Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/10154
Title: Tectonics and sedimentation of the central sector of the Santo Onofre rift, north Minas Gerais, Brazil.
Other Titles: Tectônica e sedimentação do setor central do rifte Santo Onofre, norte de Minas Gerais, Brasil.
Authors: Costa, Alice Fernanda de Oliveira
Danderfer Filho, André
Keywords: Santo Onofre rift
Macaúbas basin
Tonian
Rodinia supercontinent
Bacia Macaúbas
Issue Date: 2017
Citation: COSTA, A. F. de O.; DANDERFER FILHO, A. Tectonics and sedimentation of the central sector of the Santo Onofre rift, north Minas Gerais, Brazil. Brazilian Journal of Geology, v. 47, n. 3, p. 491-519, 2017. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S2317-48892017005004101&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 03 maio 2018.
Abstract: The Santo Onofre Group registers the filling of a Tonian, intracontinental paleo-rift that developed along the northern and central Espinhaço regions. This paper examines this unit in the central Espinhaço region with stratigraphic analysis and U-Pb geochronology, reviewing and dividing into the Canatiba and Rio Peixe Bravo Formations, which include the Barrinha Member. The Canatiba Formation mainly comprises carbon-rich mudstones that were deposited through low-density turbidity flows that alternated with sediment settling under anoxic conditions. The Rio Peixe Bravo Formation consists of a succession of sandstones and minor mudstones, which were deposited through low- to high-density turbidity flows. The Barrinha Member mainly consists of conglomerates and is related to channelized debris flows. Detrital zircon grains show maximum depositional ages of 930 ± 33 Ma and around 865 Ma for the Canatiba and Rio Peixe Bravo Formations, respectively. We interpret the Santo Onofre rifting to be relative younger than that for the Sítio Novo Group and to be a precursor stage of the glacial and post-glacial rift-to-passive margin-related sequences of the Macaúbas Group. The lithostratigraphic term “Macaúbas Supergroup” would be of better use to accommodate the unconformity-bounded Tonian sequences that were related to the Rodinia breakup in the Congo-São Francisco paleocontinent.
metadata.dc.description.abstracten: O Grupo Santo Onofre registra o preenchimento de um paleorifte intracontinental Toniano desenvolvido ao longo do Espinhaço setentrional e central. Este trabalho analisa essa unidade no Espinhaço central a partir de trabalho de campo, análise estratigráfica e geocronologia U‑Pb, revisando‑o e dividindo‑o nas formações Canatiba e Rio Peixe Bravo, que inclui o Membro Barrinha. A Formação Canatiba compreende principalmente pelitos carbonosos, maciços e laminados, depositados principalmente por fluxos turbidíticos de baixa densidade que alternaram com decantação de sedimento em suspensão em condições anóxidas. A Formação Rio Peixo Bravo consiste de uma sucessão de arenitos grossos a finos com subordinados pelitos, que foram depositados a partir de fluxos turbidíticos de alta a baixa densidade. O Membro Barrinha foi distinguido em dois corpos que consistem principalmente de conglomerados com arenitos subordinados, relacionados a fluxo de detritos canalizados. Grãos de zircões detríticos extraídos desta unidade mostram idade máxima de deposição de 930 ± 33 Ma e em torno de 865 Ma para as formações Canatiba e Rio Peixe Bravo, respectivamente. O rifte Santo Onofre é relativamente mais jovem do que o rifte que acolheu o Grupo Sítio Novo e um estágio precursor das sequências glacial e pós‑glacial do Grupo Macaúbas. O termo litoestratigráfico “Supergrupo Macaúbas” utilizado é proposto para acomodar as sequências tonianas que ocorrem ao longo da serra do Espinhaço, no interior do paleocontinente São Francisco, e que estavam relacionadas à quebra do Supercontinente Rodínia.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10154
ISSN: 23174692
metadata.dc.rights.license: Todo o conteúdo do periódico Revista Brasileira de Geociências, exceto onde identificado, está licenciado sob uma licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho em qualquer suporte ou formato desde que sejam citados o autor e o licenciante. Fonte: Revista Brasileira de Geociências <http://www.scielo.br/revistas/bjgeo/iinstruc.htm>. Acesso em: 12 jan. 2017.
Appears in Collections:DEGEO - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_TectonicsSedimentationCentral.pdf35,33 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.