Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10747
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorCabral, Lorena Soares Laia-
dc.contributor.authorRodrigues, Erica Castilho-
dc.contributor.authorFonseca, Alberto de Freitas Castro-
dc.date.accessioned2019-02-22T14:20:36Z-
dc.date.available2019-02-22T14:20:36Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.citationCABRAL, L. S. L.; RODRIGUES, E. C.; FONSECA, A. de F. C. Privatizar ou não privatizar? Uma análise longitudinal dos serviços de abastecimento de água no Brasil. Engenharia Sanitária e Ambiental, v. 23, p. 811-822, 2018. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1413-41522018000400811&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 11 fev. 2019.pt_BR
dc.identifier.issn18094457-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10747-
dc.description.abstractA privatização é frequentemente mencionada como uma potencial solução para os problemas dos serviços de abastecimento de água. Todavia, são raros os estudos sobre os reais impactos da privatização, sobretudo no Brasil. O objetivo deste trabalho foi comparar o desempenho dos prestadores públicos e privados no Brasil entre 2003 e 2013. A metodologia baseou-se na análise dos indicadores do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento, por meio de análises fatoriais e testes não paramétricos. Também testou-se a aplicação de modelos de regressão linear, embora sem sucesso. A análise visual dos boxplots sugeriram diferenças no desempenho entre prestadores público e privado em anos específicos. Essa situação foi confirmada por meio dos testes não paramétricos. Todavia, os serviços privatizados já tinham o melhor desempenho desde o início do período de análise, o que corrobora o argumento de que a privatização tende a ocorrer em municípios que já apresentam condições favoráveis de abastecimento de água. Estudos futuros são, finalmente, sugeridos.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsabertopt_BR
dc.subjectPrivatizaçãopt_BR
dc.subjectSistema Nacional de Informações sobre Saneamento Ambientalpt_BR
dc.subjectIndicadorespt_BR
dc.subjectEnvironmental Sanitation Information Systempt_BR
dc.subjectIndicatorspt_BR
dc.titlePrivatizar ou não privatizar? Uma análise longitudinal dos serviços de abastecimento de água no Brasil.pt_BR
dc.title.alternativeTo privatize or not to privatize? A longitudinal analysis of the Brazilian water supply services.pt_BR
dc.typeArtigo publicado em periodicopt_BR
dc.rights.licenseTodo o conteúdo do periódico Engenharia Sanitária e Ambiental, exceto onde identificado, está licenciado sob uma licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho em qualquer suporte ou formato desde que sejam citados o autor e o licenciante. Fonte: Engenharia Sanitária e Ambiental <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_serial&pid=1413-4152&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 08 nov. 2016.pt_BR
dc.description.abstractenPrivatization is often mentioned as a potential solution to water supply problems. However, few studies have addressed the real impacts of privatization, particularly in Brazil. The objective of this study was to compare the performance of public and private water supply services in Brazil between 2003 and 2013. The methodology was based on the analysis of the indicators of the Brazilian National Information System on Sanitation, through factor analyses and nonparametric tests. The study also conducted linear regression models, without success. The visual analysis of the boxplots suggested significant differences in the overall performance of public and private groups in specific years. This situation was confirmed in nonparametric tests. However, privatized services had the best performance since the beginning of the analysis period, a fact that corroborates the argument that privatization tends to occur in municipalities with more favorable water supply services. Future studies are, finally, suggested.pt_BR
Appears in Collections:DEAMB - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_PrivatizarAnáliseLongitudinal.pdf1,22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.