Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/15601
Title: As estruturas arqueológicas em Cerro Ventarrón – marcos sociogeográficos, lugares e paisagem durante o Formativo Inicial, Lambayeque, Peru.
Authors: Fagundes, Marcelo
Suner, Marcia Maria Arcuri
Gontijo, Bernardo Machado
Vasconcelos, Alessandra Mendes Carvalho
Bueno, Flávia Brasil Baessa
Mafra, Luís Fernando Rangel de Oliveira
Keywords: Andes Centrais
Issue Date: 2019
Citation: FAGUNDES, M. et al. As estruturas arqueológicas em Cerro Ventarrón – marcos sociogeográficos, lugares e paisagem durante o Formativo Inicial, Lambayeque, Peru. Revista Espinhaço, v. 8, n. 2, p. 13-24, 2019. Disponível em: <https://www.revistaespinhaco.com/index.php/revista/article/view/149>. Acesso em: 06 jul. 2022.
Abstract: A costa norte do Peru é uma das regiões responsáveis pelo surgimento da arquitetura monumental no continente sul-americano, destacando-se o remoto desenvolvimento sociocultural e econômico ainda no terceiro milênio da era pré-cristã. Além disso, muito precocemente, grupos que ocuparam essa região foram responsáveis por grandes obras de engenharia (como a irrigação por canais), possibilitando o crescimento vertiginoso de uma agricultura capaz de suportar grandes populações e, consequentemente, do aparecimento da complexidade tecnológica vinculada à produção têxtil, cerâmica e à metalurgia. Todo esse desenvolvimento está diretamente relacionado às cosmologias, que não apenas justificam, mas estruturam a vida nos Andes Centrais durante milênios. Esse trabalho tem como objetivo apresentar como surgem as estruturas arqueológicas em Cerro Ventarrón, no vale de Lambayeque, e como o estudo das características fisiográficas, associado aos conceitos de lugar e paisagem, tem cooperado para a compreensão do modo de vida dos vários grupos que ocuparam a área ao longo de 5 mil anos. Para tanto várias campanhas de campo foram realizadas no intuito de mapear, compreender o sistema de implantação e os vínculos cosmográficos destas estruturas arqueológicas, de acordo com o pensamento andino. Como resultado, observou-se que a implantação destas estruturas está vinculada aos marcos sociogeográficos regionais, contudo associados às formas comuns do pensamento e da organização social compartilhada por distintas sociedades que compõem os Andes.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/15601
metadata.dc.identifier.doi: https://doi.org/10.5281/zenodo.3583290
ISSN: 2317-0611
metadata.dc.rights.license: O periódico Revista Espinhaço permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo. Permite remixagem, adaptação e nova criação a partir da obra para fins não comerciais, desde que seja atribuído o crédito ao autor (CC BY-NC). Fonte: Diadorim <https://diadorim.ibict.br/handle/1/1315> . Acesso em: 27 maio 2022.
Appears in Collections:DEMUL - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_EstruturasArqueológicasCerro.pdf1,01 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.