Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/6589
Título: Condições ambientais e prevalência de infecção parasitária em indígenas Xukuru-Kariri, Caldas, Brasil.
Autor(es): Simões, Bárbara dos Santos
Coelho, George Luiz Lins Machado
Pena, João Luiz
Freitas, Silvia Nascimento de
Palavras-chave: Saúde indígena
Indicadores de saúde
Parasitologia
Meio ambiente
Brasil
Data do documento: 2015
Referência: SIMÕES, B. dos S. et al. Condições ambientais e prevalência de infecção parasitária em indígenas Xukuru-Kariri, Caldas, Brasil. Revista Panamericana de Salud Publica (Print), v. 38, p. 42-47, 2015. Disponível em: <http://www.scielosp.org/pdf/rpsp/v38n1/v38n1a06.pdf>. Acesso em: 16 jun. 2016.
Resumo: Objetivo. Descrever as condições ambientais e o quadro de infecção parasitária dos indígênas Xukuru-Kariri residentes no município de Caldas (MG), Brasil. Métodos. Foi realizado um estudo transversal em março de 2009. Dados sociodemográficos e ambientais foram coletados através de entrevista. Amostras de água e fezes foram coletadas para determinação da contaminação ambiental e parasitológica. Resultados. A população foi composta por 86 indivíduos, divididos em 22 famílias, sendo 81,8% dos chefes de baixa escolaridade (primeiro grau incompleto). Das 26 amostras de água coletadas para análise microbiológica, 77,0% foram positivas para coliformes totais e 4,0% para Escherichia coli. Em 27,3% dos domicílios, os moradores defecavam na parte exterior da casa, e 54,5% dos domicílios possuíam lixo espalhado pelo quintal. Foram coletadas amostras fecais de 60 indivíduos, com positividade em 66,6%. As prevalências registradas foram: Entamoeba histolytica/dispar, 6,7%; Entamoeba coli, 60,0%; Endolimax nana, 1,8%; e Giardia duodenalis, 6,6%. Conclusões. As pessoas incluídas na pesquisa estavam sujeitas a características ambientais que as tornavam vulneráveis nos aspectos relacionados à saúde. É primordial a promoção de ações de saúde e a implementação de políticas públicas de saneamento, com fornecimento de água de qualidade adequada e recolhimento e tratamento de dejetos humanos e rejeitos domiciliares para evitar a degradação ambiental e melhorar a qualidade de vida desses indivíduos.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/6589
ISSN: 10204989
Licença: Todo o conteúdo do periódico Revista Panamericana de Salud Pública, exceto onde identificado, está licenciado sob uma licença Creative Commons que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho em qualquer suporte ou formato desde que sejam citados o autor e o licenciante. Fonte: <http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_serial&pid=1020-4989>. Acesso em: 21 out. 2015.
Aparece nas coleções:DENCS - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_CondiçõesAmbientaisPrevalência.pdf230,13 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.