Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/3764
Título: Vaccination of C57BL/10 mice against cutaneous leishmaniasis using killed promastigotes of different strains and species of Leishmania.
Título(s) alternativo(s): Vacinação de camundongos C57BL/10 contra leishmaniose com promastigotas mortas de diferentes cepas e espécies de Leishmania.
Autor(es): Mayrink, Wilson
Santos, Gilmara Cristina dos
Toledo, Vicente de Paulo Coelho Peixoto de
Guimarães, Tânia Mara Pinto Dabés
Coelho, George Luiz Lins Machado
Genaro, Odair
Costa, Carlos Alberto da
Palavras-chave: Vaccine
Interferon
Interleukin
Leishmania
Vacina
Data do documento: 2002
Referência: MAYRINK, W. Vaccination of C57BL/10 mice against cutaneous leishmaniasis using killed promastigotes of different strains and species of Leishmania. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, São Paulo, v. 35, n. 2, p. 125-132, 2002. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0037-86822002000200001&lng=en&nrm=iso&tlng=en>. Acesso em: 01 set. 2014.
Resumo: Antigenic extracts from five Leishmania stocks were used to vaccinate C57BL/10 mice. The Leishvacinand PH8 monovalent vaccine yielded the highest IFN-levels in the supernatants of spleen cell culture from vaccinated animals. Each single strain immunized group showed evidence of protective immunity six months after the challenge with promastigotes of Leishmania (Leishmania) amazonensis. No differences were detected between the vaccinated groups. It can be concluded that vaccines composed of single Leishmania stocks can provide protection to C57BL/10 mice against L. (L.) amazonensis infection. _______________________________________________________________________________________
RESUMO: Estudos anteriores revelaram que uma vacina preparada com promastigotas mortas de cinco cepas de Leishmania pode induzir uma imunidade protetora para a leishmaniose tegumentar americana no homem e em modelos experimentais. Um dos problemas do uso desta vacina é a complexidade de sua composição e a necessidade de se incorporar diferentes cepas de Leishmania. Por esta razão, extratos antigênicos de cada uma das cinco cepas constituintes da vacina foram preparados e usados individualmente em estudos imunológicos com camundongos C57BL/10. A Leishvacine a vacina monovalente PH8 induziram os maiores níveis de Interferon-g (IFN-) detectado no sobrenadante de células esplênicas dos animais vacinados. Cada grupo imunizado com vacinas monovalentes desenvolveram uma imunidade protetora seis meses após a infecção desafio com promastigotas de Leishmania (Leishmania) amazonensis e nenhuma diferença estatística foi observada entre os grupos vacinados. Pode-se concluir que vacinas compostas por cepas isoladas de Leishmania protegem camundongos C57BL/10 contra, pelo menos, da infecção por L. (L.) amazonensis.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/3764
ISSN: 00364665
Licença: A Revista do Instituto de Medicina tropical de São Paulo permite que o Repositório Institucional da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) deposite uma cópia eletrônica dos artigos publicados por esse periódico  em que ao menos um dos autores faça parte da comunidade cientifica da UFOP. Fonte: Licença concedida mediante preenchimento de formulário em 06/12/2013.
Aparece nas coleções:DEMSC - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_VaccinationC57BLMice.pdf137,13 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.