Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10799
Title: Avaliação da atividade antitumoral in vitro de soluções micelares contendo alil isotiocianato.
Authors: Almeida, Tamires Cunha
metadata.dc.contributor.advisor: Silva, Glenda Nicioli da
Barichello, José Mario
Keywords: Alil isotiocianato
Micelas poliméricas
Issue Date: 2016
metadata.dc.contributor.referee: Costa, Daniela Caldeira
Silva, Gisele Rodrigues
Citation: ALMEIDA, Tamires Cunha. Avaliação da atividade antitumoral in vitro de soluções micelares contendo alil isotiocianato. 2016. 76 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) – Escola de Farmácia, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2018.
Abstract: O alil isotiocianato (AITC), composto majoritário da semente de mostarda, vem sendo bastante estudado quanto a sua atividade antineoplásica. Neste trabalho foram desenvolvidas soluções micelares de Pluronic® F127 (F127) contendo AITC e o potencial antitumoral destas formulações foi avaliado in vitro em linhagens celulares de carcinoma de bexiga com diferentes status do gene TP53 (RT4 – TP53 selvagem e T24 – TP53 mutado). As formulações foram preparadas pelo método de dispersão a frio (DF) e pelo método de reidratação de filme polimérico (RFP). A quantidade de AITC incorporada as formulações foi determinada por cromatografia líquida de alta eficácia acoplada a detector UV. Os resultados demonstraram que pelo método DF, aproximadamente 96,5% do AITC adicionado durante a preparação foi incorporado na formulação final. Entretanto, pelo método RFP ocorreu perda de mais de 75% da quantidade de AITC adicionada, mostrando que a preparação de micelas por esse método não foi viável. A avaliação da citotoxicidade e da proliferação celular foi realizada 24 e 48 horas após tratar as células das duas linhagens de tumor de bexiga por 3 horas com as formulações de AITC produzida pelo método DF. Células tratadas com AITC solubilizado em Tween (AITC livre) e células tratadas com os excipientes da formulação foram usadas como controles. Após 24 horas do tratamento, as formulações contendo AITC nas concentrações 0,0925; 0,125; 0,25 e 0,5μM causaram citotoxicidade na linhagem RT4; entretanto, na linhagem T24, somente a concentração mais alta (0,5 μM) promoveu diminuição no número de células. Nenhuma citotoxicidade foi observada para o AITC livre. Após 48 horas, todas as concentrações das formulações contendo AITC levaram a reduções significativas da viabilidade celular em ambas as linhagens celulares. Além disso, as formulações foram mais citotóxicas para as células RT4 do que para as células T24, contribuindo com a hipótese de que células carregando o gene TP53 mutado são mais resistentes a quimioterápicos. Posteriormente realizou-se o ensaio de sobrevivência clonogênica. Tanto as soluções micelares contendo AITC quanto o AITC livre foi capaz de reduzir o número de colônias formadas. Assim, podemos afirmar que soluções micelares aceleram a ação de AITC nas células tumorais avaliadas. Desta forma, as formulações desenvolvidas podem ser uma abordagem interessante para a futura administração oral dessa substância no tratamento do tumor de bexiga.
metadata.dc.description.abstracten: The allyl isothiocyanate (AITC), major compound of mustard seed, has been widely studied for its antineoplastic activity. This study aimed to develop micellar solutions of Pluronic® F127 (F127) containing AITC and the cytotoxic potential of those formulations were evaluated in vitro in two bladder transitional carcinoma cell lines with different TP53 gene status (RT4, with wild-type TP53; and T24, mutated TP53). The formulations were prepared by the cold dispersion method (DF) and the polymeric film rehydration method (RFP). The amount of AITC incorporated in the formulations was determined by high performance liquid chromatography coupled to a UV detector. The results showed that nearly 96.5% of the AITC initially added was found in the final formulation prepared by the DF method. However, when the formulation was prepared by the RFP method, more than 75% of the initial amount of AITC was lost, limiting the preparation of AITC micelles by this method. The cytotoxicity and cell proliferation assessment was done 24 and 48 hours after treating both bladder carcinoma cell lines (T24 and RT4) for 3 hours with the formulations produced by the DF method. Cells treated with AITC solubilized in Tween (free AITC) and with the formulation excipients were used as controls. After 24 hours of treatment, formulations containing the AITC concentrations of 0.0925; 0.125; 0.25 and 0.5μM showed cytotoxicity to RT4 cell line, while in the T24 cell line, only the highest concentration (0.5 μM) reduced the number of cells. No cytotoxicity was observed for free AITC. After 48 hours, all concentrations of the AITC formulations induced significant reductions in cell viability in both cells line. These results indicate that micellar solutions containing AITC potentiated the cytotoxic effects of this drug. Furthermore, the formulations were more cytotoxic for RT4 cells than for T24 cells contributing to the hypothesis that cells carrying the mutated TP53 are more resistant to chemotherapy, because of the role that this gene plays in the control of apoptosis. Subsequently we carried out the clonogenic survival assay. Both micellar solutions containing AITC and free AITC were able to reduce the number of colonies formed. We can say that micellar solutions accelerate the AITC action in the tumor cells evaluated. Thus, the formulations developed can become an interesting approach for further studies and future administration of this substance in the treatment of bladder tumor.
Description: Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas. CIPHARMA, Escola de Farmácia, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10799
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 13/03/2019 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Appears in Collections:CIPHARMA - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_AvaliaçãoAtividadeAntitumoral.pdf1,2 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons