Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10807
Title: Vazio ávido : negatividade e autorreflexividade em Dias Felizes, de Samuel Beckett.
Authors: Ferreira, Gleydson André da Silva
metadata.dc.contributor.advisor: Maciel, Emílio Carlos Roscoe
Keywords: Drama
Gêneros literários
Samuel Beckett
Issue Date: 2017
metadata.dc.contributor.referee: Galery, Maria Clara Versiani
Maciel, Emílio Carlos Roscoe
Ávila, Myriam Corrêa de Araújo
Citation: FERREIRA, Gleydson André da Silva. Vazio ávido : negatividade e autorreflexividade em Dias Felizes, de Samuel Beckett. 2017. 85 f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2018.
Abstract: A presente pesquisa trata da influência do romance sobre o drama Dias felizes de Samuel Beckett. Para tanto, adota uma perspectiva dialética, que debate o contágio dos gêneros na modernidade, com a prevalência do romance. O romance é tomado, pois, como dominante, assimilado por Dias felizes. Mais especificamente, elenca-se a voz narrativa da protagonista como manifestação épica em cena. Destaca-se, assim, como a paralisia cênica decorre de ações que partem e ocorrem em uma subjetividade isolada; posta em destaque em relação às outras personagens. Características que, em linhas gerais, pertencem ao drama moderno. Todavia, para a análise de seu objeto, este estudo propôs uma maior aproximação com a teoria do romance. Objetivou-se, por conseguinte, analisar fenômenos cênicos, estranhos à tragédia clássica, como manifestações romanescas, advindos sobretudo da cisão entre sujeito e objeto. Por essa via, Dias felizes foi examinado por meio dos deslocamentos subjetivos de sua protagonista, bem como pelo rearranjo de suas memórias.
metadata.dc.description.abstracten: This research addresses the influence of the romance on the drama Happy Days by Samuel Beckett. Thus, it adopts a dialectic perspective, which debates the contagion of genres in the modernity, with predominance of romance. Therefore, the romance is understood as predominant, assimilated by Happy Days. More specifically, the narrative voice of the main character is listed as an epic manifestation in scene. It is highlighted as the theatrical paralyses resulted of actions that are delivered and occur in an insular subjectivity; displayed in emphasis in relation to the other characters. These are characteristics which, commonly, belong to the modern drama. However, to the analyses of the target, this study claims a broader approximation with the romance theory. Consequently, it is also aimed to analyze theatrical phenomena, odd to the classic tragedy, such as Romanesque manifestations, mainly originated by the rupture of the subject and the object. In this way, Happy Days was examined by means of the subjective displacements of its main character, as well as the reorganization of her memories.
Description: Programa de Pós-Graduação em Letras. Departamento de Letras, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10807
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 18/03/2019 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite a adaptação.
Appears in Collections:PPL - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_VazioÁvidoNegatividade.pdf847,08 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons