Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/1070
Title: Transformações mineralógicas e cristaloquímicas decorrentes dos ensaios termais em argilas cauliníticas ferruginosas.
Other Titles: Mineralogical and crystalochemical transformations originated from thermal essays on ferruginous kaolinitic clays.
Authors: Ferreira, Mônica Martiniano
Varajão, Angélica Fortes Drummond Chicarino
Carrera, Ana Mercedes Morales
Sánchez, Miguel Genaro Peralta
Costa, Geraldo Magela da
Keywords: Espectroscopia Mössbauer
Caulim ferruginoso
Mulita
Mössbauer spectroscopy
Ferruginous kaolin
Issue Date: 2012
Citation: FERREIRA, M. M. et al. Transformações mineralógicas e cristaloquímicas decorrentes dos ensaios termais em argilas cauliníticas ferruginosas. Cerâmica, v. 58, n. 345, p. 105-110, jan./mar. 2012. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ce/v58n345/17.pdf>. Acesso em: 11 jul. 2012.
Abstract: Transformações mineralógicas e cristaloquímicas foram investigadas em amostras de argilas cauliníticas ferruginosas aquecidas a temperaturas de 800, 1000 e 1200 °C. As análises de difração de raios X e térmica diferencial e gravimétrica mostraram ser a caulinita o argilomineral predominante nas amostras naturais. Os resultados da espectroscopia Mössbauer mostraram que o alto conteúdo em Fe (22,5% em peso), determinado por fluorescência de raios X, é relacionado à presença de goethita (18% em peso) e hematita (16% em peso). Entretanto um resíduo deste elemento (Fe3+ e Fe2+) foi constatado após a extração do ferro usando solução de ditionito-citrato-bicarbonato, e possivelmente se deve à presença de ferro na estrutura da caulinita. O processo de sinterização mostra uma desestruturação da caulinita, assim como a transformação da goethita em hematita, cujo tamanho dos cristais cresce com o incremento da temperatura. O tamanho do cristal de hematita a 1200 °C é 5 vezes maior do que na amostra natural. A mulita formada a 1000 °C é constituída da solução sólida de Fe2O3, com Al2O3, o que resulta em produto resistente e de maior estabilidade térmica.
metadata.dc.description.abstracten: Mineralogical and crystallochemical transformations of representative ferruginous kaolinitic clay samples were investigated in specimens burned at 800, 1000 and 1200 °C. X-ray diffraction and differential thermal and thermogravimetric analyses showed that kaolinite was the predominant mineral in the raw samples. The Mössbauer spectroscopy results showed that the high iron content (22.5 wt.%), as determined by X-ray fluorescence, is related to the presence of goethite (18 wt.%) and hematite (16 wt.%). However, after Fe was extracted using a dithionite-citrate system buffered with sodium bicarbonate, a residue of this element (Fe3+ and Fe2+) was found in the structure of the kaolinite. The sintering process showed the destruction of kaolinite, as well as the transformation of the goethite into hematite, the crystals growing as the temperature increases. The hematite crystal size at 1200 °C is five times larger than in the raw sample. The mullite formation at 1000 °C is comprised of a solid solution of Fe2O3 and Al2O3, which results in a resistant product with a higher thermal stability.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/1070
ISSN: 03666913
metadata.dc.rights.license: O Periódico Cerâmica permite que o Repositório Institucional da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) deposite uma cópia eletrônica dos artigos publicados por esse periódico em que ao menos um dos autores faça parte da comunidade cientifica da UFOP. Fonte: Licença concedida mediante preenchimento de formulário enviado no dia 20/02/2014.
Appears in Collections:DEGEO - Artigos de periódicos

Files in This Item:
File SizeFormat 
ARTIGO_TransformaçõesMineralógicasCristaloquímicas.pdf1,48 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.