Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2668
Título: Análise do estado da arte do fechamento de mina em Minas Gerais.
Autor(es): Cunha, Maíra Fonseca da
Orientador(es): Lima, Hernani Mota de
Palavras-chave: Fechamento de mina
Bioindicadores
Recuperação ambiental
Minas e mineração
Mine closure
Bioindicators
Environmental reclamation
Mining
Lavra de minas
Engenharia mineral
Data do documento: 2007
Editora / Evento / Instituição: Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mineral. Departamento de Engenharia de Minas, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.
Referência: CUNHA, M. F. da. Análise do estado da arte do fechamento de mina em Minas Gerais. 2007. 85p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mineral) – Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2007.
Resumo: Os desafios enfrentados pela mineração atualmente são muitos. Com destaque para a contínua pesquisa por novas reservas, limitações adicionais ao acesso e dificuldades de obtenção ao direito de lavra e normas ambientais cada vez mais restritivas e, potencialmente, os custos associados a estas. Adicionalmente, o sucesso de um fechamento de mina tem se tornado uma preocupação e uma meta dentro das empresas, bem como uma medida de desempenho entre os envolvidos no processo. A indústria mineral no Brasil é muito diversa em termos de tipo de minério e do tamanho das minas e do porte das companhias que estão em atividade no setor. O Estado de Minas Gerais é o mais importante para a mineração, pois acolhe 50,6% das minas grandes e 46,5% das médias. Muitas minas em Minas Gerais estão no primeiro estágio de fechamento. Embora não haja, no Brasil, uma legislação pertinente, empresas de mineração têm adotado as melhores práticas ambientais e enfrentado o desafio de fechar uma mina de forma adequada de acordo com a atual legislação ou abandonando o local da mina. Apesar de não existir uma legislação para o fechamento de mina no Brasil, as indústrias brasileiras, atualmente, estão desenvolvendo técnicas para minimizar os impactos ambientais. Os estudos de caso no Estado de Minas Gerais, a maioria localizado no Quadrilátero Ferrífero, fornecem um excelente testemunho das técnicas de reabilitação implementadas pelas empresas de mineração. Esta dissertação apresenta uma análise do estado da arte do fechamento de mina em Minas Gerais tomando como exemplo, a mina de Águas Claras (a primeira grande mina de minério de ferro a ser propriamente fechada na América do Sul) visto que seu plano de fechamento de mina tem se tornado uma referência no Brasil, bem como outras minas, incluindo uma de urânio, três de ouro e quatro de minério de ferro. Destaca as razões para o fechamento, os maiores riscos envolvidos em cada uma e as técnicas de reabilitação adotadas além do uso futuro proposto para o local da mina. O outro objetivo deste estudo foi de propor técnicas para mensurar a qualidade e o nível da recuperação ambiental realizado pela mineração através do monitoramento da área. Adicionalmente, utilização de indicadores biológicos, bioindicadores, na fase do fechamento foi recomendada por se tratar de uma ferramenta importante para medir a qualidade biológica do ambiente na área pós-mineração. __________________________________________________________________________________________
ABSTRACT: The challenges facing the mining industry today are many. Foremost amongst them are the continuous search for new reserves, additional limitations on access and the difficulty of obtaining mining rights, ever more prescriptive environmental regulations and, potentially, the associated compliance costs. In addition, successful mine closure is becoming a major preoccupation within the industry, as well as a measurement of performance by stakeholders. The mining industry in Brazil is very diverse in terms of type of ore produced and the size of the mines, as well as companies, that are active in the sector and Minas Gerais State is the most important mining State holding 50.6% of the largest mines and 46.5% of the medium ones. Many mines in Minas Gerais State – Brazil are today in an early stage of closure. Despite the absence of closure regulations in Brazil, many mining companies are still attempting to adopt best practice and are facing the challenge of closing a mine properly instead of simply complying with current legislation or abandoning the mine site. Although there is no current regulation on mine closure in Brazil, the Brazilian mining industry today is at the forefront of environmental impact minimisation techniques. Many case studies in Minas Gerais State, most of them located in the Iron Quadrangle, provide excellent testament to the industry’s rehabilitation expertise. This dissertation presents the state of art of mine closure in Minas Gerais taking as example, the Águas Claras Mine (the first big ion ore mine to be properly closed in South America) since its mine closure plan already became a reference in Brazil as well other mines, including the an uranium, three gold, four iron ore, and other mines. It emphasizes the main reasons of closure of each of these mines, their major risks involved for each one and the rehabilitation techniques adopted by each in order to reach the final use for the mined area. In addition, it is presented the technique proposed for assessment the quality and level of environmental rehabilitation by land monitoring. The use of biological indicators, bioindicators, is recommended as a useful tool to assess the environmental quality of a post mining site.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2668
Aparece nas coleções:PPGEM - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_AnáliseEstudoArte.pdf6,62 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.