Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10999
Title: Relação entre terapia de reposição hormonal no climatério e o desenvolvimento de neoplasias.
Other Titles: Correlation between hormonal replacement therapy in the menopause and the development of neoplasms.
Authors: Souza, Natália Rúbia Rodrigues
Viana, Maria Elisa Latini
Miranda, Maria Lucia Cella
Guimarães, Bernardo Carneiro de Sousa
Miranda, Mariangela Latini de
Souza, José Helvécio Kalil de
Keywords: Neoplasias da mama
Saúde da mulher
Menopausa
Issue Date: 2019
Citation: SOUZA, N. R. R. et al. Relação entre terapia de reposição hormonal no climatério e o desenvolvimento de neoplasias. Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research, v. 25, n. 2, p. 135-143, fev. 2019. Disponível em: <https://www.mastereditora.com.br/periodico/20190103_213618.pdf>. Acesso em: 25 fev. 2019.
Abstract: O climatério, período de transição entre o ciclo reprodutivo (menácme) e o não reprodutivo (senilidade ou senectude), pode ser caracterizado como um período em que há diminuição da produção de estrogênio pela mulher entre a quarta e a sexta décadas de vida, o que pode levar a endocrinopatias. A terapia de reposição de hormonal (TRH) visa repor os níveis de estrogênio e, esse artigo tem como objetivo abordar riscos e benefícios do uso dessa terapêutica. Sabe-se que a TRH se relaciona à ocorrência sintomas vasomotores, irritabilidade, insônia, alterações de memória, labilidade emocional, irregularidade menstrual, dispaurenia, eventos cardiovasculares, demência, incontinência urinária e ao surgimento de neoplasias de mama e endométrio, foco principal desse trabalho. De acordo com WHI 2002 (Women’s Health Initiative study), 15 milhões de mulheres americanas já faziam uso de TRH. De acordo com os estudos KEEPS e ELITE, o TRH deve ser iniciado na perimenopausa (50 – 59anos) ou até 6-10 anos da menopausa. Adota-se como dose de reposição eficaz a menor dose efetiva (individualmente calculada). A reposição de Estrógeno e Progestágenos apresentou maior risco de CA de mama em relação à reposição de Estrógeno Isolado. Porém o uso de progestágenos, mostrou- se maiores benefícios em mulheres com antecedente de endometriose ou CA de endométrio. A decisão da TRH deve respeitar a história fisiológica e familiar de cada mulher.
metadata.dc.description.abstracten: Climacteric, a period of transition between the reproductive cycle (menacme) and the non-reproductive cycle (senility or senectude), can be characterized as a period in which there is a decrease in estrogen production by the woman between the fourth and sixth decades of life, which can lead to endocrinopathies. Hormone replacement therapy (HRT) aims to restore estrogen levels, and this article aims to address the risks and benefits of using this therapy. It is known that HRT is related to the occurrence of vasomotor symptoms, irritability, insomnia, memory alterations, emotional lability, menstrual irregularity, dyspaurenia, cardiovascular events, dementia, urinary incontinence and the onset of breast and endometrial neoplasms, the main focus of this work . According to the Women's Health Initiative (WHI) 2002, 15 million American women were already using HRT. According to the KEEPS and ELITE studies, HRT should be started on the perimenopause (50 - 59 years) or up to 6-10 years of menopause. The lowest effective dose (individually calculated) is used as the effective replacement dose. Replacement of estrogen and progestogens presented a higher risk of CA of the breast in relation to the replacement of isolated estrogen. However, the use of progestogens has been shown to be of greater benefit in women with a history of endometriosis or endometrial CA. The HRT decision must respect the physiological and family history of each woman.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10999
ISSN: 23174404
metadata.dc.rights.license: O periódico Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research permite que o Repositório Institucional da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) deposite uma cópia eletrônica dos artigos publicados por esse periódico em que ao menos um dos autores faça parte da comunidade cientifica da UFOP. Fonte: Licença concedida mediante preenchimento de formulário no dia 16 de out. de 2014.
Appears in Collections:DECGP - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_RelaçãoTerapiaReposição.pdf104,96 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.