Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/15003
Title: Efeitos antiproliferativos de naftoquinonas em linhagens tumorais de bexiga.
Authors: Ferreira, Gabriel Monteze
metadata.dc.contributor.advisor: Brandão, Geraldo Célio
Silva, Glenda Nicioli da
Keywords: Câncer de bexiga
Morte celular
Naftoquinona
Issue Date: 2022
metadata.dc.contributor.referee: Brandão, Geraldo Célio
Endringer, Denise Coutinho
Dolabela, Maria Fâni
Souza, Gustavo Henrique Bianco de
Cardoso, Leonardo Máximo
Citation: FERREIRA, Gabriel Monteze. Efeitos antiproliferativos de naftoquinonas em linhagens tumorais de bexiga. 2022. 107 f. Tese (Doutorado em Ciências Farmacêuticas) - Escola de Farmácia, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2022.
Abstract: As quinonas são compostos químicos produzidos a partir da oxidação de fenóis, Uma de suas principais características é a presença de dois grupos carbonílicos que formam um sistema conjugado com pelo menos duas ligações duplas em um anel de seis carbonos. Entre as quinonas, as naftoquinonas se destacam como potenciais agentes antitumorais. Com base neste histórico, oito naftoquinonas da biblioteca de moléculas do Laboratório de Química Medicinal e Bioensaios da Escola de Farmácia da UFOP tiveram suas citotoxicidades testadas pelo método colorimétrico do MTT (brometo de [3-(4,5-dimetiltiazol2yl)-2,5-difenil tetrazolium]) em linhagens de carcinoma urotelial. A nafto [2,3-b] tiofen-4,9-quinona (NQ1), 8-metoxi-α-lapachona (NQ3) e a lausona (NQ8) apresentaram melhores índices de seletividade para células de carcinoma urotelial e, portanto, foram selecionadas para outros ensaios. A NQ1 apresentou índice de seletividade de 7,32; 18,16 e 10,55 respectivamente para as linhagens RT4, 5637 e T24, enquanto a NQ3 e a NQ8 apresentaram índice de seletividade respectivamente de 19,5 e 28,0 para a linhagem T24. Os cálculos foram feitos utilizando os valores de citotoxicidade obtidos para a linhagem não tumoral MRC-5 (fibroblasto humano). No ensaio de sobrevivência clonogênica, a maior concentração testada de NQ1 (2,5 µg/mL) reduziu 76, 52 e 48% a formação de clones para as linhagens RT4, 5637 e T24 respectivamente. A NQ3 reduziu 70,5% e a NQ8 reduziu 87,1% a formação de clones para a linhagem T24. Observou-se também que a NQ1 alterou a morfologia das três linhagens testadas e a NQ3 alterou a morfologia da T24, onde foi possível observar a presença de células alongadas. As três moléculas também apresentaram o efeito de diminuição no processo de migração celular. As três naftoquinonas alteraram o ciclo celular e induziram significativamente a produção de espécies reativas de oxigênio (EROs), que estão ligadas a danos no DNA. Em conclusão, as naftoquinas estudadas apresentaram potencial efeito antiproliferativo em linhagem tumoral de câncer de bexiga, interferindo no ciclo e na migração celular celular, possivelmente por meio de estresse oxidativo.
metadata.dc.description.abstracten: Quinones are chemical compounds produced from the oxidation of phenols, their main feature is the presence of two carbonyl groups that form a conjugated system with at least two double bonds in a six-carbon ring. Among quinones, naphthoquinones stand out as potential antitumor agents. In this context, eight naphthoquinones from the library of molecules of the Laboratory of Medicinal Chemistry and Bioassays of the School of Pharmacy at UFOP had their cytotoxicity tested by the MTT (3-(4,5-dimethylthiazol-2-yl)-2,5- diphenyltetrazolium bromide) colorimetric method in urothelial carcinoma lines. Naphtho[2,3-b]thiophen-4,9-quinone (NQ1), 8-methoxy-α-lapachone (NQ3) and lausone (NQ8) showed better selectivity index for urothelial carcinoma cells and, therefore, were selected for further trials. NQ1 presented a selectivity index of 7.32, 18.16 and 10.55 respectively for the RT4, 5637 and T24 strains, while NQ3 and NQ8 showed a selectivity index of 19.5 and 28.0 respectively for the T24 strain. Calculations were made using the cytotoxicity values obtained for the non-tumor lineage MRC-5 (human fibroblast). In the clonogenic survival assay, the highest tested concentration of NQ1 (2.5 µg/mL) reduced clone formation by 76, 52 and 48% for lines RT4, 5637 and T24, respectively. NQ3 reduced 70.5% and NQ8 reduced 87.1% the formation of clones for the T24 strain. It was also observed that NQ1 altered the morphology of the three strains tested and NQ3 altered the morphology of T24, where it was possible to observe the presence of elongated cells. The three molecules also showed the effect of decreasing the cell migration process. The three naphthoquinones altered the cell cycle and significantly induced the production of reactive oxygen species (ROS), which are linked to DNA damage. In conclusion, the tested naphthokines have antiproliferative potential, interfering with cell cycle and cell migration, possibly through oxidative stress.
Description: Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas. CIPHARMA, Escola de Farmácia, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/15003
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 14/06/2022 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite a adaptação.
Appears in Collections:CIPHARMA - Doutorado (Teses)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_EfeitosAntiproliferativosNaftoquinonas.pdf5,22 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons