Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10666
Title: Efeitos da dieta hiperlipídica sobre o desequilíbrio redox e a resposta inflamatória pulmonar e sistêmica em camundongos submetidos à ventilação mecânica.
Authors: Souza, Ana Beatriz Farias de
metadata.dc.contributor.advisor: Bezerra, Frank Silva
Menezes, Rodrigo Cunha Alvim de
Keywords: Obesidade
Stress oxidativo
Pulmões - inflamação
Issue Date: 2017
metadata.dc.contributor.referee: Afonso, Luís Carlos Crocco
Nagato, Akinori Cardozo
Bezerra, Frank Silva
Citation: SOUZA, Ana Beatriz Farias de. Efeitos da dieta hiperlipídica sobre o desequilíbrio redox e a resposta inflamatória pulmonar e sistêmica em camundongos submetidos à ventilação mecânica. 2017. 78 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2017.
Abstract: A obesidade é uma doença de etiologia complexa e multifatorial influenciada por fatores genéticos, sociais e ambientais. O aumento da adiposidade leva a um quadro inflamatório crônico e provoca alterações em diversos sistemas como o sistema respiratório. Evidências mostram que ambiente hospitalar pacientes obesos cursam com mais complicações e necessitam de maior tempo suporte ventilatório. A ventilação mecânica (VM) é uma ferramenta utilizada em pacientes que apresentam insuficiência respiratória, embora apresente um papel terapêutico a VM pode induzir ou agravar uma lesão pulmonar. O presente trabalho teve por objetivo avaliar os efeitos de uma dieta rica em lipídeos saturados sobre o desequilíbrio redox, resposta inflamatória pulmonar e sistêmica de camundongos submetidos ventilação mecânica. Para isso 40 camundongos C57BL/6 machos, 8 a 9 semanas, foram inicialmente divididos em dois grupos: controle, que recebeu uma dieta com 3,4% de lipídeos, e dieta, que receberam uma dieta com 45% de lipídeos. Os animais tiverem livre acesso a ração durante 10 semanas ao término do protocolo nutricional os grupos foram novamente divididos em quatro grupos: grupo controle (GC), Grupo ventilação mecânica (GVM), grupo dieta (GD) e grupo dieta ventilação mecânica (GDVM). Os animais dos grupos GVM e GDVM foram submetidos à ventilação mecânica por 60 minutos. Posteriormente todos os animais foram eutanasiados e foi coletado o lavado bronco alveolar, sangue, pulmão e tecido adiposo para a realização das análises bioquímica, histológicas e morfométricas. Os resultados mostraram que o grupo dieta a partir da terceira semana de experimento apresentou maior massa corporal quando comparado com o grupo controle. O índice de adiposidade corporal foi maior nos grupos GD e GDVM quando comparado com os grupos GC e GVM. Há um aumento significativo na concentração de colesterol plasmático nos grupos que receberam a dieta hiperlípidica quando comparado com os grupos que receberam a dieta padrão. O influxo de células para o lavado aumentou no GD quando comparado com o GC. Os animais do grupo GVM apresentaram um influxo de células ainda maior quando comparado com GC e GD, o influxo celular causado pela VM foi potencializado nos animais alimentados com uma dieta rica em lipídeos. A contagem diferencial de células do lavado mostrou um influxo de macrófagos no grupo GD quando comparado com GC e um influxo de macrófagos, neutrófilos e linfócitos nos grupos submetidos à VM quando comparado com os grupos GC e GD. Foi observado um aumento da oxidação de proteínas nos grupos GVM e GDVM em comparação com GC e GD. A peroxidação lipídica foi maior no grupo submetido à ventilação mecânica quando comparado com GC, GD e GDVM. A atividade de superóxido dismutase no homogeneizado pulmonar foi maior em GVM e GDVM em comparação com o controle. A atividade de catalase foi menor no em GD quando comparado com o GC e nos grupos submetidos à VM foi menor quando comparado com os grupos GC e GD. Os níveis de CCL2 e IL-22 nos grupos VMG e DVMG foi maior quando comparado com os grupos não submetidos à ventilação, entretanto os níveis de IL-10 e Il-17 nos grupos GVM e GDVM foi menor quando comparado com GC e GD. Portanto, a obesidade e à VM promoveram inflamação e estresse oxidativo pulmonar em camundongo C57BL/6 adultos.
metadata.dc.description.abstracten: Obesity is a multifactorial disease influenced by genetic, social and environmental factors. Increased adiposity leads to a chronic inflammatory state and causes changes in several systems such as the respiratory system. Evidences have shown that obese patients stay for long periods of hospitalization and mechanical ventilation, thus leading to more complications. Mechanical ventilation (MV) is a tool used in patients with respiratory insufficiency, although it has a therapeutic role in MV that can induce or aggravate pulmonary injury. The objective of this study was to evaluate the effects of a high fat diet and mechanical ventilation on pulmonary and systemic inflammatory response in C57BL/6 mice. Forty 8-9 weeks male C57BL/6 mice were initially divided into two groups: control group, which received a diet with 3.4% of lipids, and diet group, that received a diet with 45% of lipids. The animals had free access to feed for 10 weeks at the end of the nutritional protocol, the groups were divided into four groups: control group (CG), mechanical ventilation group (MVG), diet group (DG) and diet mechanical ventilation group (DVMG). The animals of the MVG and DMVG were submitted to mechanical ventilation for 60 minutes. The animals were euthanized and the bronchoalveolar lavage fluid (BALF), blood, lungs and adipose tissue were collected for biochemical, histological and morphometric analyzes. The results showed that the diet group from the third week of experiment had higher body mass when compared to the control group. The animals of DG and DMVG presented higher adiposity index when compared to CG and MVG. There is a significant increase in plasma cholesterol concentration in groups that received the high fat diet when compared to the groups that received the standard diet. The influx of cells in BALF increased in GD when compared to CG. The animals of the MVG group had an even greater influx of cells when compared to GC and DG; the cellular influx caused by MV was potentialized in animals fed a high fat diet. Differential cell counts in BALF showed an influx of macrophages in DG group when compared to CG and an influx of macrophages, neutrophils and lymphocytes in the groups submitted to MV when compared to the CG and DG. Increased protein oxidation was observed in the MVG and DMVG compared to CG and DG. Lipid peroxidation was higher in the group submitted to mechanical ventilation when compared to CG, DG and DMVG. The superoxide dismutase activity was higher in MVG and DMVG compared to CG. The catalase activity was lower in DG when compared to CG and in the groups submitted to MV it was lower when compared to CG and DG. The levels of CCL2 and IL-22 in MVG and DMVG were increased, when compared to groups that weren’t submitted to MV. However, there was a decrease in IL-10 and IL-17 in MVG and DMVG when compared to CG and DG. Therefore, the MV and obesity promoted inflammation and pulmonary oxidative stress in C57BL/6 adult mice.
Description: Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa de Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10666
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 15/01/2018 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Appears in Collections:PPCBIOL - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_EfeitoDietaHiperlipídica.pdf2,35 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons