG) estão sob Licença Creative Commons Attribution que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais. Fonte: Revista de Direito da Faculdade Guanambi (RDFG) <http://revistas.faculdadeguanambi.edu.br/index.php/Revistadedireito/about/submissions#copyrightNotice>. Acesso em: 08 jun. 2018.
Appears in Collections:DEDIR - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_PopulaçãoLGBTIRepúblicas.pdf739,83 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.