Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10051
Title: Prevalência do consumo de tabaco entre estudantes recém-ingressantes em uma universidade pública da região Sudeste do Brasil.
Authors: Araújo, Cícero Augusto Alves
metadata.dc.contributor.advisor: Lima, Cláudia Aparecida Marliére de
Keywords: Estudantes universitários
Epidemiologia
Dependência de nicotina
Issue Date: 2016
metadata.dc.contributor.referee: Lima, Cláudia Aparecida Marliére de
Veloso, Vanja Maria
Amaral, Joana Ferreira do
Citation: ARAÚJO, Cícero Augusto Alves. Prevalência do consumo de tabaco entre estudantes recém-ingressantes em uma universidade pública da região Sudeste do Brasil. 2016. 55 f. Dissertação (Mestrado em Saúde e Nutrição) - Escola de Nutrição, Universidade Federal de Ouro Preto, Escola de Nutrição, Ouro Preto, 2016.
Abstract: Introdução: o uso do tabaco é um crescente problema de saúde pública entre os estudantes universitários, grupo de vulnerabilidade ao uso de drogas lícitas e ilícitas. Objetivo: Avaliar a prevalência do uso de tabaco em estudantes recém ingressantes de uma Universidade Pública do Sudeste do Brasil. Metodologia: Estudo transversal realizado com amostra aleatória de universitários que ingressaram no primeiro semestre de 2010 (n=252). Foram coletados dados sócio-demográficos, de atividade física e informações sobre o grau de dependência de tabaco (Teste de Fagerstrom). Para comparar proporções foram utilizados os Testes Qui-quadrado e Exato de Fisher. Resultados: Foram incluídos 252 alunos, 52% do sexo feminino. A mediana de idade foi 19,7 anos, sendo que aproximadamente 94% da amostra tinha idade superior a 18 anos. Cinquenta e seis por cento dos estudantes avaliados foram classificados como sedentários em relação à prática de atividade física. A maior parte da amostra foi composta por estudantes de ciências sociais aplicadas. A prevalência de tabagismo foi de 13,9%, com idade média de início do consumo de cigarros de 16,63±1,59 anos. A maior parte dos tabagistas (62,9%) começaram fumar com idade inferior a 18 anos. Entre os tabagistas (35), a maioria era do sexo masculino (62,86%), sem diferença significativa (p=0,06). Pela classificação do questionário de Fagerstrom, 90,9% dos alunos apresentação grau de dependência de nicotina muito baixo, com consumo inferior a 11 cigarros/dia. Além disso, 48,6% relataram terem começado fumar em festas e 22,9% com os amigos. Aproximadamente 46% dos fumantes relataram já terem tentado abandonar o vício, sendo o nervosismo o motivo mais relatado para abandono da abstinência (37,1%). Entre os tabagistas o hábito de consumir bebidas alcoólicas foi significativamente maior em relação aos não tabagistas ( 97,1% versus 73,2%; p=0,002). Além disso, em relação ao IMC, os alunos tabagistas aparentemente tiveram maior frequência de sobrepeso e obesidade (34,3% versus 24,9%); e menor frequência de eutróficos (60% versus 70,9%), em relação aos não tabagistas, porém sem significância estatística. Conclusão: Foi encontrada baixa prevalência de tabagismo entre os universitários recém ingressantes e muito baixo grau de dependência de nicotina entre os tabagistas.
metadata.dc.description.abstracten: Introduction: Tobacco use is a growing public health problem among college students, vulnerable group to drug use. Objective: Evaluate the prevalence of tobacco use in new freshmen students of a public university in the Southeast of Brazil. Methods: Cross-sectional study with a random sample of students who entered the first half of 2010 (n = 252). We collected socio-demographic data, physical activity and information on the degree of tobacco dependence (Fagerstrom test). To compare the proportions tests chi-square and Fisher exact tests were used. Results: We included 252 students, 52% female. The median age was 19.7 years, with approximately 94% under the age 18. Fifty-six percent of students assessed were classified as sedentary in relation to physical activity. Most of the sample consisted of students of applied social sciences. The prevalence of smoking was 13.9%, with an average age of onset of smoking of 16.63 ± 1.59 years. Most smokers (62.9%) started smoking under the age of 18. Among the smokers (35), most were male (62.86%), with no significant difference (p = 0.06). According to the Fagerstrom´s questionnaire, 90.9% of students show very low degree of nicotine dependence, with consumption of less than 11 cigarettes / day. In addition, 48.6% reported having started smoking at parties and 22.9% with friends. Approximately 46% of smokers reported having tried to quit, and the nervousness was the most reported reason for withdrawal of abandonment (37.1%). Among smokers the habit of consuming alcoholic drinks was significantly higher compared to non-smokers (97.1% versus 73.2%; p = 0.002). Furthermore, in relation to BMI, smokers students apparently had a higher frequency of overweight and obesity (34.3% versus 24.9%); and lower frequency of normal weight (60% versus 70.9%), compared to nonsmokers, but without statistical significance. Conclusion: We found low prevalence of smoking among college freshmen and new very low degree of nicotine dependence among smokers.
Description: Programa de Pós-Graduação em Saúde e Nutrição. Escola de Nutrição, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10051
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 06/07/2018 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite a adaptação.
Appears in Collections:PPGSN - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_PrevalênciaConsumoTabaco.pdf2,01 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons